domingo, 22 de maio de 2016


Em sete meses, mais de 1 milhão de brasileiros se tornaram inadimplentes

O aprofundamento da crise econômica, que abalou a renda e o emprego, provocou um salto na parcela de consumidores que se consideram inadimplentes. No primeiro quadrimestre deste ano, quase a metade dos brasileiros (48%) entre 18 e 65 anos de idade tinham alguma dívida com pagamento atrasado, ante 46% em agosto do ano passado, revela uma pesquisa nacional feita pela empresa de call center Atento.

“Em sete meses, houve um avanço de dois pontos porcentuais na parcela de inadimplentes. Isso é muito forte”, afirma o diretor executivo da companhia, Regis Noronha. Nas suas contas, esses dois pontos porcentuais correspondem a 1,128 milhão de brasileiros que se tornaram inadimplentes no período. A empresa, que tem 10% dos serviços de call center direcionados a cobrança de devedores, decidiu, pela segunda vez, fazer uma pesquisa de âmbito nacional a fim de avaliar como anda a inadimplência e traçar um perfil dos devedores para municiar os seus clientes.

Neste ano, os principais motivos apontados para o aumento do calote são praticamente os mesmos de agosto do ano passado, mas a parcela de inadimplentes que alega esses fatores só cresceu. Em agosto de 2015, 13% dos entrevistados apontavam a crise como o motivo que levou à inadimplência e 31%, a queda na renda. No primeiro quadrimestre deste ano, 20% dos entrevistados indicaram a crise como fator e 37%, a queda na renda.

Noronha observa que o agravamento da crise não só ampliou a inadimplência, mas também restringiu as alternativas para renegociar os atrasos e quitá-los. Na pesquisa de agosto, 48% dos inadimplentes disseram que já estavam negociando os pagamentos atrasados. Agora essa parcela que está negociando a quitação das pendências diminuiu para 43%.

De acordo com a pesquisa, o aumento do calote atingiu todas as classes sociais, mas um resultado que chama a atenção, segundo Noronha, é que até os mais ricos estão tendo dificuldade para colocar as contas atrasadas em dia. Em agosto do ano passado, 100% dos inadimplentes da classe A afirmaram que estavam negociando o pagamento das pendência. Nas pesquisa deste ano, essa parcela era de apenas 17%. “A crise também atingiu os mais ricos”, diz o executivo.

Cartão de crédito

Quanto ao tipo de dívida que levou à inadimplência, o cartão de crédito ocupa o topo do pódio, com 67% das respostas, seguido pelo crédito pessoal (29%) e o cheque especial (27%). Em agosto do ano passado, esses instrumentos de crédito também lideravam o ranking das dívidas que levaram ao calote, mas com porcentuais menores. O cartão de crédito tinha sido apontado por 66% dos entrevistados como motivo de inadimplência, seguido pelo crédito pessoal (29%) e pelo cheque especial (22%).

Apesar de o cartão e o crédito pessoal serem apontados como os vilões do calote, essas linhas não são, do ponto de vista dos inadimplentes, prioritárias na hora de limpar o nome. O cartão de crédito aparece em terceiro lugar na ordem de importância na hora de liquidar as pendências e o crédito pessoal em sétimo lugar. Noronha observa que as prestações atrasadas do financiamento imobiliário e com a escola dos filhos ocupam o primeiro e o segundo lugar, respectivamente, na lista de importância do brasileiro na hora de liquidar as faturas pendentes.

Com relação ao valor da dívida em atraso, o cenário piorou em sete meses. Hoje 50% dos que estão inadimplentes têm dívidas acima de R$ 2 mil; em agosto do ano passado essa parcela era de 47%. Noronha ressalta que atualmente 40% dos inadimplentes estão com dívidas em atraso há 180 dias. “Isso é extremamente alto.”

A pesquisa mostra também que as perspectivas para o futuro não são favoráveis e o desemprego e a inflação são as principais preocupações. Em agosto do ano passado, 85% dos entrevistados estavam preocupados com o desemprego e 35% deles com a inflação. No primeiro quadrimestre deste ano, esses porcentuais subiram para 85% e 57%, respectivamente. “A população está preocupada com o futuro e começa a reduzir o custo das dívidas para evitar um aumento maior da inadimplência”, afirma o diretor da Atento.
Estadão / Plantão Caicó

