quarta-feira, 30 de novembro de 2016


Avião de Jorge, da dupla com Mateus, sofre problemas elétricos

O cantor Jorge, que faz dupla com Mateus, cancelou a participação na gravação do DVD de Jonas Esticado por contas de problemas técnicos com o avião que iria levá-lo. O artista sairia de Goiânia com desttino à Maceió, onde seria feita a participação.

Em um vídeo publicado no Instagram de Jonas Esticado, Jorge explicou o ocorrido. “Estava aqui no aeroporto de Goiânia e, infelizmente, por motivos de força maior, a gente não vai consegir decolar para Maceió porque o aeroporto fecha 17h30 e deu um problema na nossa aeronave”, disse Jorge.

“Desculpa mais uma vez, é coisa que não depende da gente, é para nossa segurança, para o bem maior, talvez seja mesmo um aviso de Deus”, completou. Confira o vídeo na íntegra.

jonasesticado

Problema em avião e mau tempo impedem cantor Jorge de decolar Um problema elétrico detectado na aeronave da dupla Jorge e Mateus e o mau tempo em Goiânia impediram o cantor Jorge de decolar rumo à Maceió, onde o artista participaria da gravação do DVD do cantor Jonas Esticado. A aeronave se preparava para levantar voo por volta das 14 horas - horário de Brasília (13h horário de Maceió) - quando os pilotos identificaram o problema. O artista se pronunciou sobre o assunto.

Urgente : Incêndio em uma residência no Bairro Acampamento

Por volta das 16h 30min desta quarta-feira (30), viaturas do Corpo de Bombeiros de Caicó, foram deslocadas para conter um incêndio em uma residência no Bairro Acampamento.

Rapidamente os profissionais dos Bombeiros   conseguiram controlar as chamas que já tinha tomado conta de boa parte da residências, ninguém ficou ferido, apenas danos materiais.

O incêndio pode ter sido provocado por uma vela.

Segundo informações, a residência pertence aos Pais do Médico caicoense, Dr Gabriel.

Intimação de partes nos Juizados Especiais será feita por WhatsApp

Unidades dos Juizados Especiais de cinco comarcas iniciarão o projeto de implantação do procedimento de intimação por meio do WhatsApp. O Tribunal de Justiça do RN e a Corregedoria Geral da Justiça, por meio da Portaria Conjunta nº 19/2106, instituem nos Juizados Especiais Cíveis e Criminais do RN o procedimento de intimação de partes mediante a utilização do aplicativo de mensagens para smartphones. A medida abrange outros aplicativos de envio de mensagens eletrônicas.


A implantação do projeto se dará pelo prazo de seis meses e ficará restrito, nesse período, exclusivamente, aos Juizados das Comarcas de Caicó, João Câmara, Macaíba, Mossoró e Pau dos Ferros. Não havendo intercorrência nesse período, o projeto será expandido para as demais comarcas.

As intimações por aplicativo de envio de mensagens eletrônicas serão encaminhadas a partir do aparelho celular destinado à serventia judicial exclusivamente para essa finalidade. No perfil do WhatsApp destinado à essas serventias constará o brasão do TJRN no local da imagem.

Investigador de acidentes aeronáuticos aponta "ganância" e "irresponsabilidade"

Investigador de acidentes aeronáuticos e piloto de aviação comercial com quase quatro décadas de experiência, Carlos Camacho não tem dúvidas: a ganância é a causa da tragédia com o voo da Chapecoense. O avião não tinha combustível para ir direto de Santa Cruz de La Sierra a Medellín, afirmou, em entrevista ao Notícia na Manhã.

"O que aconteceu foi um ato de violação, com absoluta certeza, não tenho mais duvidas quanto a isso, de um profissional que deveria estar respeitando regras de voo de autonomia e abastecimento. Decolar um avião de Santa Cruz La Sierra para Medellín, aproximadamente 3 mil quilômetros, sendo que a autonomia desse avião também é de 3 mil quilômetros, a conta não fecha. Está faltando combustível para esperar pelo menos 30 minutos sobre a localidade para que aviões que precisem pousar na frente, até mesmo em emergência, o façam."

