segunda-feira, 19 de outubro de 2015


Lobão : Nildson foi deselegante e não respeitou Álvaro Dias

Em entrevista na manhã desta segunda-feira (19) o vereador Lobão Filho assumiu a defesa do deputado Álvaro Dias respondendo à criticas proferidas pelo vereador Nildson Dantas, que no último final de semana, chamou Álvaro de deputadozinho. Lobão fez um desafio e pediu para que Nildson Dantas peça desculpas públicas ao deputado. “Álvaro foi presidente da Assembléia 3 vezes, foi deputado federal, tem vários mandatos populares, representando nossa região e muito serviço prestado. Merece respeito”, disse Lobão.
“Eu fiquei surpreso com a mal educação do vereador Nildson Dantas e achei que foi uma atitude deselegante. Acho que foi um momento de desespero, até porque o deputado Álvaro Dias merece muito respeito. Faço um desafio a Nildson: peça desculpas na imprensa e na tribuna da Câmara e diga qual foi o motivo que o levou a fazer essas críticas”, desafiou Lobão Filho.

Médicos do ITEP/Caicó emitem nota de esclarecimento e lamentam falta de profissionais

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Após mais um final de semana sem médico de plantão na Unidade Regional do ITEP, esclarecemos a população de Caicó e região do Seridó que, como médicos do órgão, temos a obrigação de cumprimos nossas cargas horárias e realizarmos todos os procedimentos a nos atribuídos durante os dias em que estamos de plantão. Também é sabido que o ITEP do Rio Grande do Norte apresenta um déficit de profissional médico-perito há cerca de dois anos devido a aposentadoria de vários médicos.

Não é justo que nos dias de folga, sejamos acionados para trabalhar, sem estarmos de plantão. Temos o dever de cumprir nossa carga horária mas também temos o direito de nossas folgas. Esclarecemos a população para este entendimento e que procurem os seus direitos junto ao Governo do Estado visando providencias para solucionar este grave problema de falta de profissionais.

Draª Verônica Alcântara dos Santos e Drº José Saint Clair Torres

Especialistas divergem sobre seca

Aquecimento ou resfriamento? Cada vez mais, um maior número de meteorologistas defende que a produção de gás carbônico pelo ser humano não têm contribuído para  o aquecimento global. Aliás, para esse mesmo grupo, ainda minoria,  a Terra seguirá para o lado oposto do termômetro nos próximos anos: o resfriamento. Do outro lado do embate, a maioria dos pesquisadores mantém posição sobre o famigerado “aquecimento global” e jogam a culpa desse processo no ser humano.
Além de discutir técnica e politicamente sobre suas posições, dois especialistas de renome nacional e internacional, que participaram do 6º Simpósio Internacional de Climatologia (SIC) realizado em Natal na semana passada, falam da aplicabilidade de modelos preditivos (conjunto de informações matemáticas sobre passado que apontam para o curso do futuro). Caio Augusto Coelho, do CPTEC/INPE e Luiz Carlos Molion, PHD em Meteorologia pela Universidade de Wisconsin também foram questionados sobre a possibilidade de mais um ano de seca no Nordeste brasileiro.
Via Tribuna do Norte

Filho do Deputado Álvaro Dias toma gosto pela política

O advogado e delegado da policia civil, Adjuto Neto, filho do deputado estadual, Álvaro Dias, começa a tomar gosto pela política e está acompanhando toda movimentação do pai em Caicó. Caso o atual prefeito Roberto Germano fique impossibilitado de disputar à reeleição ele poderá ser o nome de Álvaro para 2016

Vende-Se prédio com dois pavimentos no Bairro Paraiba

Prédio com três quartos, sala, banheiro, varanda,garagem para três carros ou ponto comercial.

Imóvel está localizado na  rua mundo novo no bairro Paraiba.

Valor só imóvel, 150.000,00  pode ser vendido pela caixa.
Contatos-99680-8888

Assalto à mão armada na Cidade de Timbaúba dos Batistas

Na noite de ontem (18) à Polícia Militar de Timbaúba dos Batistas registrou um assalto à mão armada em um BAR no Centro da Cidade.

Dois Homens armados chegaram o local renderam as vítimas  e fizeram um arrastão no local em seguida fugiram em direção ao matagal.

Foi levado do local cerca de R$ 3 mil mais alguns objetos das vítimas.