segunda-feira, 9 de novembro de 2015


Snapchat: entenda por que o app virou febre no Brasil e no mundo

Se você ainda não conhece o Snapchat, é bom conhecer… O app de vídeos está cada vez mais popular: hoje ele já vale 16 bilhões de dólares. Mais de 100 milhões de pessoas usam o Snapchat diariamente, um público formado principalmente por adolescentes – é verdade, mas também estão por aqui empresas e até profissionais – que usam o canal para alavancar seus negócios.
A grande peculiaridade do aplicativo é que os vídeos não ficam armazenados; uma vez assistidos, são automaticamente apagados. No início, e ainda hoje, o Snapchat é bastante usado pelos mais desinibidos para trocas de imagens nuas e coisas do gênero: coisas que muita gente quer compartilhar, mas não quer deixar rastros… Mesmo que os “nudes” tenham feito a fama do aplicativo, há outros usos mais, digamos, produtivos, que não param de crescer.
A Vitória, que nem é assim tão íntima da tecnologia, foi praticamente abduzida pelo Snapchat e as interações que o app permite. São raros os momentos em que ela não está com o celular na mão gravando mais um vídeo para seus mais de cinco mil seguidores…
O objetivo principal da Vitória, assim como de diversos profissionais de diferentes áreas, é usar as redes sociais para compartilhar um pouco do que sabe, aumentar sua relação com clientes e pacientes e, claro, promover o seu trabalho e fazer com que a agenda semanal esteja sempre lotada. Pouco tempo atrás, antes desse boom do Snapchat, a Vitória também vivia grudada na telinha do smartphone; mas usando o Instagram.
Pesquisas recentes sobre o uso do Snapchat dizem que, a cada dia, os usuários da rede social produzem conteúdo para 3 bilhões de visualizações. Com esse público crescente e bastante segmentado, já tem marca comprando pacote de até 10 milhões de dólares para anunciar por lá.
A Vitória…calma, olha lá ela gravando de novo…
Bom, ela ainda não ganha dinheiro com o Snapchat. O principal que a ferramenta trouxe de diferente do Instagram e do Facebook foi a interação e a popularização do conteúdo que ela produz.
Se você ainda não está convencido de que o aplicativo do momento – pelo menos por enquanto – é mesmo o Snapchat, o nosso time online preparou uma lista bem interessante com cinco motivos para você começar usar a ferramenta. O link está logo abaixo do vídeo desde matéria no nosso site. É só conferir!
Olhar Digital, UOL

CRISE : MAIS DA METADE DOS MUNICÍPIOS POTIGUARES PODEM ATRASAR SALÁRIOS EM DEZEMBRO

Diante do cenário da crise, vem a redução na arrecadação e, consequentemente, a redução nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). E por causa disso, mais da metade dos municípios potiguares, cuja principal renda é o FPM, devem atrasar os salários em dezembro.
A redução nos repasses já atinge a marca de 19%. Pelos levantamentos da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), em praticamente todos os meses desse ano, o repasse foi inferior aos repasses de 2014. O FPM é a principal fonte de vários municípios do interior do RN.
Vale lembrar que a falta o atual momento econômico financeiro retrai o consumo, ou seja, faz com que as indústrias produzam menos, reduzindo a arrecadação de Imposto de Produção Industrial (IPI), e aumenta o desemprego e reduz a renda, reduzindo a arrecadação de Imposto de Renda (IRPF), dois dos principais impostos do FPM. Como a previsão é de retração para o primeiro semestre de 2016, a situação dos municípios potiguares pode piorar nos primeiros meses do próximo ano.
Blog do BG / PLANTÃO CAICÓ

VENDE-SE UMA EXCELENTE CASA NO BAIRRO MAYNARD EM CAICÓ

GARAGEM PARA 2 VEÍCULOS, SALA DE ESTAR, COZINHA, 2 QUARTOS, BANHEIRO SOCIAL, ÁREA DE SERVIÇO E QUINTAL, TOTAL SEGURANÇA COM SISTEMA DE CERCA ELÉTRICA, ACEITAMOS FINANCIAMENTO.

VALOR DO IMÓVEL - R$ 130.000,00 - CENTRAL DE VENDAS (84)-9-9905-0393/9-9157-4343      Francinaldo Medeiros

Caern já utiliza a água do volume morto do Itans 

O açude Itans em Caicó, poderá entrar em colapso ainda neste ano de 2015, caso a perda da sua água continue no ritmo em que está. De acordo com informações repassadas ao Radialista Sidney Silva, pelo diretor do escritório regional do Dnocs, Eduardo Farias, “a média de perda diária do reservatório é de 2 centímetros, o que representa 30 mil metros cúbicos”.

Para se ter uma ideia da dimensão do problema, é só ver a quantidade total de água armazenada atualmente no Itans. Segundo os dados, o açude está com 1 milhão, 488 mil metros cúbicos de água, o que representa, 1,82% de sua capacidade que é de 81.750.000.

