terça-feira, 8 de novembro de 2016


Promoção na LK MULTIMARCAS

#PROMOÇÃO

Qualquer calça jeans
R$ 50,00 a vista ou no cartão pro vencimento.
Na LK MULTIMARCAS
9.9927-8030

Caixa anuncia redução de juros para financiamento imobiliário

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira (8) uma redução nas suas taxas de juros para financiamento de imóveis novoS e usados com recursos da poupança. A redução será de no mínimo 0,25 ponto percentual ao ano para todas as linhas.

A chamada taxa balcão, para clientes que não tem relacionamento com o banco, cairá de 11,22% para 11% ao ano no Sistema Financeiro Habitacional (SFH), e de 12,5% para 12,25% no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

Para os clientes que fizerem a opção de receber o salário pela Caixa, a taxa de juros cairá de 11,22% ao ano para 9,75% ao ano no SFH, e de 12,5% para 10,75% ao ano para imóveis enquadrados no SFI.

Segundo a Caixa, as medidas “são reflexo da diminuição da taxa Selic” – juros básicos da economia, que foram reduzidos no mês passsado pelo Banco Central para 14% ao ano.

“O objetivo é contribuir para alavancagem de vendas de imóveis novos de construtoras parceiras e, consequentemente, atrair novos clientes para a instituição, com condições especiais no crédito imobiliário”, disse a Caixa, em comunicado.

Em março, banco elevou taxas

Em março, a Caixa tinha elevado suas taxas de juros para crédito imobiliário, citando alinhamento ao atual cenário econômico”.

A Caixa informou que já aplicou em 2016 R$ 66,2 bilhões dos R$ 93 bilhões destinados no ano para crédito habitacional. O banco é responsável atualmente por de 66,9% do crédito imobiliário oferecido no país.

O banco anunciou ainda que o limite mínimo de financiamento no SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) passou de R$ 100 mil para R$ 80 mil. No SFI, o limite para imóvel residencial é R$ 650 mil, para todo país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde é de R$ 750 mil. Os imóveis residenciais acima dos limites do SFH são enquadrados no SFI.

Taxas para empresas

Para o segmento Pessoa Jurídica, a Caixa reduziu a taxa de juros em 1 ponto percentual ao ano em todas as faixas de relacionamento. As taxas para Micro e Pequenas Empresas (MPE) cairão de 14% para 13%, e para Médias e Grandes Empresas (MGE) de 13,5% para 12,5%.

Confira a íntegra do comunicado:

A Caixa Econômica Federal anunciou, nesta terça-feira (8), a redução da taxa de juros para pessoa física e pessoa jurídica, além da diminuição da cota mínima de financiamento dentro do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

Todos os clientes pessoa física que financiarem imóveis novos ou usados, enquadrados no SBPE, terão redução linear de 0,25 ponto percentual, independente do relacionamento com o banco.

Para clientes que adquirirem imóveis novos ou na planta, cuja construção tenha sido financiada pela CAIXA, e fizerem a opção de receber o salário pela CAIXA, o banco irá oferecer taxas de juros especiais, iguais às oferecidas aos servidores públicos. As taxas de juros passariam, nesse caso, de 11,22% a.a para 9,75% a.a, no caso de imóveis dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e de 12,5% a.a para 10,75% a.a, para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). Veja tabela abaixo:

As medidas são reflexo da diminuição da taxa SELIC, anunciada recentemente pelo Banco Central. O objetivo é contribuir para alavancagem de vendas de imóveis novos de construtoras parceiras e, consequentemente, atrair novos clientes para a instituição, com condições especiais no crédito imobiliário.

A CAIXA disponibilizou R$ 93 bilhões para o crédito habitacional, neste ano, e já aplicou R$ 66,2 bilhões. A expectativa é aplicar R$ 26,8 bilhões até o final do ano.

Apoio à Construção Civil:

Para o segmento Pessoa Jurídica, a CAIXA reduziu a taxa de juros em 1% a.a, em todas as faixas de relacionamento. As taxas para Micro e Pequenas Empresas (MPE) cairão de 14% para 13%, e para Médias e Grandes Empresas (MGE) de 13,5% para 12,5%.

