Boko Haram adverte Donald Trump de que 'guerra apenas começou'

14:47:00

Imagem de arquivo tirada de vídeo divulgado pelo Boko Haram mostra homem que diz ser Abubakar Shekau (Foto: AFP PHOTO / BOKO HARAM )

O grupo terrorista nigeriano Boko Haram advertiu nesta segunda-feira o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, que "a guerra apenas acaba de começar" e que seus parceiros do Estado Islâmico (EI) não cederão em sua jihad (guerra santa).

"Permanecemos firmes em nossa fé e não nos deteremos", assegurou o líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, em mensagem de vídeo divulgada pela imprensa local na qual pede aos demais grupos jihadistas que não se sintam assustados pelo presidente eleito e pela guerra que os Estados Unidos lideram contra o EI em países como Iraque e Síria.

A mensagem, segundo interpretou a imprensa local, pretende responder à promessa de Trump, durante a campanha eleitoral, de que acabará com os grupos terroristas islâmicos.

Abubakar Shekau anunciou no ano passado a adesão formal do grupo nigeriano ao EI e jurou lealdade a seu líder, Abu Bakr al-Baghdadi.

Apesar de ter perdido para o exército nigeriano boa parte dos territórios que controlava, o Boko Haram, que luta para impor um Estado islâmico no norte do país, segue cometendo atentados na Nigéria e em nações vizinhas.

Desde 2015, o Boko Haram ampliou sua área de operações ao lago Chade, região difícil de controlar pela porosidade das fronteiras entre Nigéria, Camarões, Chade e Níger, onde cometeu dezenas de atentados suicidas.

Nos mais de seis anos que dura o conflito, o grupo terrorista assassinou mais de 12.000 pessoas de acordo com estimativas governamentais - número que outras fontes elevam a mais que o dobro - e obrigaram mais de 2,5 milhões de oradores a fugir de suas casas. EFE

Leia Também...

0 comentários