sexta-feira, 20 de julho de 2018


URGENTE : ASSALTANTES REALIZA ARRASTÃO EM RESIDÊNCIA NA ZONA LESTE DE CAICÓ

Por volta 18:30 desta sexta-feira (20), seis indivíduos armados com armas de fogo, invadiram uma residência próximo ao Jardim do Alá e praticaram um arrastão no local.

Os criminosos eram bastantes violentos e bateram em uma das vítimas e após o roubo os mesmos fugiram em direção ao rio Seridó.

Viaturas da Polícia Militar encontra-se na região tentando prender os acusados.


CAERN ALERTA SOBRE CONSUMO DE ÁGUA DURANTE A FESTA DE SANT'ANA EM CAICÓ

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) está alertando a população de Caicó e visitantes que estão em participando dos festejos da Festa de Sant’Anna, que seguem até 29 de julho, para a situação ainda preocupante do abastecimento de água na região.

Neste período, tradicionalmente a cidade conta com a circulação de milhares de pessoas – potiguares e de outros estados – no Seridó. Segundo a Caern, com as últimas chuvas de abril, a cidade retomou o abastecimento pelo Açude Itans, mas ainda com volume insuficiente para atender sozinho, sendo reforçado pela adutora emergencial com captação na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.

Ou seja, Caicó permanece em abastecimento pelo sistema de rodízio, recebendo água de forma setorizada. A Companhia pede a compreensão de todos para que os volumes disponíveis possam ser usados de forma racional.

RODÍZIO

O rodízio de Caicó divide a cidade em dois setores, revezando o abastecimento, ficando quatro dias com água e quatro dias sem água.

Walkyria Santos é a grande atração da Noite Branca hoje em Caicó

Acontece hoje em Caicó mais uma edição da Noite Branca. O evento mais badalado da Festa de Sant`Ana em Caicó. Para isso, Walkyria Santos, uma das maiores estrelas do forró, com passagens pelas bandas Magnifícios e Solteirões do Forró, atualmente em carreira solo, foi convocada para o posto de uma das grandes atrações, ao lado de Giannini Alencar e da Orquestra de Frevo do Bloco do Magão.

Imagem ônibus da Walkyria Santos na tarde desta sexta-feira (20), em Caicó.

Arma de fogo,colete e munições da Escola de Governo do RN são roubados

Um revólver, um colete balístico e munições usados na vigilância da Escola de Governo do Rio Grande do Norte foram furtados. De acordo com a polícia, o vigilante informou que, quando chegou para trabalhar na quinta-feira, 19, não encontrou os equipamentos. A sala onde estava o material não apresentava sinais de arrombamento.

Um boletim de ocorrência foi registrado ainda na quinta-feira e o caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

A Escola de Governo funciona dentro do Centro Administrativo do Estado, no mesmo prédio onde está instalado o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e a Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

RN FECHOU MAIS DE 5 MIL VAGAS DE EMPREGO NOS PRIMEIROS MESES DE 2018

Em meio à crise econômica que atingiu o Brasil nos últimos anos, temas relacionados ao desemprego têm se tornando centrais quando o assunto é a recuperação econômica. Só no estado do Rio Grande do Norte, foram mais de 5.000 vagas de emprego fechadas nos cinco primeiros meses deste ano.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o CAGED, foram mais de 56 mil admissões e mais de 60 mil demissões no estado este ano. O setor de indústria de transformação foi o que mais perdeu vagas no estado, com 1.800 postos de trabalho. O economista Antônio Carlos Alves explica que a demissão no setor é a última escolha.

“No caso da indústria de transformação, temos que levar em consideração que empresa só demite seus funcionários quando ela não tem outra alternativa. Por quê? Porque ela investiu pesado na formação e treinamento desse funcionário, então é um capital humano que, ao demitir ela perde, e no futuro quando a economia retornar o crescimento, e a economia vai retomar em algum momento, ela vai ter que reinvestir na formação de nova mão de obra. Então, para ela não é interessante investir, mas dada a situação da economia, ela não tem outra alternativa a não ser demitir. Então você percebe que é um conjunto de fatores que acaba impactando negativamente a performance no mercado de trabalho.”

Outro setor com saldo negativo, é a área de comércio. No acumulado de 12 meses, o setor abriu 268 novos postos de trabalho, mas de janeiro a maio deste ano fechou mais de 1.500 vagas no estado. Segundo o economista, esse fator é explicado por conta da sazonalidade, sendo que final de ano o comércio contrata muito mais por conta de festas de final de ano.

Com um saldo positivo, o setor de construção civil apresenta mais de 700 novas vagas no Rio Grande do Norte, de janeiro a maio deste ano. O pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo MDB, Henrique Meirelles, afirmou em coletiva na capital que a criação de emprego é uma de suas prioridades.

“Eu me dediquei dois anos a tirar o Brasil do colapso, então não é uma continuidade, é mais do que isso. Isso é trabalho concreto, resultado concreto mostrado para população. Então, o que nós vamos fazer é ampliar a melhora, fazer com que esse crescimento de empregos continue. Porque o Brasil ainda tem muitos desempregados, o governo anterior criou 14 milhões de desempregados no Brasil. Mesmo que nós já tenhamos criado dois milhões de emprego no Brasil, ainda é pouco dentro desse vasto número de desempregados que o Brasil tem. Então, temos que criar emprego rigorosamente nos próximos anos.”

Já no Brasil, de acordo os dados divulgados pela IBGE, mais de 13 milhões de brasileiros estão desempregados. A taxa ficou abaixo da registrada no trimestre terminado em abril, quando o índice foi de 12,9%, e também em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, quando estava em 13,3%.

quinta-feira, 19 de julho de 2018


Arrecadação do Estado do RN termina 1º semestre com crescimento real de 4,83%

Arrecadação do Estado do RN termina 1º semestre com crescimento real de 4,83%

Montante ultrapassa a barreira dos R$ 2,9 bilhões, uma cifra que supera em mais de R$ 200 milhões o valor arrecadado ano passado no mesmo período.

Em tempos difíceis, o secretário estadual de Tributação, André Horta, traz notícias alentadoras para o Rio Grande do Norte. A arrecadação do Estado neste 1º semestre ultrapassou a barreira dos R$ 2,9 bilhões – um crescimento real de 4,83% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os R$ 200 milhões a mais vêm sendo comemorados e foram oriundos da edição do 2018 do Refis – Programa de Refinanciamento Fiscal para Regularização de Créditos junto à União.

O bom humor do secretário André Horta foi renovado ao término da primeira quinzena deste mês, quando o valor arrecadado já está 8% superior, ante o mesmo período de 2017, mas, neste caso, os números não foram comentados por conta de possíveis oscilações até o fim do mês – tanto para mais, quanto para menos. “Este ano, só tivemos um mês de arrecadação negativa na comparação com 2017. Isso aconteceu no mês de junho e teve como reflexo a greve dos caminhoneiros”, justifica- se o secretário de Tributação.

Os R$ 200 milhões oriundos do Refis não estão sendo comemorados apenas por contribuir para a elevação da arrecadação, e sim por ter sido o maior Refis realizado pelo governo do Estado até o momento. André Horta disse, ainda, que este valor é quatro vezes maior que a média de todos os Refis realizados nos anos anteriores, isso já incluindo a inflação e correções monetárias. A expectativa agora está em torno dos esclarecimentos do Fundo de Participação dos Estados (FPE), que é composto por 22,5% de tudo o que for arrecadado com o Imposto de Renda (IR), seja ela pessoa física, jurídica, ou retido na fonte, além do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

De acordo com o secretário André Horta, o governo federal pega 22,5% de todo o IR e IPI e divide entre os Estados. A equipe técnica da Secretaria Estadual de Tributação (Set) tem monitorado os números destes dois impostos arrecadados pela União e as expectativas – na comparação com o ano passado – são bem melhores. André Horta destacou que a crise vivida pelo Brasil a partir de 2015 foi pior que a quebra da Bolsa de Valores de Nova York, ocorrida em 1929, gerando desemprego em massa, fortalecimento de regimes ditatoriais e contribuindo para a eclosão da 2ª guerra mundial. “Saímos da pior fase e este ano será melhor, mas não dá para quantificar”, acrescentou André Horta.

Arrecadação maior ajuda a pagar a folha e diminuir déficit previdenciário

Apesar de considerar cedo demais para pôr o Rio Grande Norte numa curva de ascensão em termos de arrecadação, André Horta admite que esta ligeira alta nos valores tributários fornecem um indício qualificado para ações como pagamento dos servidores públicos e também ao combate ao déficit previdenciário. “Vivemos um período muito difícil. A lava jato trouxe prejuízos, os preços das commodities caíram, além das bolhas do setor imobiliário. Tudo isso passou e agora estamos iniciando uma nova fase, mas é só o começo”, explicou Horta.

O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi responsável por 96% de todo o volume das receitas estaduais, deixando o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCD) com 4% juntos. Quanto à quota-parte do ICMS, que é distribuída anualmente aos municípios, André Horta disse que, como em todos os anos, poderá haver variações positivas ou negativas. Tudo vai depender dos faturamentos industrial, comercial e de serviços – neste caso, comunicação e transporte – de cada cidade. “Se algum município tiver uma nova fábrica instalada, por exemplo, a quota-parte será maior”, resume André Horta.