É homologado a primeira indústria de aviões da Paraíba

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) emitiu Certificado de Organização de Manutenção (oficina homologada) em favor de Stratus Indústria Aeronáutica Ltda, cujas instalações estão localizadas no Distrito de São José da Mata, em Campina Grande. O documento atesta que a primeira indústria de aviões da Paraíba, tem cumprido os requisitos estabelecidos nos Regulamentos Brasileiros de Homologação Aeronáutica e Regulamentos Brasileiros de Aviação Civil, todos relacionados com o estabelecimento de uma Organização de Manutenção Aeronáutica.

Com isso, a oficina da Stratus está autorizada a executar ações de manutenção preventiva e alteração de aeronaves nas categorias ou classes 1, 2 e 3. A Categoria Célula Classe 1 contempla  “a manutenção, manutenção preventiva e alteração de aeronaves fabricadas com material composto com peso máximo de decolagem aprovado até 12500 lbf (5670 kgf) no caso de aviões ou 6018 lbf (2730 kgf) no caso de helicópteros, conforme as Especificações Operativas de Organização de Manutenção”.

Já a Categoria Célula Classe 3  destina-se a “manutenção, manutenção preventiva e alteração de aeronaves fabricadas em estrutura metálica, com peso máximo de decolagem aprovado até 12500 lbf (5670 kgf) no caso de aviões ou 6018 lbf (2730 kgf) no caso de helicópteros, conforme as Especificações Operativas de Organização de Manutenção”.

Por fim, na Categoria Célula Classe 2, contempla-se a “manutenção, manutenção preventiva e alteração de acessórios elétricos, conforme as Especificações Operativas da Organização de Manutenção”. Ainda de acordo com a Anac, o certificado é válido até que seja devolvido por seu detentor, ou que seja suspenso ou cassado pela ANAC.

A Stratus Indústria Aeronáutica, fabricante de aviões, é a primeira do segmento a se instalar na Paraíba. A nova indústria também vai atrair novos investimentos para a cidade, havendo tendência, então, é de que seja instalado um verdadeiro parque aeronáutico no Estado.

O prefeito Romero Rodrigues se empenhou, pessoalmente, para viabilizar a instalação deste empreendimento. Romero Rodrigues compreende que a instalação de uma fábrica de aviões, no distrito de Campina Grande, sempre representou um passo fundamental para o desenvolvimento para o município. A gestão é parceira do projeto e assegurou todos os incentivos fiscais e administrativos para a sua instalação.

Fonte: Turismo em Foco

Airbus está desenvolvendo carros voadores

Depois da Uber apresentar uma proposta de um veículo futurista, chegou a vez da Airbus. A empresa fabricante de aeronaves está desenvolvendo seu próprio projeto de carro voador. Com toda experiência da companhia no mercado de aviação, a ideia pode se concretizar em alguns anos, segundo informações do site Business Insider. O projeto foi nomeado como “Vahana” e vem sendo desenvolvido no Vale do Silício.

A ideia da Airbus é construir um veículo de caronas híbrido: que poderá andar na estrada como um carro comum, mas também voar. Assim como a Uber, o projeto será um VTOL que poderá pousar verticalmente, semelhante a um helicóptero, sem precisar de uma pista de pouso.

Segundo o supervisor do projeto da companhia fabricante Zach Lovering, os automóveis ficarão guardados em uma espécie de heliporto até que alguém por meio de um aplicativo solicite o serviço. O programa vai informar qual o ponto decolagem mais próximo e o usuário irá até lá.

O VTOL será um veículo autônomo, ou seja, uma vez definido o destino o carro se deslocará até lá sozinho, sem interferência humana - utilizando câmeras, sensores e dados em tempo real para desviar de obstáculos no trajeto.

Lovering afirmou ainda que os protótipos dos veículos estarão prontos em 2020, um ano antes da prvisão inicial do projeto da Uber. O carro voador seria equipado com oito rotores e teria espaço apenas para um passageiro, sendo em torno de “duas vezes mais rápido que um carro comum” e atingindo uma altitude máxima de 1000 pés (cerca de 305 metros).

Sobe para 250 mil total se inscritos que terão Enem adiado para dezembro : veja no RN com 5250 candidatos prejudicados

O número de inscritos para participar do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) que terão as provas adiadas subiu de 191 mil para 240 mil, segundo dados atualizados do Inep, instituto do Ministério da Educação. No Rio Grande do Norte, 5150 alunos foram prejudicados e terão que realizar o exame em dezembro.