Camacho culpa a "irresponsabilidade" do piloto, mas não poupa os responsáveis pelo controle dos planos de voo:

"O caso foi de ganância, de ambição desmedida, e custou a vida de 71 pessoas no mínino. A pergunta que fica no ar é para as autoridades: a autoridade que recebeu o plano de voo em Santa Cruz de La Sierra não sabia que esse avião só tinha 3 mil quilômetros de autonomia, que a conta não batia? A autoridade recebedora do plano de voo em Medellín também não sabia? Ou o comandante mentiu que no meio do caminho iria fazer um pouso de técnico de reabastecimento?


A quantidade de combustível estava no limite, não abrindo espaço para nenhum imprevisto, e um avião Airbus da Viva Colombia que saía de Bogotá rumo ao Caribe, passou na frente na fila de pouso no aeroporto de Medellín. Com isso, o avião da Chapecoense precisou dar pelo menos duas voltas no ar, como indica o radar, à espera da conclusão do pouso do Airbus, até que pudesse prosseguir com a preparação da aterrissagem. Como não havia margem para imprevistos, o combustível secou e os motores podem ter parado.


Para Camacho, a afirmação de que havia um "problema elétrico" no avião pode ter sido apenas uma forma de informar à torre de controle que o avião tinha problemas, sem assumir a escassez de combustível. Se o piloto admitisse, seria penalizado pelas autoridades ao pousar.

Camacho alerta que não será surpresa se as autoridades disserem que "os dados de voz e de voo foram inconclusivos" para definir as causas do desastre.

Seridoense é assassinado em Natal


Um crime de homicídio foi registrado na noite desta terça-feira (29) em frente ao condomínio Vita no Conjunto Cidade Satélite, no bairro Pitimbu em Natal.

O motorista conhecido como “Bega Saldanha “, proprietário da Pousada e Churrascaria O Corujão no município de Lagoa Nova, morreu na hora. O crime aconteceu por volta das 21:30 quando um homem desceu de um veículo modelo Corolla e atirou diversas vezes contra o condutor de uma caminhonete modelo Amarok.

O atirador fugiu com destino ignorado.

Vera Fischer deve perder contrato com a TV Globo


Vera Fischer deve perder contrato com a TV Globo

A TV Globo está fazendo diversas mudanças no casting de atores para 2017. Depois de dispensar Maitê Proença, Vera Fischer deve ser o próximo alvo da emissora carioca.

Apesar disso, o canal de Roberto Marinho disse que não fala sobre as situações contratuais com seus funcionários, segundo o jornal “O Dia”.

A veterana, que está no canal de Roberto Marinho desde 1977, chegou a ganhar o prêmio “Melhores do Ano”, do “Domingão do Faustão”, na categoria Melhor Atriz, por sua atuação como a protagonista Helena em “Laços de Família” (2000).

Seu último trabalho na Globo foi em “Salve Jorge” (2012).

Já Maitê estava na emissora há 37 anos e teve seu último trabalho no canal este ano, em “Liberdade, Liberdade”.

Casado com filha de senador boliviano, piloto do avião que caiu na Colômbia morava no Acre

Miguel Quiroga, piloto da aeronave que vitimou 76 dos 81 passageiros, no voo da equipe da Chapecoense, estava morando na cidade de Epitaciolândia, no Acre, que faz fronteira com a Bolívia.

Ele era casado com Daniela, com quem tinha um filho de 13 anos e duas filhas, de 9 e de três meses. Daniela era filha do senador boliviano Roger Pinto Molina, político asilado desde 2013 no Brasil com a ajuda do senador Sérgio Petecão (PSD).

O acidente envolvendo o avião que levava a equipe da Chapecoense tinha 81 pessoas e aconteceu na madrugada desta terça-feira na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. De acordo com as autoridades colombianas 76 pessoas morreram na tragédia. Entretanto, há cinco sobreviventes, dentre estas, há jogadores do time de Chapecó, um jornalista e uma comissária de bordo.