sábado, 31 de dezembro de 2016


Urgente : Assalto em depósito na zona oeste de Caicó

Por volta das 19:00h deste sábado  (31), foi registrado um assalto a mão armada em um deposito de material de construção próximo ao antigo posto Aquários no Bairro Walfredo Gurgel em Caicó.

Dois indivíduos armados com armas de fogo chegaram ao local e renderam todos os funcionários e praticaram um arrastão, levando relógios,celulares e carteiras dos funcionários.

Após o roubo, os indivíduos fugiram para dentro do mato.

Mega-Sena : Prêmio rende R$ 1,4 mi se aplicado em poupança


Ganhador levará a bolada de R$ 225 milhões

Apostas podem ser feitas nas casas lotéricas até às 14h deste sábado (31)

PUBLICADO EM 31/12/16 - 03h00

Da redação

A Mega Sena da Virada, cujo sorteio será transmitido ao vivo, neste sábado (31), às 20h, renderá ao ganhador uma bolada de R$ 225 milhões. Como a quantia é tributada na fonte, o valor chega direto no bolso do felizardo, que não precisará pagar impostos à Receita Federal.

Se o ganhador decidir colocar o prêmio em uma caderneta de poupança, o valor deve render aproximadamente R$ 1,4 milhão por mês. No entanto, se a escolha for o investimento em CDB de alto rendimento, a renda mensal poderá chegar a R$ 2,24 milhões – porém, com descontos no Imposto de Renda. Caso os R$ 225 milhões sejam, por sua vez, aplicados no Tesouro Direto, que rende até 11,6% ao ano, o retorno será por volta de R$ 1,9 milhão.

Os jogos podem ser feitas até às 14h deste sábado (31), em qualquer casa lotérica. A aposta simples, com seis números, custa R$ 3,50 – a probabilidade de acerto dela é de uma em 50 milhões. O concurso é especial e o prêmio não acumula, segundo a Caixa. Se não houver ganhador com as seis dezenas sorteadas, o prêmio será distribuído entre os acertadores da quina – cinco números. Se não houver ganhadores nesta faixa, o prêmio será dividido com quem acertar a quadra, e assim sucessivamente.

Segundo o portal Uol, são possíveis 50.063.860 combinações de números. Para fazer todas as possibilidades, uma pessoa gastaria R$ 175,2 milhões. Com isso, teria um rendimento de 28% ao ganhar os R$ 225 milhões.

O problema é que teria de acertar sozinho – o que nunca aconteceu na Virada.


Confira as dezenas da Mega-Sena mais sortudas de 2016


Você apostou na dezena 36, que saiu em apenas quatro dos 114 concursos da Mega-Sena em 2016? Então você pode ter se tornado milionário neste ano. Apesar de ter saído pouco nos sorteios, ela foi uma das seis dezenas sorteadas em dois concursos (1.821 e 1.830) que tiveram apostas vencedoras. Ou você apostou no número 6, que apareceu em 13 concursos e não fez ninguém ganhar a Mega?

Pois nada disso importa na hora de escolher as dezenas que estarão em seu jogo da "Mega da Virada", que será sorteada na noite do dia 31 e tem prêmio estimado em R$ 225 milhões. "Não faz diferença nenhuma. Os números são independentes", diz Gilcione Nonato Costa, professor de Matemática da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). "Em um sorteio, os números têm a mesma probabilidade."

Nenhum número deve ser desprezado por ter saído mais ou menos. E o matemático explica o porquê: é a Lei dos Grandes Números. "A longo prazo, a frequência mostra que todos os números vão sair, em algum momento, num futuro longínquo", diz Costa.

Confira quantas vezes cada dezena foi sorteada em 2016:

16 vezes: 1 e 2215 vezes: 13, 23, 30, 45 e 5314 vezes: 5, 10, 11, 25, 28, 32, 41, 50, 54, 56 e 5913 vezes: 2, 3, 6, 17, 34 e 3712 vezes: 4, 18, 26, 40, 48 e 5711 vezes: 14, 16 e 5110 vezes: 8, 9, 24, 35, 39, 43, 44, 47, 55, 58, 609 vezes: 15, 19, 27, 388 vezes: 21, 33, 42, 49, 527 vezes: 7, 206 vezes: 12, 31, 465 vezes: 294 vezes: 36

Por esse motivo, Waldeck Schutzer, professor do Departamento de Matemática da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), gosta da ideia de se jogar sempre os mesmos números também por causa da Lei dos Grandes Números.

"Se jogar sempre os mesmos, em algum momento vai sair. O problema é saber o quão longo será esse tempo", diz o acadêmico, lembrando que esse intervalo pode ser de um concurso para o outro e até de décadas. "A longo prazo, você garante que ele vai sair. Se não sair, é porque ele [o sorteio] não é honesto", diz seu colega, da UFMG.

Em 2016, todas as dezenas foram sorteadas ao menos quatro vezes, o que também aconteceu em 2015. "A curto prazo, a dezena menos sorteada tem a mesma chance de qualquer outra", pontua Costa.

É por isso que Schutzer não é muito fã de loteria. "Se parar para pensar, em um jogo com seis dezenas e mais de 50 milhões de possibilidades de combinações de números, você tem quase total certeza de que está jogando dinheiro fora", diz o professor da UFSCar.

A chance de se acertar as seis dezenas sorteadas na Mega-Sena é de uma em 50.063.860 possibilidades, e um jogo simples, com apenas seis números, custa R$ 3,50.