O banco implantou também o sistema de taxa segregada por rating, para o segmento corporativo, que visa beneficiar as empresas com alto índice de relacionamento com a CAIXA. Com a medida, a redução de juros, de acordo com o relacionamento, pode chegar até 1,5% a.a. Para empresas com rating A, a taxa deve variar de 12,5% para 11%. Para empresas com rating B e C, as taxas mínimas chegarão, respectivamente, a 11,5% e 12%.

Para imóveis enquadrados no SFI, o banco modificou a remuneração do Correspondente CAIXA Aqui (exceto repasses), padronizando em 1% o valor do financiamento, com limite de R$ 2 mil nas operações do FGTS e sem limite para o SBPE.

A CAIXA ainda realizou uma série de ajustes para empresa que pretendem financiar a construção de empreendimentos pelo banco (Apoio à Produção), dentro do SBPE.

* Elevação do prazo do produto para até 36 meses
* Concessão de carência pós-obra de 12 meses
* Utilização da tabela Price nos contratos de produção
* Possibilidade de acréscimo de 25% sobre a obra a executar

Diminuição do valor mínimo de financiamento dentro do SBPE Além da redução de juros e taxa especial, a CAIXA promoveu melhoria de condições no financiamento de imóveis para pessoa física. O limite mínimo de financiamento no SBPE passou de R$ 100 mil para R$ 80 mil. A medida busca atender o mercado de unidades habitacionais nessas faixas e vale para imóveis novos e usados, dentro do SFH e SFI.

O limite do SFH para imóvel residencial é R$ 650 mil, para todo país, exceto para Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde é de R$ 750 mil. Os imóveis residenciais acima dos limites do SFH são enquadrados no SFI.

A CAIXA tem participação de 66,9% no mercado imobiliário e permanece líder nesse segmento.

G1

Mais uma farmácia é vítima de assalto em plena luz do dia em Caicó

Mais um estabelecendo comercial  foi assaltado em Caicó. Trata-se da Farmácia Barra Nova, localizada no bairro do mesmo nome.

 

Conforme apurado pela reportagem  por volta das 16h de hoje (08), dois indivíduos chegaram na farmácia armados com uma arma de fogo e já foi anunciando que era um assalto.

 

Na oportunidade os ladrões levaram o dinheiro do caixa que de imediato foi entregue por um dos funcionários da empresa

 

Após a prática do roubo os bandidos fugiram em uma motocicleta com destino ignorado.

Prefeito de Parelhas realiza entrega a Guarda Municipal


A Prefeitura do Município de PARELHAS, através do Prefeito Francisco, entregamos na manhã desta terça feira 08.11.16, duas motocicletas para o Projeto Ronda Escolar da Guarda Municipal da cidade. Na oportunidade também foram entregues as Carteiras Funcionais de Identificação dos (14) quatorze Guardas Municipais aprovados no último concurso público realizado pelo Município.

Na ocasião o Prefeito Francisco, destacou a importância da Guarda: "O efetivo é formado justamente pelos quatorze Guardas Municipais nomeados no último concurso público e hoje desenvolvem um importante trabalho de proteger o patrimônio público".

Dois homens são assassinados a tiros em Ceará-Mirim, na Grande Natal


Dois homens foram executados com tiros no rosto e na cabeça em uma comunidade chamada Riachão, em Ceará-Mirim, município da Grande Natal. Segundo a Polícia Militar, as vítimas ainda não foram identificadas. Os corpos foram encontrados na manhã desta terça-feira (8).

Em contato com o G1, a PM informou que moradores da região ouviram disparos por volta das 22h desta segunda-feira (7). Os dois corpos foram encontrados às margens de uma estrada de terra.

Policiais que atenderam a ocorrência ainda fizeram buscas pela região, mas não encontraram nenhum suspeito.
FONTE G1.COM

Caicó : Funcionário do Detran foi preso acusado de pedofilia

Um funcionário do Detran de Caicó foi preso no final da manhã desta terça-feira (08), acusado de pedofilia.

Segundo informações, o acusado é conhecido por  “Auri” e trabalha no setor de habilitação na Central do Cidadão.

O mesmo está sendo acusado d assedio contra uma criança.

O mesmo foi encaminhado para Delegacia de Polícia Civil em Caicó.

