quinta-feira, 6 de outubro de 2016


RN garante verba para elaboração de projetos de sistemas adutores no Seridó

Detalhes de acordo de cooperação, entre a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Governo do Estado, através da Semarh, para elaboração de Projetos de Sistemas Adutores no Seridó foi tema de uma reunião entre o Secretário Mairton França, o Diretor de Gestão da ANA, Paulo Varela, técnicos da Semarh e da Agência.

A celebração do Convênio entre os órgãos vai permitir a contratação de uma empresa que vai elaborar estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental e projetos de adutoras, bem como suas interligações, que de acordo com o Secretário Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França, garantirão a segurança hídrica, pelos próximos 50 anos, da região do Seridó, com a chegada das águas do São Francisco na Barragem de Oiticica, depois de sua conclusão.

Confirmado : Acidente de trânsito mata dois caicoenses na BR 226

Foram identificados os dois caicoenses vítimas fatais de um grave acidente de trânsito tipo colisão na BR 226 próximo ao trevo de acesso à Cidade de Campo Redondo na região Agreste do Estado.

As vítimas fatais são, Ednaldo do Nascimento, "Duda" e sua filha Edvania do Nascimento, ambos residentes na Rua Clovis Aladim, no Conjunto Recreio na Zona Norte de Caicó.

Neste momento o Itep faz a remoção do corpo para necropsia na capital do Estado.

Urgente : Grave acidente de trânsito envolvendo um veículo com placas de Caicó

No início da tarde desta quinta-feira  (06), foi registrado um grave acidente de trânsito tipo colisão na BR 226 próximo a entrada da Cidade de Campo Redondo, a colisão envolveu uma Pickup Fiat/Strada Adenture, cor verde, com placas NNQ-2612 Caicó e caminhão caçamba com placas de Caicó e pertence a um britador da Cidade.



Os dois ocupantes do veiculo de passeio morreram no local e os corpos estão presos as ferragens do veiculo.


Segundo informações, As vitimas é um senhor conhecido por "Duda e sua filha,ambos  residentes no Bairro Recreio na zona norte de Caicó, o motorista da carreta foi socorrido para Natal por uma equipe do Samu de Santa Cruz.

Empresa potiguar se destaca no leilão de radiofrequências da Anatel

A empresa potiguar Interjato Soluções, responsável pela conectividade dos grandes clientes e uma das empresas responsáveis por auxiliar o desenvolvimento econômico do RN, foi uma das grandes vencedoras do leilão de radiofrequências da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)

A empresa norte-rio-grandense participou do leilão da agência reguladora em 88 municípios e venceu em 81 deles, incluindo localidades importantes como João Pessoa, Recife, Fortaleza e Fernando de Noronha. Nessa licitação, a Anatel ofereceu lotes em nível municipal e com valores acessíveis, estimulando a participação dos pequenos provedores. Para Erich Rodrigues, diretor da Interjato, o resultado do leilão foi a prova de que o Rio Grande do Norte está apto para concorrer com grandes empresas nacionais oferecendo sinal de qualidade.

“Vencemos praticamente todos os leilões que participamos. Apenas sete que não vencemos, mas que ficamos em 2º e 3º. Com esse leilão, a Interjato garantiu a classificação para possibilitar a todos um acesso a internet ainda melhor. É a prova de que estamos lutando de igual para igual com empresas de fora, é a prova de que o RN também tem um potencial”, disse.

Agora, as empresas aguardam a homologação do leilão para assinar os contratos. Após a assinatura, dar início à operação em um prazo máximo de 18 meses. O leilão foi concluído com um ágio de 219%.

Polícia Ambiental prende homem com 14 pássaros na zona Oeste de Caicó

Apreensão de 14 pássaros no bairro João Paulo na manhã desta quinta-feira (06).

ESPÉCIES E QUANTIDADE:
2 sábias
2 craúnas
2 azulões
2 bigodes
1 caboclo lindo
1 rolinha
1 golinha
1 galo de Campina
1 concriz
1 canário da peste
15 gaiolas

O responsável pelos pássaros foi encaminhado para delegacia da Polícia Civil de Caicó e deverá responder por crime ambiental.

MPF/RN atua para acabar com os lixões na região do Seridó


O Ministério Público Federal (MPF) em Caicó (RN) ajuizou ação civil pública buscando solucionar o problema dos lixões existentes em 25 municípios potiguares, sendo 23 da região do Seridó. Esses espaços de descarte de resíduos a céu aberto estão instalados em locais inadequados, levando diversos riscos à população, e alguns até mesmo em áreas de preservação que compõem a bacia do Rio Piranhas-Açu. Os danos ambientais podem ser graves e irreversíveis, pois os lixões funcionam em “condições absurdamente periclitantes”.

A ação do MPF, de autoria do procurador da República Bruno Lamenha, ressalta que a Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída em 2010, previa o fim dos “lixões” e a instalação de aterros sanitários regularizados em todos os municípios do país até agosto de 2014. Além disso, desde 2009 o MPF e o MP Estadual vinham firmando termos de ajustamento de conduta (TACs) com Ibama, Idema e 12 municípios da região: Acari, Caicó, Cruzeta, Florânia, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, Ouro Branco, Parelhas, São João do Sabugi, São José do Seridó, Serra Negra do Norte e Timbaúba dos Batistas.

O Plano Estadual de Resíduos Sólidos, que divide o estado em cinco áreas e prevê a construção de um espaço de descarte para cada região, criou cinco consórcios que ficariam responsáveis por esses aterros. No Seridó, o consórcio foi instalado em 2009, reunindo os 25 municípios réus na ação, mas teve suas atividades praticamente paralisadas após as eleições de 2012.

O aterro previsto seria construído em Caicó, atendendo às demais cidades através de seis estações de transbordo, localizadas em Cerro Corá, Currais Novos, Jardim do Seridó, Jucurutu, São João do Sabugi e Florânia. A obra não saiu do papel e todos os prazos contidos nos TACs se esgotaram. O MPF executou judicialmente os acordos e mesmo com a Justiça aplicando parte das multas previstas em razão do descumprimento, os lixões irregulares continuam sendo o destino dos resíduos.

São réus na ação do MPF, além do Consórcio Regional de Resíduos Sólidos do Seridó, a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o Governo do Estado, os 12 municípios que assinaram TACs e ainda Bodó, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Currais Novos, Equador, Ipueira, Jucurutu. Lagoa Nova, Santana do Matos, Santana do Seridó, São Fernando, São Vicente e Tenente Laurentino Cruz. Estes, mesmo sem terem assinado acordos, vêm desrespeitando a legislação ambiental.

Dinheiro devolvido – O MPF alerta para o risco de uma verba de R$ 22 milhões ter de ser devolvida à União. Ela foi destinada à construção do “Sistema de Aterros Sanitários Coletivos referentes ao Seridó e à região do Alto Oeste” e os recursos foram viabilizados por meio de convênio entre Funasa e Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh/RN), porém a vigência se encerra no próximo dia 13 de dezembro deste ano e os valores só serão liberados com a aprovação técnica dos projetos de engenharia e da regularização dos terrenos, ainda pendentes.