Os dados foram divulgados na manhã desta sexta-feira (4). Segundo o governo, o aumento ocorre devido ao registro de novas ocupações em escolas e universidades selecionados como locais de prova.

Levantamento do Inep aponta que, de 16 mil locais selecionados para aplicação do exame, 364, distribuídos em 139 municípios, estavam em uma lista de locais ocupados por estudantes na manhã desta sexta-feira –na terça, quando a pasta anunciou o adiamento, eram 304 locais em 126 municípios. Confira aqui a relação completa.

Com as novas ocupações, a prova para 240.304 inscritos –cerca de 3% dos 8,6 milhões– será aplicada em 3 e 4 de dezembro. Os participantes serão informados do adiamento por e-mail e SMS, de acordo com o Inep. Os novos locais ainda não foram divulgados. Para os demais inscritos, as provas ocorrem neste sábado (5) e domingo (6).

Os Estados com maior número de ocupações são Minas Gerais (90), Paraná (77), Espírito Santo (43) e Bahia (42). Já São Paulo, Santa Catarina, Roraima, Rondônia, Ceará, Amapá, Amazonas e Acre não apresentam nenhuma escola ocupada.

Os estudantes protestam contra PEC que estabelece um teto para os gastos públicos, incluindo saúde e educação, e a proposta de reforma do ensino médio, entre outros pontos.

Folha Press

Atenção : Não perca esta oportunidade de comprar sua casa em condomínio fechado pelo programa habitacional Minha Casa, Minha Vida


Vende-se imóvel em um condomínio fechado no Bairro Maynard em Caicó.

O imóvel conta com 2 quartos, banheiro social, sala,cozinha, área de serviço e garagem. Pode ser financiada pelo banco.

Valor da Residência R$ 115 mil.

Interessados podem entrar em contato com o corretor Carlos Eduardo - CRECI 5408/RN - pelo número 84. 9 9981-2503.

Imóvel ideal para investimento na melhor localização da Região do Seridó.

Sumiço de cinco jovens completa duas semanas e mistério cresce em SP

Cinco jovens da zona leste da cidade de São Paulo, com idades entre 16 e 30 anos, um deles cadeirante, entraram animados num Santana 1987 com a intenção de participar de uma festa com garotas conhecidas em rede social.

O tempo estimado de viagem naquela noite de sexta era inferior a 30 minutos –partiram do Jardim Rodolfo Pirani e iriam para um sítio de Ribeirão Pires (Grande SP).

Misteriosamente, desapareceram no caminho. Duas semanas depois, esse sumiço intriga policiais, familiares e amigos, que saem às ruas à procura deles e de respostas.

Marlene Bergamo/FolhapressAmigos saem a cavalo para procurar jovens desaparecidos em Jardim Rodolfo Pirani, zona leste de SP

O perfil das meninas com quem os jovens se encontrariam também desapareceu da internet. Não é mais certo nem que haveria a festa e que as garotas de fato existiam.

Entre as últimas mensagens enviadas pelo grupo, segundo familiares, está uma que menciona suposta abordagem policial. "Ei, acabo de tomar um enquadro ali. Os polícia está me esculachando [sic]", disse Jonathan Moreira, 18, um dos desaparecidos, em áudio enviado a amigos.

A polícia ainda não aponta a principal linha de investigação: ação de bandidos comuns ou violência policial?

O sumiço começou a ser investigado na segunda (24), três dias após a suposta festa, quando a polícia foi avisada por familiares sobre a localização do Santana 1987.

O carro estava abandonado em uma alça do Rodoanel, perto de Ribeirão Pires, mas sem sinais de violência.

De vestígio do grupo, havia apenas as fraldas utilizadas pelo mais jovem dos rapazes, Robson de Paula, 16. Ele passou a usar cadeira de rodas após ser baleado em ação da PM dois anos atrás.

Dos cinco ocupantes do veículo, ao menos dois tinham passagem pela polícia.

Só o motorista não participaria da suposta festa. O cozinheiro Jones Januário, 30, foi contratado pelos adolescentes para levá-los e buscá-los no dia seguinte, já que nenhum deles tinha carro.

