Litro de gasolina chega a R$ 10 na PB; MPPB abre inquérito para investigar escassez

Por Portal Correio - A instabilidade no abastecimento de postos de combustíveis na Paraíba tem feito com que a gasolina seja comercializada a preços exorbitantes no estado, como no Sertão, onde o litro produto é vendido por até R$ 10 por terceiros. O Ministério Público da Paraíba re reuniu da manhã desta terça-feira (5), com órgãos de defesa do consumidor e com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo da Paraíba (Sindipetro-PB), em João Pessoa, para tratar sobre o problema do desabastecimento, e abriu um inquérito civil administrativo para apurar por que está faltando combustível nos postos do estado.

Na cidade de Itaporanga (Sertão paraibano, a 420 km de João Pessoa), os valores cobrados pelo litro do combustível passam de R$ 7. Internautas relatam que chegaram a pagar R$ 10. O superfaturamento é feito pelos próprios moradores da região, que ao encontrar um posto abastecido compram grande quantidade visando revender o produto.

Ao Portal Correio, o proprietário de um posto de combustíveis da região, Marcus Antônio Bernardino, disse que o preço cobrado no estabelecimento é R$ 3,90. Porém, desde domingo não há mais gasolina disponível para venda no local.

“Recebemos 10 mil litros no domingo e em menos de dez horas já tínhamos vendido tudo. Vou enviar caminhões para Suape e Guamaré, no Rio Grande do Norte, para ver se consigo trazer combustível. Ouvi relatos de gente que está revendendo gasolina por até R$ 7,50. Isso acontece tanto na cidade quanto na zona rural”, disse o empresário.

Na Capital

Nas redes sociais, internautas contam que estão com dificuldade de encontrar gasolina também em postos de João Pessoa e região metropolitana. "O problema em João Pessoa não é ter dinheiro para colocar gasolina, é encontrar combustível nos postos. Passei por cinco hoje e nada!", escreveu um usuário na rede social Facebook. "Aqui em Alhandra tá com um precinho camarada, R$ 3,81", ironizou outro internauta.

Preços altos

O Portal Correio também fez contato com estabelecimentos das cidades de Patos, Campina Grande e Guarabira. Gestores dos postos informaram que não verificaram problemas no abastecimento desde a última semana de 2015, quando houve atraso na entrega de combustível no Porto de Cabedelo.

Mesmo com estoque, os preços cobrados nos postos continuam altos, devido à intensa procura, variando entre R$ 3,67 e R$ 3,81 nos estabelecimentos consultados.

Procura tem sido intensa nos postos de combustíveis
Foto: Procura tem sido intensa nos postos de combustíveis
Créditos: Cícero Araújo (Vitrine Patos)

Contradição

A Companhia Docas diz que não entende a falta de combustíveis em postos do estado e garante que o Porto de Cabedelo, na Grande João Pessoa, recebeu produto suficiente. Mesmo assim, o MPPB decidiu nesta terça (5) abrir um inquérito civil administrativo para investigar a falta dos derivados de petróleo nos postos.

A vice-presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Timóteo, espera que, se houver alguma irregularidade, que a apuração do MPPB identifique as causas.

Segundo ela, haverá uma nova reunião nos próximos dias com Procon e Ministério Público para continuar as discussões sobre o assunto.

Gilmara falou que não há falta de combustível nos 26 tanques instalados no porto, com capacidade de 64 mil toneladas de combustíveis. “O problema está na distribuição, dos tanques para os postos de combustíveis”, disse ela, explicando que quatro distribuidoras são arrendatárias dos tanques do Proto de Cabedelo.

Ela também informou que o último navio que atracou em Cabedelo foi no dia 29 de dezembro, com dez mil toneladas de gasolina e quatro mil toneladas de óleo dísel. Um novo navio deverá chegar nesta quinta-feira (7), com 13 mil toneladas de combustíveis.

Apuração

O diretor-geral do MP-Procon, promotor de Justiça Francisco Glauberto Bezerra avisou: “Vamos apurar e alcançar os culpados, pois sonegar combustível para a população é crime. Também vamos verificar se está havendo improbidade administrativa e viabilizar a cobrança de multa por danos morais e coletivos à população paraibana”.

Bezerra também anunciou que todas as 16 distribuidoras de combustíveis instaladas na Paraíba serão ouvidas até esta sexta-feira (8). “O desabastecimento afeta a economia do estado, afeta a saúde da população, a segurança de alimentos, a segurança humana, a segurança cidadã”, completou Glauberto Bezerra.

Estudante compra Iphone pela internet nas Casas Bahia e recebe tijolo em vez do telefone

Uma estudante de direito ficou surpresa ao receber uma compra que fez pela internet no final do ano passado. Em vez de receber um iPhone 5C, Ana Maria Navarro Vendramini encontrou na caixa um tijolo. A moradora de Jaú (SP) pagou R$ 1.199 em uma promoção da ‘Black Friday’. “Nunca imaginei que ia receber um tijolo em vez de um iPhone. Foi um ‘belo’ presente de final de ano”, lamenta Ana.

A compra foi feita no dia 29 de novembro (domingo), em uma promoção estendida da ‘Black Friday’, realizada no dia 27 de novembro, pelo site das Casas Bahia, de acordo com Ana. Ela contou em entrevista ao G1 que acompanhava todo dia o status da entrega e constatou que no final do mês o site mostrou que seu endereço não havia sido localizado na hora da entrega.

