quarta-feira, 19 de agosto de 2015


Vende-Se casa em Caicó


VENDE-SE CASA, BAIRRO MAYNARD, 2/4 - 1 SUÍTE,

TOTAL SEGURANÇA E CONFORTO PARA SUA FAMILIA.
Terceira fase do empreendimento
                
DESCRIÇÃO DO IMÓVEL

VAGA DE GARAGEM,ÁREA, SALA DE ESTAR, COZINHA,2

DORMITÓRIOS SENDO 1 SUÍTE Á

QUINTAL, CERCA ELÉTRICA, PORTÃO AUTOMÁTICO,ÁREA

DE SERVÇO

VALOR R$ 115.000,00 "ACEITAMOS

FINANCIAMENTO BANCÁRIO"

CENTRAL DE VENDAS (84) 9905-0393/ 9157-4343

FRANCINALDO MEDEIROS

CORRETOR DE IMÓVEIS  CRECI 5347 RN

Joelma e Chimbinha terminam casamento, diz assessoria do Calypso

Joelma e Chimbinha vão lançar o DVD comemorativo de 15 anos da banda Calypso no evento. (Foto: Divulgação)
Joelma e Chimbinha vão lançar o DVD comemorativo de 15 anos da banda Calypso no evento. (Foto: Divulgação)
Joelma e Chimbinha se separaram, disse a assessoria de imprensa do Calypso nesta quarta-feira (19). A vocalista e o guitarrista vão continuar na banda, mas terminaram o casamento, segundo a assessoria.
"Chega ao fim o casamento de Joelma e Chimbinha. A união de 18 anos deu fruto a dois filhos maravilhosos, projetos e parcerias tanto na vida pessoal quanto profissional, como a Banda Calypso (...) Queremos ressaltar que o respeito, gratidão, amizade, admiração e parceria permanecem recíprocos.Informamos também que os compromissos profissionais da Banda Calypso seguem normalmente com agenda por todo o Brasil", diz o comunicado.
G1

URGENTE !! Suicídio agora na zona oeste de Caicó

  Por volta das 17h 30 min foi registrado um suicídio no bairro Adjunto Dias zona oeste de Caicó.

O suicídio foi em uma residência na rua Odilon Lebarre, por trás do supermercado Santa Rita.

Segundo informações à vítima è conhecida por Iva. 

URGENTE !! Tentativa de homicídio na zona oeste de Caicó



Um homem conhecido com Itamar filho de Migué Mandú e Santana que mora na baixa da cachorra sofreu tentativa de homicídio na manhã de hoje no bairro João XXIII.


Ele não chegou a ser atingido e preferiu não dar maiores detalhes acerca do ocorrido. 


Itamar, que trabalhava antigamente como quebrador de pedras, é bastante conhecido no bairro e não se sabe a real motivação do fato.



Caixa anuncia condições vantajosas de crédito para setor automotivo.


A presidenta da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, assinou hoje (18) convênio com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) e a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). O objetivo é oferecer condições de apoio ao desenvolvimento de toda a cadeia produtiva.
De acordo com Miriam Belchior, o banco público oferecerá condições especiais nas linhas de capital de giro e investimento, além de condições diferenciadas em linhas de crédito e outros produtos e serviços do banco, a fim de beneficiar da micro à grande empresa.

Governo prepara pacote que inclui crédito para empresa que não demitir

O governo federal prepara um novo programa de ajuda para os grandes setores industriais do país.
A primeira medida, anunciada nesta terça-feira (18), é a criação de linhas de crédito por bancos públicos, com taxas de juros menores para quem se comprometer a não demitir funcionários.
O uso dos bancos públicos para financiar o setor produtivo fez parte da política de incentivo ao crescimento adotada entre 2008 e 2014, abandonada e criticada pela atual equipe econômica, em especial pelo Ministério da Fazenda e pelo Banco Central.
A Caixa vai liberar cerca de R$ 5 bilhões somente para o setor automotivo, incluindo dinheiro próprio e recursos dos trabalhadores (FAT e FGTS). O BB também vai anunciar linhas de financiamento para essas empresas, na quarta-feira (19).
Também estão em negociação com o governo os setores de petróleo e gás, alimentos, energia elétrica, eletroeletrônico, telecomunicações, fármacos, químico, papel e celulose, máquinas e equipamentos e construção civil.
A presidente da Caixa, Miriam Belchior, afirmou que se trata de uma política que foi discutida com várias áreas do governo e tem como objetivo ajudar as empresas a “respirar” durante este “momento de travessia” pelo qual passa a economia brasileira.
“Foi debatido inclusive com a Fazenda. É uma posição de consenso do governo”, afirmou a presidente da Caixa, que não quis afirmar quais seriam as outras medidas que serão tomadas, além do aumento do crédito bancário.
Em relação ao setor automotivo, serão quatro linhas de crédito. Em três delas, as prestações só começam a ser pagas daqui a seis meses, quando o governo espera que a economia tenha começado a se recuperar, segundo a presidente da Caixa.
A primeira é a antecipação de recursos para fornecedores de montadoras, com juro a partir de 1,41% ao mês. As mesmas empresas contam ainda com dinheiro para despesas do segundo semestre a partir de 0,83% ao mês + TR. Nesse caso, os empréstimos contam com dinheiro da Caixa e do FGO (Fundo de Garantia de Operações).
A Caixa também vai financiar compra de máquinas novas e usadas a 1,5% ao mês com dinheiro do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). A quarta linha é para renovação de frota (transporte coletivo, máquinas agrícolas e caminhões) com dinheiro do FGTS na linha Pró-Transporte a 9% + TR ao ano.
As taxas mínimas serão aplicadas a empresas que se comprometerem a não demitir trabalhadores durante o prazo do empréstimo. Esse controle deverá ser feito por meio do acompanhamento da folha de pagamento da empresa. Em caso de demissão, o desconto na taxa de juro deixa de valer.

Folha Press
Blog do BG

Rio Grande do Norte está fora da primeira etapa da transposição do Rio São Francisco


Na manhã da próxima sexta-feira, 21, a presidente Dilma Rousseff estará no município de Cabrobó, no sertão pernambucano.
Vai inaugurar uma estação de bombeamento do Eixo Norte do projeto de transposição do rio São Francisco e assinar termos de compromisso para garantir o abastecimento d’água dos estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará.
Como se pode ver, o Rio Grande do Norte não será beneficiado nessa fase do projeto. Está claro no convite assinado pelo ministro da Integração Nacional, Gilberto Magalhães Occhi.
Mesmo assim, parlamentares do Rio Grande estão confirmando presença.
Só não se sabe se é apenas para fazer número nesse evento que tenta construir agenda positiva para a presidente ou simplesmente testemunhar a exclusão do RN dessa fase do polêmico projeto.