"Vou ali e já volto", disse Januário, segundo contou aos policiais Elien Souza, 33, que já foi companheira dele.

Policiais apostam no rastreamento dos celulares para achar pistas. Mas uma das mensagens só trouxe dúvidas.

Em áudio enviado pelos jovens à 0h30 do sábado (22), eles diziam que o carro havia quebrado em Ribeirão Pires e que, por isso, precisavam de ajuda para sair de lá.

Os policiais não sabem se essa versão era apenas um engodo do grupo para atrair outro colega para a festa –já que o Santana foi encontrado sem defeitos mecânicos.

E, também, se a mensagem foi enviada antes ou depois da suposta abordagem policial relatada no outro áudio –cuja versão original foi apagada, restando só a que foi compartilhada por amigos.

Os investigadores cogitam o envolvimento de PMs na ação devido a rumores de que um dos jovens poderia ter participado da morte de um policial –fato não comprovado.

"Nossa expectativa é de que não tenha sido o desaparecimento de cinco Amarildos", disse o ouvidor da polícia, Júlio César Fernandes Neves, em referência ao desaparecimento do pedreiro Amarildo de Souza em 2013, no Rio, após operação policial.

O secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, disse que, além da Polícia Civil, a Corregedoria da PM acompanha o caso.

Mas, diz ele, há possibilidade de a gravação ter ocorrido dias antes. "Não há nenhum indício concreto da participação de policiais, sejam civis ou militares, no desaparecimento desses rapazes."

Marlene Bergamo/FolhapressCarro de jovens desaparecidos foi encontrado perto de Ribeirão Pires

BUSCA SEM DIREÇÃO  

Era manhã do feriado de Finados, mas o bairro de Rodolfo Pirani (zona leste de São Paulo) estava agitado como num dia normal: havia fila para pegar o carrinho no supermercado lotado, carros de polícia passavam correndo pelas ruas estreitas e moradores se reuniam em um campo para mais uma busca.

Essa tem sido uma cena diária no bairro, há duas semanas: pais, parentes, vizinhos e amigos tentam encontrar os cinco jovens desaparecidos desde o último dia 21. Entram em terrenos baldios, na mata e em ruas por onde eles poderiam ter passado.

Na quarta-feira (2), cavalos foram emprestados para a ação. Por volta das 7h, as donas de casa Adriana Moreira, 44, e Elzamira de Paula, 34, saíram em direção a uma área de mata, perto dali. Elas são mães de Jonathan Moreira, 18, e Robson de Paula, 16, respectivamente. Subiram nos cavalos e saíram.

"A gente procura sem parar. Onde tem um boato, vamos atrás", diz Adriana. Elas já fizeram uma vaquinha para pagar a gasolina de 20 carros. Rodaram por cidades próximas, como Mauá, Santo André e Ribeirão Pires, no ABC. Nunca encontraram nenhum vestígio dos jovens.

Elas vivem entre a esperança quando uma nova busca se inicia e o desespero por, ao final, não terem achado nada. "Tenho esperança, sim. Acredito que eles possam estar vivos", diz Elzamira, antes de uma nova empreitada.

Robson, seu filho, é cadeirante. "Um rapaz muito esperto", afirma uma tia. No dia do desaparecimento, ele queria curtir uma festa com três amigos de infância.

Há dois anos, o adolescente estava em um carro com um amigo. O veículo era roubado, mas a família diz que o jovem não participou nem sabia do assalto. Ele nunca foi investigado nesse caso.

Policiais da Rota, tropa de elite da PM, perseguiram os jovens. O amigo de Robson foi morto a tiros. Desarmado, ele tentou fugir correndo, mas levou um tiro nas costas e ficou paraplégico.

Depois do sumiço, há duas semanas, um aplicativo instalado no celular de Robson indicou que o aparelho estava em uma rua de Atibaia.

A família foi até lá, mas não encontrou nada.

'TRUCULÊNCIA'  

Rodolfo Pirani é um bairro pobre no extremo leste da capital, bem na divisa de São Paulo com Mauá e Santo André. Segundo moradores, a região sofre com a violência. Em setembro, um guarda-civil foi morto em um assalto.

Há um mês, alunos de escolas e oficinas culturais da região reclamaram de truculência e abusos "praticados pela PM em abordagens". Um relatório foi enviado por eles à secretaria municipal de Direitos Humanos, que agendou uma audiência pública para tratar do tema.