Nos últimos dois meses, o reservatório aumentou a perda em decorrência de dois fatores, que foram, o abastecimento da cidade de Caicó, acentuado pela falta de água no Rio Piranhas, e o outro, por causa da evaporação, também acentuada por causa das temperaturas elevadas e dos ventos.

No ano de 2002, o Itans atingiu um dos níveis mais baixos de sua história, chegando a 1 milhão e 50 mil metros cúbicos de água. Para os técnicos do Dnocs, se a parda diária continuar sendo a mesma, ou seja, 2 centímetros, o reservatório chegará no final do mês de novembro com menos de 1 milhão de metros cúbicos.

“Eu acho que se as autoridades locais não estão pensando em outra forma de abastecimento de água para a população, tá errado. Diante do quadro que nós temos, essa outra possibilidade já deveria estar sendo estudando e acho até que em vias de ser posta em prática. É preciso evitar um colapso como ocorreu em Currais Novos e em outras cidades”, disse Eduardo Farias.

Atualmente, a Caern, está usando a água do volume morto do reservatório para abastecer as residências de Caicó. A captação acontece através de bombas que foram instaladas em balça flutuante.

Sidney Silva / Plantão Caicó

ATENÇÃO : Super Promoção na Ótica Estillo

Na compra do seu óculos completo na Ótica Estillo, o cliente ganha de brinde um óculos solar na hora.
Facilitamos o seu exame de vista.

A #OticaEstillo está localizada na Av Rio Branco em frente ao laboratório Maria Ayla no centro de Caicó.

Polícia Civil prende suspeito de degolar ex-namorado

A Delegacia de Polícia Civil de Ceará – Mirim identificou que Welberton Pereira Maciel (23 anos) é o principal suspeito de ter matado a ex-namorada Kássia Fabíola Pereira de Oliveira (14 anos), no último sábado (07), na cidade de Ceará-Mirim.
O suspeito foi encontrado pela Polícia Civil enquanto estava em um telhado de uma casa abandonada, no bairro Novo Horizonte, em Ceará-Mirim. Durante o interrogatório Welberton disse que matou a adolescente no sábado em uma estrada carroçável do assentamento Espírito Santo. Logo após cometer o homicídio, o suspeito atendeu uma ligação da irmã da vítima e confessou que havia matado a jovem, além de indicar o local onde o corpo estava.
Wellberton afirmou que matou Kássia porque estava sendo traído por ela. Mas a delegada Jamille Alvarenga,titular da DP de Ceará-Mirim, disse que a família da adolescente contesta essa versão. Para os familiares o motivo da morte foi o rompimento do relacionamento do casal. Welberton Pereira foi autuado por homicídio doloso qualificado por motivo fútil e já teve a prisão preventiva decretada pelo Juízo criminal da comarca de Ceará-Mirim.

Casa do Empresário de Caicó distribui gratuitamente redutores de vazão de água

Como ação da campanha Consumo Consciente, as entidades empresariais de Caicó começaram a distribuir no último sábado (07) kits redutores de vazão de água. “A distribuição é gratuita e o objetivo é a conscientização do uso racional da água, como colaboração para a minimização da atual crise hídrica no município”, explica o presidente da CDL de Caicó, Erick Gomes.
Ao todo serão distribuídos seis mil kits com quatro anéis de plástico redutores de vazão de água para torneiras de meia polegada. O uso desse redutor pode diminuir em até 50% a vazão de água, em média, no ponto instalado. Os redutores de vazão foram desenvolvidos por alunos da Escola Senai Mario Amato e foram doados pela FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo. Os caicoenses interessados também poderão receber o kit gratuitamente na Casa do Empresário, vizinho ao Banco do Brasil.

Justiça proíbe uso da água de açude municipal para irrigação em São Fernando

O juiz Luiz Antônio Tomaz do Nascimento, da 1ª Vara Cível de Caicó, determinou que sete proprietários de terras da região do Seridó se abstenham, imediatamente, de captar água do açude municipal Juvenal Medeiros para fins de irrigação, excepcionado o uso para consumo humano, durante o período de seca prolongada enfrentado pelo Município de São Fernando e toda região do Seridó.
O magistrado estipulou pena de multa diária individual no valor de R$ 2 mil, caso a sua decisão seja descumprida, além da imposição de outras medidas executivas diretas. Os réus têm 15 dias para apresentar contestação e assim responderem à Ação Civil Pública movida pelo Município de São Fernando.
A prefeitura municipal, preocupada com a estiagem prolongada, requereu junto à Caern que a água daquele açude, que seria a única fonte de água para consumo humano no presente momento, fosse utilizada para prover a subsistência da população de São Fernando, o que foi prontamente atendido pela CAERN. Entretanto, os réus, proprietários ribeirinhos, utilizam aquela água para aguar capim, atividades estas que, diante da crise hídrica enfrentada em São Fernando, não são consideradas prioritárias para o uso da água.