Neymar pode ser preso se for condenado na Espanha. Jogador foi denunciado por corrupção e fraude fiscal

As penas por corrupção privada na Espanha variam de 6 meses a 4 anos de prisão. O crime é caracterizado pelo recebimento de vantagens ilegais na violação da compra de bens ou contratação de serviços profissionais. E é nessa esfera que se enquadra a denúncia aceita pela Justiça espanhola contra Neymar, o pai e a mãe dele, além do atual presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e do antecessor dele, Sandro Rosell.

Segundo o jornal El País, a ação judicial é movida pelo grupo DIS e acusa Neymar, a família e os mandatários do clube catalão de corrupção e fraude fiscal em razão da transferência do craque do Santos para o Barça, há 3 anos.

Como bem lembrou o Globoesporte.com, o caso havia sido arquivado da esfera criminal em julho, mas foi reaberto por solicitação do MP da Espanha. Agora, após a decisão do juiz José de la Mata, o jogador pode ir a júri. A promotoria tem 10 dias para oficializar o pedido de julgamento dos acusados.

O grupo DIS possuía 40% dos direitos econômicos de Neymar e se sentiu prejudicado na negociação, recorrendo para obter a fatia que pagou na transferência.

Boato sobre mudança no Bolsa Família causa tumulto em agências da Caixa na PB

Um boato sobre reajustes nos valores do Bolsa Família levou milhares de famílias para as agências da Caixa Econômica Federal na Paraíba. Em João Pessoa, a agência da Caixa no Centro ficou intransitável e as pessoas realizaram um protesto no local. Cerca de 500 mil famílias recebem o benefício do governo federal no estado.

As pessoas relataram que o comunicado teria sido feito pelo Portal da Transferência, onde teria os valores que as famílias iriam receber. “Olha aqui, eu vou receber R$ 2.190, mas quando eu cheguei aqui não tinha nenhum valor. Como isso pode acontecer?”, disse uma beneficiada do programa.

A assessoria de imprensa da Caixa na Paraíba disse ao Portal Correio que não houve alteração do calendário de pagamentos nem de valores do Bolsa Família. Os valores que constam no Portal da Transferência são a soma do que as pessoas receberão até o término do contrato. Segundo a Caixa, há casos que o valor descrito no Portal corresponde a todo o benefício que a pessoa recebeu até o momento.

O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) negou qualquer reajuste nos valores.

Em nota, o Portal da Transparência disse que apresenta as transferências de recursos federais diretamente repassados a cidadãos, referentes ao pagamento do Bolsa Família, realizadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), por meio da Caixa Econômica Federal. Essa consulta do Portal da Transparência não mostra recursos a receber. “O Portal apresenta a lista beneficiários com o total recebido em 2016 até o mês anterior porque o prazo de atualização das informações é o 10º dia do mês subsequente”, afirma a nota.

Segundo a nota, como estamos no início do mês de novembro, a última informação da lista de beneficiários, por município, é referente ao mês de setembro de 2016.

“Os dados apresentados no Portal não são produzidos pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU). Recebemos extrações das bases de dados de diversos sistemas do governo federal, sob responsabilidade de outros órgãos, centralizando apenas a publicação das informações de modo a atender a Lei de Acesso à Informação – Lei 12.527/2011 – e a LC 131/2009. É importante destacar que o Ministério da Transparência não é responsável pela gestão de informações sobre as políticas públicas divulgadas no Portal”, diz a nota.

Atenção : Não perca esta oportunidade de comprar sua casa em condomínio fechado pelo programa habitacional Minha Casa, Minha Vida

Vende-se imóvel em um condomínio fechado no Bairro Maynard em Caicó.

O imóvel conta com 2 quartos, banheiro social, sala,cozinha, área de serviço e garagem. Pode ser financiada pelo banco.

Valor da Residência R$ 115 mil.

Interessados podem entrar em contato com o corretor Carlos Eduardo - CRECI 5408/RN - pelo número 84. 9 9981-2503.

Imóvel ideal para investimento na melhor localização da Região do Seridó.

