sábado, 2 de janeiro de 2016


Vende-se casas no bairro Maynard em Caicó


CASAS COM GARAGEM PARA 2 VEÍCULOS, SALA DE ESTAR, COZINHA, 2 QUARTOS, BANHEIRO SOCIAL, ÁREA DE SERVIÇO E QUINTAL, TOTAL SEGURANÇA COM SISTEMA DE CERCA ELÉTRICA, ACEITAMOS FINANCIAMENTO.

VALOR DOS IMÓVEIS - R$ 130.000,00 -

CENTRAL DE VENDAS (84)-9-9905-0393/9-9157-4343      Francinaldo Medeiros

Após escassez do combustível, Petrobras pretende encerrar operações na PB e preços devem subir

A operação de transporte de combustíveis para a Paraíba via porto de Cabedelo pode ser desativada pela Petrobras. O Governo e entidades do setor lutam para que isto não aconteça, porém a população já começa a sentir na realidade reflexo desta tomada de decisão. Nos últimos 15 dias, o Estado tem vivido escassez desses produtos, principalmente de gasolina, porque os navios tanques escalados para Cabedelo atrasaram a chegada, gerando um caos em várias cidades, principalmente nas de maior fluxo.

Foi divulgado anteriormente pela própria Petrobras que o prazo para encerramento de sua operação no porto paraibano – princípio de 2016, o que coincide com essa irregularidade no calendário de abastecimento. A intenção da estatal de não mais trazer combustível para a Paraíba via porto local vem desde 2013, mas a decisão não foi levada adiante.

O braço da Petrobras responsável pelo transporte de combustível, a Braspetro, estaria quase falida e reconsiderou os custos. Se a Petrobrás deixar de enviar navios com combustíveis para a Paraíba, o Estado perderia indiretamente 45% da movimentação da Companhia das Docas, além de uma arrecadação de R$ 40 milhões por ano somente do município de Cabedelo.

O pior saldo para o consumidor seria os preços finais dos combustíveis. “Na hipótese de termos o transporte de combustíveis por caminhões, o Estado ainda teria um custo imenso de difícil avaliação com milhares de caminhões a mais nas rodovias”, afirmou o presidente do Sindalcool, Edmundo Barbosa.

Governador privilegia Cidades onde tem prefeitos aliados e esquece os problemas de Caicó

Após um ano de mandato já ficou claro que a gestão do governador Robinson Faria escolheu priorizar as cidades onde tem prefeitos como aliados e simplesmente esquecer as demais cidades do Rio Grande do Norte. Estatísticas da violência, da saúde, entre outros, parecem que não servem de nada para o governador priorizar municípios.

Um exemplo claro é o município de Caicó, cidade onde o Prefeito é adversário politico do governador, a cidade tem altos índices de violência com 46 homicídios em 2015 e o governador entrega viatura policial na vizinha Jardim de Piranhas, onde o Prefeito é seu aliado, e até o momento esquece a cidade de Caicó. Em Caicó também os médicos do Hospital Regional chegaram a anunciar uma greve porque o governo do Estado não estava repassando para a Prefeito o dinheiro que serve para pagar o salário desses profissionais.

Ainda em Caicó, o governo do Estado é dono da Ilha de Sant’Ana e não faz nenhum repasse do convênios assinado com o Município de Caicó para administração e manutenção daquele espaço. O convênio foi assinado ainda na gestão passada inclusive com intervenção do Ministério Publico. Em 2015 Nenhum repasse foi repassado pelo Estado e também não foram cumpridas as exigências do Corpo de Bombeiros, o que culminou a interdição da ilha até hoje. A Secretaria de Infraestrutura do Estado prometeu mais até hoje não colocou um tijolo na ilha.

Esses são só alguns exemplos da inercia do governo do Estado com o município de Caicó ao longo do ano 2015. Espera-se, mais não acredita-se, que o governo do Rio Grande do Norte olhe mais para Caicó em 2016.

Eduardo Dantas / Plantão Caicó 

Grave acidente com vítima fatal registrado na BR 226 em Jucurutu

A virada do ano foi considerada, no setor policial, bastante tranquila para o Município de Jucurutu. No entanto, no início da noite deste dia 01 de janeiro (sexta-feira), um grave acidente, que resultou em um óbito, quebrou a sensação de tranquilidade em nosso Município

O sinistro aconteceu por volta das 19h30 min., na BR 226, na cabeceira da ponte sobre o Rio Piranhas, próximo à entrada de Jucurutu, quando um veículo tipo Pólo, cor preta, placa NNN – 5566, Jucurutu, que seguia na direção Jucurutu-Triunfo Potiguar, e era conduzido por um cidadão conhecido por Dalvino, colidiu frontalmente com uma moto Honda, Titan 150, de cor vermelha, MXU – 1033, Caicó/RN, esta conduzida por um homem identificado por JOSIVALDO GOMES MEDEIROS, 27 anos, residente no Centro de Jucurutu.

A Polícia Militar esteve no local do acidente, onde ouviu, informalmente, algumas pessoas, que disseram ter visto Josivaldo, que trafegava em direção a Jucurutu, tentar ultrapassar um veículo, quando, já na contramão, foi surpreendido pelo Pólo, que colheu a moto violentamente.

Na garupa da moto, Josivaldo conduzia sua filha de apenas 9 anos, que, segundo informações, teve fratura exposta em uma das pernas e passa por procedimentos médicos no Hospital local. Já, Josivaldo, embora tenha sido rapidamente socorrido por uma equipe médica do Hospital Terezinha Lula e transferido para Natal, não resistiu aos ferimentos e faleceu antes mesmo de chegar à Cidade de São Vicente. A Polícia Militar esteve no local, enquanto aguardou a presença da Polícia Rodoviária Federal, que fez os procedimentos legais de sua competência.

Eduardo Dantas / Plantão Caicó