Após o desaparecimento dos cinco jovens, moradores fecharam uma avenida em protesto contra o que chamam de "lentidão" da polícia em esclarecer o caso. A PM dispersou a manifestação com spray de pimenta e golpes de cassetete.

A Secretaria da Segurança Pública, do governo Geraldo Alckmin (PSDB), afirma que, em caso de abusos, a Corregedoria da Polícia Militar deve ser comunicada.

Já num posto de saúde do bairro, a reclamação de servidores da Prefeitura de São Paulo era outra: eles são vítimas de constantes assaltos.

"A gente deixa tudo trancado, até a ambulância, porque senão os bandidos entram e levam tudo", disse um servidor, que preferiu não se identificar, por medo.

FILHO DE POBRE  

Depois da busca com os cavalos em um matagal, as donas de casa Adriana e Elzamira voltaram chorando. Mais uma vez, não encontraram pista dos filhos.

"Às vezes penso que ele está morto, às vezes que está vivo. É uma incerteza. Isso está acabando com a gente. Os dias vão passando, e você não sabe de nada", diz Adriana.

"Se fossem cinco filhos de ricos, filhos de deputados, a cidade estava parada. Tinha helicóptero procurando. Mas eles são pobres, da periferia e com passagem. Quem é que liga?", pergunta a dona de casa, indignada. 

Quadrilha toca o terror no Município de Afonso Bezerra

Por voltas das 2 h da manhã de hj, o Município de Afonso Bezerra/RN mais uma vez foi palco da ação criminosa de bandidos. Os bandidos em número muito superior aos policiais da cidade estouraram a agência do correio, atiraram na viatura da PM, quebraram vidraças das lojas e tocaram o verdadeiro terror dentro em Afonso Bezerra.

Segundo informações eram mais de dez homens fortemente armados, sem o menor critério atirando para todos os lados.

Cada vez fica mais difícil a situação do estado e da sua população que só vem a sofrer ainda mais. Sem banco e agora sem agência do correio... Só restando a casa lotérica! Agora, até quando ninguém sabe.

CBF divulga tabela e Palmeiras pode ser campeão antes de Flamengo entrar em campo


A CBF divulgou nesta quinta-feira (3 de novembro) as datas e horários das últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro. Caso chegue na 36ª rodada dependendo só de si para conquistar o título, o Palmeiras pode levantar o troféu antes mesmo do Flamengo entrar em campo.

Isso aconteceria porque o time paulista enfrentará o Botafogo, no Allianz Parque, às 17h, enquanto a equipe carioca vai encarar o Coritiba, no Maracanã, às 19:30.

No final de semana seguinte, as duas equipes jogam às 17h. O Palmeiras recebe a Chapecoense, enquanto o Flamengo joga contra o Santos, também em casa. Na rodada final, o Verdão vai à Salvador enfrentar o Vitória e equipe carioca pega o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

Netflix afirma: será possível assistir aos filmes mesmo sem conexão à internet

Em entrevista ao portal CNBC, o diretor de conteúdo do Netflix, Ted Sarandos, contou que a empresa está desenvolvendo uma ferramenta que vai permitir que os usuários assistam filmes mesmo sem estarem conectados à internet.

Ela será voltada para áreas em que o Netflix agora está presente e onde a conexão de alta velocidade à internet ainda não é uma realidade, o que torna o acesso ao conteúdo do Netflix mais difícil.

“[Os países] têm níveis de velocidade de banda larga diferentes, tal como acesso ao Wi-Fi. Então, nesses países eles têm adaptado seu comportamento para ser uma cultura mais voltada para o download. Nesses territórios, essa ideia se tornou mais interessante”, contou, explicando que essa era uma ideia que a empresa rejeitava totalmente, mas que agora está sendo repensada.

A ideia é que esses usuários da Netflix, de países pobres e emergentes, possam fazer o download dos filmes para assisti-los off-line. Segundo o diretor, a empresa está trabalhando no recurso agora e ainda não existe uma previsão de lançamento.

Essa não é a primeira vez que a empresa comenta sobre permitir o download de seu catálogo: no início do ano, o CEO Reed Hastings comentou que o Netflix estava com a “mente aberta” em relação ao recurso.