Gol vai devolver 13 aviões no 4º trimestre e prevê aumento de preços

Apesar de conseguir voltar a ser lucrativa, a Gol seguirá com uma estratégia conservadora de atuação no setor aéreo até 2018. A companhia vai devolver 13 aviões no quarto trimestre deste ano na tentativa de enxugar a oferta de voos do mercado para pressionar a recuperação de tarifas. Outras cinco aeronaves serão devolvidas no ano que vem e a frota da empresa só voltará a crescer em 2018.

As projeções foram apresentadas nesta segunda-feira pelo presidente da empresa, Paulo Kakinoff, em teleconferência para apresentação dos resultados do terceiro trimestre. A Gol alcançou lucro líquido de R$ 66 milhões entre julho e setembro deste ano, revertendo resultado negativo de um ano antes de R$ 2,13 bilhões.

"Há ainda uma necessidade de disciplina de capacidade no mercado em 2017. A Gol liderou o movimento de redução de capacidade no mercado brasileiro desde 2012 e seria inconsistente fazer esse apontamento (de retomada do crescimento)", disse Kakinoff.

Ao fim de 2016, a Gol terá 122 aviões na frota, 18 a menos do que tinha em dezembro de 2015. A redução da frota viabilizou um movimento da empresa de corte de oferta de voos. Com isso, a Gol reduziu em 16% sua oferta de passagens aéreas à venda no mercado brasileiro nos nove primeiros meses do ano.

Cenário

O enxugamento dos voos foi uma medida tomada pelas empresas aéras para abrir caminho para o aumento de preços nas passagens aéreas. Só a Gol conseguiu elevar seus preços em 9,5% nos nove primeiros meses deste ano, segundo informações do balanço financeiro. O número em questão é medido por um indicador chamado yield, que calcula o preço pago por quilômetro voado.

Para o quarto trimestre de 2016, a tendência é de alta, de acordo com a Gol. "Vimos uma leve alta de preços no booking (reservas) de passagens para dezembro", disse o presidente da Gol, durante a teleconferência.

A expectativa da Gol para a variação de preços em 2017 é menos contundente. "Depende da estabilização do nível de oferta (de voos) nos patamares atuais", disse Kakinoff.

Ele explica que a Gol seguirá conservadora e reduzirá ainda mais a sua frota em 2017. Esse movimento, por si só, tenderia a elevar o preço das tarifas. A lógica de mercado é, quando a oferta cai e a demanda está estável ou cresce, há alta de preços.

Ministério cancela 469 mil benefícios do Bolsa Família e bloqueia 667 mil

O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário encontrou irregularidades em 1,136 milhão de benefícios do Bolsa Família. Destes, 469 mil foram cancelados e 667 mil, bloqueados. No caso dos bloqueios, os usuários têm até três meses para comprovar que cumprem os requisitos do programa de distribuição de renda e podem voltar a receber o benefício. A pasta também convocou 1,4 milhão de famílias para fazer atualização cadastral em janeiro de 2017.

Os dados são resultado de um pente-fino no Bolsa Família iniciado em junho, que envolveu diversas bases de dados nacionais. Os cancelamentos já começam a valer em novembro e terão impacto de R$ 1,024 bilhão na folha de pagamento do Bolsa Família. No caso dos bloqueios, o governo espera uma economia de R$ 1,428 bilhão, caso as irregularidades sejam confirmadas.

Governo do RN pede mais dois meses de permanência da Força Nacional no Estado

O governo do Estado quer a Força Nacional de Segurança Pública por mais tempo no Rio Grande do Norte. O governador Robinson Faria fez o pedido de prorrogação da permanência dos 116 policiais militares da Força Nacional por mais 60 dias. Vindos de diversos estados brasileiros, eles chegaram ao Rio Grande do Norte no dia 13 de setembro e têm a determinação de atuar em território potiguar até o dia 13 deste mês.

Há quase dois meses, os militares reforçam o policiamento ostensivo de modo geral, mas a principal missão é conter eventuais reações contra a instalação de bloqueadores de sinal de celular nos presídios. O problema é que o governo não conseguiu colocar os equipamentos para funcionar dentro dos 60 dias iniciais (entre 13 de setembro a 13 de novembro) para os quais a Força Nacional foi designada a permanecer no RN. O Estado tem um déficit de mais de 4 mil policiais militares.

Tribuna do Norte