CE: onda de revolta em presídios deixa ao menor 5 mortos


A onda de rebeliões registrada no sábado (21) em seis unidades prisionais cearenses deixou um saldo de ao menos cinco mortos, além de feridos e quebradeira no interior dos presídios. Na tarde deste domingo (22), a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil do Estado confirmou que três das vítimas foram encontradas carbonizadas.
De acordo com o Estadão, a revolta começou pela manhã, quando familiares foram impedidos de visitar os presos, segundo alegaram as unidades, por falta de segurança devido à greve de agentes penitenciários. A proibição desencadeou uma série de protestos.
Do lado de fora, as mulheres dos presidiários bloquearam as duas pistas da BR-116, no trecho próximo ao Complexo Penal em Itaitinga, e a via próxima ao Presídio Carrapicho (Unidade Prisional Desembargador Adalberto de Oliveira Barros Leal), em Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza. Dentro das Casas de Privação Provisória de Liberdade (CPPLs) I, II, III e IV, os detentos se rebelaram, ateando fogos em colchões, quebrando equipamentos e brigando entre si.

Vista-se bem todos os dias na LK MULTIMARCAS

Na LK MULTIMARCAS você encontra
*Bermudas
*Camisetas
*Camisa manga longa
*Calças jeans
*Calçados
*Cintos
*Relógios
*Carteiras
*Perfumes
*Pulseiras
*Bonés
e demais artigos de uso masculino.
Vendemos em todos os cartões de crédito parcelamos. A vista ganhe desconto especial.
Tudo com qualidade e o preço LK MULTIMARCAS 99927-8030
*OBS: Fica na loja EDISOM vizinho a Ótica Diniz no centro de Caicó.

Por causa de ‘Lepo Lepo’ TIM terá que pagar R$ 10 mil a cliente

A música ‘Lelo Lepo’ do grupo Psirico, liderada pelo cantor ‘Márcio Victor’, ganhou mais notícias essa semana. O Tribunal de Justiça de Alagoas por determinação da juíza Silvana Albuquerque, titular da 3ª Vara Cível de Arapiraca, condenou a operadora TIM a pagar indenização de 10 mil reais a um cliente por danos morais.

Um usuário da operadora teve a música instalada em chamada de espera de seu aparelho sem a sua autorização ou contratação. As pessoas que telefonavam para mim ouviam o refrão da música: “eu não tenho carro, não tenho teto, e se ficar comigo é porque gosta, do meu rá rá rá rá o lepo lepo.” Relatou o cliente no processo.

O cliente informou que tentou cancelar o serviços diversas vezes, porém não obteve sucesso. O usuário sofreu danos morais, foi alvo de críticas no seu meio profissional, além de sofrer reclamação de parentes por ter falecido seu padrasto e quando ligavam para ele ouviam a música, entenderam que o mesmo estava alheio ao sofrimento da família. A decisão foi publicada no Diário da Justiça na última segunda-feira (16).

Secretaria de Agricultura de Caicó deverá funcionar no Parque de Exposições Walfredo Gurgel

O Prefeito de Caicó Roberto Germano entregou nesta sexta-feira(20) ao Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape), Guilherme Saldanha, um oficio solicitando do governo do estado a cessão do Parque de Exposição Monsenhor Walfredo Gurgel ao Município de Caicó, cuja finalidade será o funcionamento da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento além da realização de uma feira regional de animais.

“Estamos fazendo essa solicitação pois além da Secretaria Municipal de Agricultura não dispor de prédio próprio para o desenvolvimento de suas atividades não podemos deixar esse espaço ocioso sem atividades durante todo o ano após a realização da exposição agropecuária”. Disse Roberto Germano.

Mais um crime de homicídio na Cidade de Florânia

Um crime de homicídio foi registrado na noite deste sábado (21) no bairro da Cohab na cidade de Florânia. A vítima foi identificada como José Erivan de Araújo, vulgo “Neca” 35 anos, natural de Florânia. Segundo informações de populares, homens não identificados em uma moto se aproximaram da residência da vítima no momento em que bebia, e dispararam vários tiros contra a vítima que morreu no local.

Cabe agora à Polícia Civil e Militar buscar informações e tentar chegar aos criminosos.

Homem tem ataque de fúria e provoca destruição no Hospital Novos


Um homem identificado por Thiago Medeiros, de 31 anos, provocou um quebra-quebra no Hospital Regional de Currais Novos, neste sábado (21).  O fato ocorreu por volta das 18h30.

Ele destruiu portas de vidro e parte da recepção, segundo testemunhas, após procurar atendimento médico. Devido à demora, Thiago começou a ficar inquieto e começou o estrago. Funcionários chamaram a Polícia Militar que deteve o acusado.