Confira os 10 empresários com as maiores fortunas do Brasil


Shutterstock Jorge Paulo Lemann é considerado o empresário com a maior fortuna do Brasil, estimada em 27,8 bilhões de dólares

O ano de 2016 foi de muitos altos e baixos. Instabilidade política, economia em retração acelerada e poucas perspectivas de melhoras em curto prazo. Tudo isso leva a um número significativo de empresas fechando as portas, sendo esse impacto maior entre os pequenos e médios empresários.

Na contramão da mão da crise, muitos empresários brasileiros conseguiram, mesmo em ano de crise, ampliar suas fortunas. Selecionamos os 10 empresários de maior destaque e detentores das maiores fortunas, segundo lista da Forbes.

Jorge Paulo Lemann

O empresário suíço-brasileiro, Jorge Paulo Lemann, ocupa a primeira posição como o maior bilionário no País. Formado em economia na Universidade de Harvard, o empresário possuiu uma fortuna estimada em de US$ 27,8 bilhões, vindo grande parte dela da Anheuser-Busch InBev, ou AB Inbev. Sócio da 3G Capital, Lemann se destaca na gestão executiva de excelência e é o único nome brasileiro a aparecer na lista de personalidades mais influentes do mundo.

Joseph Safra

Nascido na Síria, porém originalizado brasileiro, o banqueiro e empresário Joseph Safra potencializou sua fortuna de US$ 17,2 bilhões de dólares após comprar 50% da Chiquita Brands Internatitonal junto de José Luís Cutrale. Fundador do Banco Safra, em 2012 passou a gestão para seus filhos Alberto, David e Jacob, se dedicando ao banco suíço Sarasin, fundando enfim, a holding Bank J. Safra Sarasin.

Marcel Herrmann Telles

Nascido no Rio de Janeiro, o empresário Marcel Herrmann Telles é formado em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, local onde conheceu seus futuros sócios Jorge Paulo Lemann e Alberto Sicupira. Ao lado desses dois bilionários, Telles controla a 3G Capital e AB Inbev. Com uma fortuna acumulada em US$ 13 bilhões, foi protagonista de uma das maiores aquisições do mundo dos negócios após a compra da SAB Miller, totalizada em US$ 109 bilhões.

Carlos Alberto Sicupira

Com seus investimentos, o carioca Carlos Alberto Sicupira possui um total de US$ 11,3 bilhões. Também sócio de Lemann e Telles, o empresário é atuante nos setores de bebidas e varejo, além de controlar a companhia belga-brasileira Anheuser-Busch Inbev, a 3G Capital e as lojas Americanas. Também tem participação na Restaurant Brands International, responsável pela rede de fast food Burger King e Tim Hortons.

Eduardo Saverin

Ocupando a quinta posição como o brasileiro mais rico e a 188ª posição no ranking global, o paulistano Eduardo Saverin é um dos cofundadores do Facebook ao lado de Mark Zuckerberg, Dustin Moskovitz, Chris Hughes e Andrew McCollum. Com uma fortuna estimada em 6,5 bilhões de dólares, renunciou sua cidadania norte-americana passando a morar em Cingapura, onde atualmente investe em startups de tecnologia.

Irmãos Marinho

Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho são herdeiros da fortuna de Roberto Marinho, fundador da Rede Globo de Televisão, maior grupo midiático da América Latina. O patrimônio de ambos é estimado em US$ 4,3 bilhões, cada.

Abilio Diniz

Herdeiro do Grupo Pão de Açúcar (GPA), o empresário Abilio dos Santos Diniz ocupa a sétima posição do ranking dos empresários mais ricos do Brasil, sengundo a lista da Forbes Brasil. Atualmente, é presidente do conselho de administração da BRF e um dos acionistas da rede supermercadista Carrefour. Com uma fortuna de US$ 3,4 bilhões, já foi sócio da Companhia Brasileira de Distribuição, que engloba bandeiras de varejo alimentar como o Pão de Açúcar e Extra.

Jorge Moll Filho

Empreendedor brasileiro, Jorge Moll Filho fundou em 1977 a D’Or, companhia de diagnósticos por imagem depois transformada em uma ampla rede de hospitais e laboratórios responsável por 30 hospitais. Após a venda de 12% de sua participação para o banco BTG, o empreendedor e cardiologista passou a ocupar a 569ª no ranking geral, com uma fortuna de US$ 3 bilhões.

Irmãos Moreira Salles

Filhos de Walther Moreira Salles, fundador do Unibanco que se juntou ao Itaú em 2008, os irmãos Fernando Roberto, João, Walther e Pedro Moreira Salles, ocupam a 612º lugar no ranking geral da Forbes. Contabilizando US$ 2,8 bilhões cada, os herdeiros ainda possuem uma parte das ações da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração.

Walter Faria

Dono do Grupo Petrópolis, o empresário paulista Walter Faria possui uma fortuna de US$ 2,6 bilhões. Após a compra do Grupo Petrópolis em 1998, Faria conseguiu concretizar o sucesso de seus investimentos gradualmente, transformando-o no segundo maior do ramo, perdendo apenas para Ambev.

Mega Promoção de calçados na LK MULTIMARCAS


Qualquer modelo

De R$ 180,00
Por R$ 120,00 a vista

Corra corra e vamos aproveitar até sábado.

Preço para divide no cartão fica R$ 150,00

Fica na loja Edisom Caicó na Rua Renato Dantas, 643 centro Caicó
99927-8030