“Achei estranho e fui até os Correios para retirar minha compra no dia 30 de dezembro. Quando cheguei, percebi que o tamanho da caixa e o peso não era de uma embalagem de celular. Quando eu abri, encontrei o tijolo. Fiquei sem reação, indignada e muito surpresa”, lembra.
A estudante entrou em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da empresa, que informou que o dinheiro será ressarcido. Contudo, outro celular não seria enviado pelo mesmo preço porque a compra foi feita na promoção.

“Eu fiquei muito decepcionada e sinto que fui enganada por ter comprado esse celular. A gente fica feliz na hora por ter conseguido comprar algo por um preço bom, mas acaba dando nisso. Agora quero ir atrás dos meus direitos e ser ressarcida. Também entrei em contato com o Procon”, conta.

Em nota, a CasasBahia.com.br informou que o produto comprado pela cliente foi adquirido por intermédio da modalidade Marketplace, sendo vendido e entregue por uma empresa terceirizada. Após a ciência do relato da consumidora, o lojista foi consultado e foi acordado com a cliente o cancelamento da compra, com visualização do estorno entre uma ou duas faturas.

A nota também afirma que os parceiros de marketplace da CasasBahia.com.br são criteriosamente analisados antes de iniciarem as vendas no site.

Além disso, a nota diz que “nessa avaliação, é levantada, inclusive, a quantidade de reclamações em órgãos de Defesa do Consumidor. Uma vez aceitos em nosso site, são constantemente avaliados e monitorados por intermédio de uma nota interna. Se ela não for atingida, o lojista é descredenciado de forma temporária ou definitiva”. A nota também afirma que a empresa deste caso foi descredenciada no dia 3 de dezembro.

Caso semelhante
Em São José do Rio Preto (SP), uma  psicóloga também teve uma surpresa ao receber uma compra que fez pela internet. Talyta de Souza Lima conta que pagou mais de R$ 3 mil por um iPhone 6, mas, ao abrir a caixa, também encontrou um tijolo. A loja informou que fez o cancelamento da compra.

G1/ BG

Novo aumento de combustível no Rio Grande do Norte

Passa a valer dentro de um mês o pacote fiscal sancionado pelo governador Robinson Faria em outubro do ano de 2015 para aumentar a arrecadação do Estado. Um dos tributos reajustados é a alíquota do Imposto Sobre Consumo de Mercadorias e Serviços (ICMS), de 25% para 27%, sobre combustíveis.

A diferença deverá ser repassada para o consumidor tão logo comece a vigorar.

Família procura por jovem de 13 anos desaparecida há 2 dias em Caicó

A adolescente Adja Monique, de 13 anos,está desaparecid há dois dias em Caicó.

Adja saiu de sua casa no último Domingo (03), no Boa Passagem e não deu mais notícias aos seus familiares.

Quem tiver informações da adolescente,pode entrar em contato com familiares através do telefone 084 _9.99266878.

Compre no Supermercado PAGUE MENOS e concorra a prêmios

Nas compras apartir de 25.00. Reais o cliente ganha um cupom e concorre ao sorteio de um caminhão de prêmios um prêmio pra cada cliente.
Sofá
Geladeira
Armário
Mesa
Fogão
Rack
Microondas
Ventilador
Guarda roupa e outros.
O Supermercado PAGUE MENOS está localizado na Av Rui Mariz, Bairro Alto da Boa Vista em Caicó.

AJUDE: Campanha mobiliza redes sociais para salvar garoto caicoense

A família do garotinho Luís Vinícius da Costa Azevedo, 8 anos, residente na rua João Maximiano de Araújo, no bairro João XXIII, zona oeste de Caicó, está aflita e está mobilizando as redes sociais, pois Vinícius está precisando urgentemente de SANGUE A+ e PLAQUETAS
O Vinícius é filho do Gari (município de Caicó) Elissandro Araújo de Azevedo e da dona de casa Eliane Cristina da Costa. O blog Jair Sampaio conversou com a mãe do garoto, Dona Eliane… “Até o momento não chegou nada, mas confio em Deus e no povo de bom coração”, disse.
O humilde casal aguarda a nossa ajuda: Celular para contato: (84) 9.9948-6466 Eliane (Mãe)
*HEMOVIDA
Endereço: Av. Nilo Peçanha, 199 – Petrópolis, Natal – RN, 59012-300
Telefone:(84) 3202-3981…Ver mais
*HEMONORTE
Endereço: Av. Alm. Alexandrino de Alencar, 1800 – Tirol, Natal – RN, 59015-350
Telefone:(84) 3232-6701
ATENÇÃO: O Hemocentro de Caicó não coleta plaquetas, apenas sangue.

Bandidos fazem arrastão em casa de Juíza em Muriú

A casa da Juíza de Parnamirim, Dra. Ana Cláudia, foi alvo de ação de bandidos na noite desta segunda-feira(4) na Praia de Muriú, no litoral norte. Segundo informações enviadas ao blog, três elementos com rostos cobertos por camisetas invadiram a casa e anunciaram o assalto, fazendo um arrastão.

Informações dão conta que pelo menos oito pessoas se encontravam na casa, entre elas, crianças. Durante o arrastão, com fortes ameaças, o trio levou objetos como jóias, celulares, computador e fugiram levando uma caminhonete Amarok.
O registro da ação criminosa foi feito na Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal.