sexta-feira, 24 de março de 2017


SBT, RECORD TV E REDETV ANUNCIAM SAÍDA DAS OPERADORAS

A Record TV, SBT e RedeTV está anunciando em seus intervalos que sairá das operadoras SKY, Claro HDTV é NET no dia 29 de março, segundo o comunicado, as operadoras estão se recusando negociar uma renovação de contrato, ao contrário do que fazem com outros grupos, diz o comunicado lido pelo jornalista Celso Freitas.

É lamentável esse impasse, quem perde são os assinantes, que muitas vezes assinam para ter canais fechados, mas também gostam ver algo nos canais abertos.

AGENTE PENITENCIÁRIA É AFASTADA APÓS TRATAR MULHER DE CABRAL COMO DETENTA COMUM

Agente penitenciária diz que foi afastada de Bangu 8 por se dirigir a Adriana Ancelmo como uma detenta comum.

A denúncia foi feita por um colega dela, outro agente, que revelou à imprensa que sua amiga foi transferida de Bangu 8 por ter se dirigido à ex-primeira-dama, chamando-a de “detenta” e pediu que Adriana colocasse as mãos para trás.

A ex-primeira-dama fez queixa à direção e a agente foi transferida para uma outra unidade. A Secretaria de Administração Penitenciária não confirma o motivo da transferência.

O inquérito foi abetrto para investigar tais acontecimentos. Adriana Ancelmo e Sérgio cabral Filho estão presos desde o ano passado acusados de formarem quadrilha que sugou milhões de reais dos cofres do Estado do Rio de Janeiro.

ELEMENTO ASSALTA POSTO DE COMBUSTÍVEL NA ZONA OESTE DE CAICÓ


No final da manhã desta sexta-feira (24), a Polícia Militar mais uma vez foi acionada para registrar um crime de assalto na cidade de Caicó. O fato criminoso se deu por volta das 11h:50min, no Posto Santa Cruz, bairro Barra Nova zona oeste de Caicó.

Um elemento chegou por trás do estabelecimento, sozinho e a pé, simulou está armado e conseguiu roubar o frentista e um cliente que se fazia presenta na hora do roubo também teve objetos levados pelo bandido, que fugiu a pé em direção ao bairro João XXIII.

IDENTIFICADO O ACUSADO DE ATIRAR EM PROMOTORES NA SEDE DA PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA

O elemento acusado de atirar nos promotores Jovino Pereira Sobrinho e Wendell Beetoven Ribeiro Agra, na manhã desta sexta-feira (24) dentro da sede do Ministério Público do RN, na capital potiguar, foi identificado como Guilherme Wanderley Lopes da Silva.

A Polícia realiza diligências por toda a capital afim de tentar localizá-lo.

Membros da Justiça do Estado e profissionais da imprensa  encontra-se neste momento na urgência do Hospital Walfredo Gurgel aguardando informações sobre o estado de saúde dos Promotores.

PROCURADOR-GERAL ADJUNTO DO RN E PROMOTOR SÃO BALEADOS EM NATAL


O procurador-geral adjunto e um promotor de Justiça foram baleados na manhã desta sexta-feira (24) dentro da sede do Ministério Público do Rio Grande do Norte. Jovino Pereira Sobrinho e Wendell Beetoven Ribeiro Agra foram socorridos. Ainda não há notícias sobre o estado de saúde deles.

Segundo o MP, o atirador é um servidor que invadiu uma reunião no segundo andar do prédio e efetuou os disparos. O suspeito fugiu em seguida. A sede do Ministério Público fica no bairro de Candelária, Zona Sul de Natal.

A PM faz buscas pela região.

Ainda de acordo com o MP, o promotor Wendell Beetoven foi baleado nas costas, e está recebendo atendimento médico no local até poder ser levado para o hospital. Já o procurador adjunto, que foi atingido no tórax, foi levado para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho. Ele já deu entrada no Centro Cirúrgico.

G 1 / PLANTÃO CAICÓ 

FÁTIMA BEZERRA ADMITE QUE RECEBEU R$ 1,1 MILHÃO DA JBS, MAS NEGA "CONTATO DIRETO" COM DOADOR


O coordenador da campanha de Fátima Bezerra (PT) ao Senado em 2014, Raimundo Alves, admitiu nesta quarta-feira 22 que a empresa JBS S/A efetuou doações oficiais à campanha da petista da ordem de R$ 1,165 milhão dois anos atrás. A gigante do setor alimentício, responsável pelas marcas Seara e Big Frango, é uma das 32 investigadas na Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal na última sexta-feira 17. A empresa é acusada de pagar propina a fiscais do Ministério da Agricultura para vender produtos adulterados com produtos químicos e carnes vencidas.

Em nota enviada à redação do Agora Jornal, Raimundo confirma que a empresa apareceu, de fato, nos registros de prestação de contas da campanha da senadora, mas sempre como “doador originário”, exatamente conforme ressalva contida na matéria, publicada no dia 20 de março. “A empresa era a fonte das doações, mas a captação dos recursos e a destinação destes à campanha da senadora Fátima Bezerra foram de responsabilidade da Direção Estadual do PSD/RN e da Direção Nacional do PT”, traz um trecho do documento.

Ainda de acordo com Raimundo, “em nenhum momento a coordenação de campanha ou a senadora Fátima teve qualquer contato com o doador”. Apesar de em nenhum trecho da matéria o Agora Jornal afirmar que houve irregularidades nas doações, o autor da nota complementa afirmando que, à época, o financiamento empresarial de campanhas era permitido pela legislação eleitoral.

Por fim, o coordenador da campanha petista ressaltou que a senadora Fátima Bezerra sempre atuou como defensora do fim do financiamento empresarial de campanhas, “por entender que mesmo as doações lícitas distorcem o sentido da democracia representativa”.

DOAÇÕES

Na última segunda-feira 20, o Agora Jornal trouxe um levantamento que mostra quais políticos potiguares tiveram suas campanhas de 2014 abastecidas com dinheiro da JBS S/A. Os dados, disponibilizados pela Justiça Eleitoral, mostram que a empresa doou para as campanhas de deputado estadual e federal, senador e governador no RN.

Entre os parlamentares, Fátima Bezerra foi uma das maiores beneficiadas. A petista recebeu doações da ordem de R$ 1,165 milhão. Os repasses aconteceram por meio de três depósitos: R$ 500 mil provindos do Diretório Estadual do partido e outros dois créditos de R$ 475 mil e R$ 190 mil, oriundos do Diretório Nacional do PT.

Além dos recursos da JBS, Fátima recebeu doações de outros três frigoríficos: R$ 80 mil da Marfrig Frigoríficos Com Alimentos SA, R$ 50 mil da MFB Marfrig Frigoríficos Brasil SA e dois depósitos de R$ 70 mil cada da Pampeano Alimentos SA. Essas últimas empresas não são alvos da Carne Fraca, entretanto.

A matéria, disponível no site do Portal Agora RN, traz as contribuições da empresa – de maneira direta ou indireta – para todas as campanhas vitoriosas no pleito de dois anos atrás.

Agora RN / Plantão Caicó