Dois morrem em confronto com a PM em Caicó

Por volta 09:40 deste sábado (19), Políciais Militares do GTO, tentaram abordar dois elementos suspeitos nas proximidades do Caicó Iate clube, porém os suspeitos receberam os Policiais com tiros, os Policiais revidaram baleando os mesmos, sendo socorridos para o hospital Regional e já chegando sem vida naquela casa de saúde.

Os dos jovens que tombou morto residia no Conjunto Recreio.

Petrobras eleva em 2,12% preço médio da gasolina; diesel sobe 1,51%


A Petrobras anunciou alta de 2,12% no preço médio do litro da gasolina A sem tributo nas refinarias, válido para sábado, dia 19, para R$ 1,5308. Além disso, a estatal anunciou alta de 1,51% no preço do diesel, para R$ 1,9778, conforme tabela disponível no site da empresa.

Em dezembro, a Petrobras anunciou um mecanismo de proteção complementar em que ela pode alterar a frequência dos reajustes diários do preço do diesel no mercado interno em momento de elevada volatilidade, podendo mantê-lo estável por curtos períodos de tempo de até sete dias, “conciliando seus interesses empresariais com as demandas de seus clientes e agentes de mercado em geral”.




Novidades na Loja LK MULTIMARCAS


Novidades você encontra na Loja Lk Multimarcas.

Venha conhecer às novas instalações e aproveite as grandes promoções que preparamos para você!

Av. Renato Dantas 633 - Centro de Caicó. Localizado por trás do Banco do Nordeste. 

84 - 9.9927-8030

7.

‘Eu sou contra o foro, mas não é uma escolha minha’, diz Flávio Bolsonaro

O deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) afirmou, em entrevista exibida nesta sexta-feira pela “Record”, que é contra o foro privilegiado, mas disse que não tinha alternativa se não pedir para o Supremo Tribunal Federal (STF) analisar em qual instância deve tramitr a investigação sobre seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

— Eu sou contra o foro, mas não é uma escolha minha. O foro é por prerrogativa de função. Então, querendo ou não querendo, eu tenho que entrar com o remédio legal no órgão competente. O STF é o único órgão que pode falar qual é o foro.

Flávio disse que não se “escondendo”, e afirmou que irá respeitar a decisão do STF sobre qual instância o caso deve tramitar:

— Não estou me escondendo atrás de foro nenhum. Não tenho nada para esconder de ninguém. Não me preocupo com a investigação de quem quer que seja. Aonde o Supremo determinar que eu tenho que ir para prestar os devidos esclarecimentos, eu vou fazer. Se for no Rio, vai ser no Rio. Se for na Procuradoria-Geral da República, sem problema nenhum.

O parlamentar se diz perseguido por ser filho do presidente da República:

— Eu exijo, como qualquer cidadão desse país, que a lei valha para mim também, que a Constituição seja respeitada para mim também. Não é porque eu sou filho do presidente que eu tenho que ser alvo de um procedimento que não está respeitando a legalidade.

Flávio afirmou que teve seu sigilo bancário quebrado de forma ilegal. Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou, em um período de um mês, depósitos em dinheiro que somam cerca de R$ 96 mil na conta do senador eleito. Entretanto, o Coaf tem autorização para enviar dados ao MP sem passar por juiz.

O Globo

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019


Polícia Civil descarta latrocínio e diz que morte de empresária potiguar foi encomendada

Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos — Foto: Arquivo da família

A Polícia Civil acredita que a morte da empresária Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos, em novembro de 2018, no interior do Estado, foi uma execução. A informação foi divulgada durante uma entrevista coletiva concedida pelos delegados responsáveis pela investigação, na tarde desta quinta-feira (17). Dois suspeitos foram presos nos estados de Sergipe e Alagoas, mas a polícia ainda procura outras três pessoas que possivelmente estão envolvidas no crime.

Dona de um posto de combustíveis, Maria da Conceição foi assassinada com um tiro na cabeça na madrugada de 8 de novembro do ano passado. O diretor da Divisão Especializada em Combate ao Crime Organizado (DEICOR), delegado Erick Gomes, afirmou que a possibilidade de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, foi descartada, porque a filha, que acompanhava a mulher, foi liberada pouco após elas terem sido abordadas e porque o carro e outros objetos pessoais foram deixados para trás na cidade paraibana de Mamanguape.

Gol foi incendiado em uma estrada de terra que dá acesso ao município de Espírito Santo — Foto: PM/Divulgação

“Sem sombra de dúvidas, foi um crime encomendado”, afirmou o delegado, que disse que a razão da execução ainda é investigada.

Saiba mais: Suspeitos de matar empresária potiguar são presos pela Polícia Civil

Os homens presos em Alagoas e Sergipe foram identificados graças a um carro alugado em Pernambuco. O automóvel usado pelos criminosos foi encontrado carbonizado entre as cidades de Santo Antônio e Espírito Santo, no interior do Rio Grande do Norte. Os policiais conseguiram identificar que ele pertencia a uma locadora de Recife e, em contato com a empresa, conseguiram identificar que o contrato de locação aconteceu 11 dias antes do crime.

Os investigadores levantaram dados do cliente que alugou o carro, um jovem de 22 anos, que agiu de forma indireta. Segundo a polícia, a única função dele era alugar o carro. Ele foi preso em Aracaju, capital de Sergipe. Depois, os policiais prenderam um suspeito de 33 anos, na cidade alagoana de Arapiraca. Ele estava com dois revólveres e munições de espingarda.





Filho de Bolsonaro também pediu anulação de provas no caso Queiroz


Na solicitação que o deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro fez ao Supremo Tribunal Federal (STF), foi pedida também a anulação das provas obtidas até agora pelo Ministério Público do Rio de Janeiro nas investigações sobre as movimentações financeiras suspeitas por parte de Fabrício Queiroz, ex-motorista e ex-assessor do filho do presidente envolvido no caso.

De acordo com o jornal “O Globo”, que revelou a informação, o ministro Luiz Fux deixou essa questão das provas para ser decidida pelo ministro Marco Aurélio Mello, relator do caso. Tudo será analisado após o recesso da Corte, em fevereiro.

Fux afirmou ainda, na decisão em que suspendeu a investigação, que o MP-RJ “teria solicitado informações ao Coaf acerca de dados bancários de natureza sigilosa” de Flávio Bolsonaro, “abrangendo período posterior à confirmação de sua eleição para o cargo de senador da República, sem submissão a controle jurisdicional”.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO 

Governo estuda pagar abono do pis só para quem ganha até um salário minimo

A equipe econômica do presidente Jair Bolsonaro analisa restringir o acesso ao abono salarial do PIS/Pasep para poupar recursos públicos, afirmaram fontes ouvidas pela agência de notícias Reuters nesta quinta-feira (17).

Segundo uma das fontes, a proposta com mais chances prevê que o benefício fique restrito somente a quem ganha em média até um salário mínimo por mês. Hoje, essa linha de corte é para quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais.