CAICÓ ENTRE AS 10 CIDADES MAIS VIOLENTAS DO RIO GRANDE DO NORTE

12:56:00




A violência segue com números alarmantes no Rio Grande do Norte. O estado teve mais um fim de semana de sangue, somando 24 mortes. Com um homicídio registrado na manhã desta segunda-feira (31), em São Gonçalo do Amarante, e outros dois em reação a um assalto em Canguaretama, já são 1.417 pessoas mortas em solo potiguar durante o ano. Os números são do Observatório da Violência Letal Intencional (Obvio).



No fim de semana, o dia mais violento foi o sábado (29), com 12 mortes, enquanto sexta (28) e domingo (30) tiveram seis homicídios, cada um. O local em que ocorreram mais crimes foi Ceará-Mirim, onde sete pessoas foram mortas. Extremoz (5), Mossoró (3), Natal (3), São José de Mipibu (2), Assu (1), Martins (1), São Gonçalo do Amarante (1) e São José de Campestre foram as outras cidades onde ocorreram homicídios entre sexta e domingo.




Das 24 mortes, 16 ocorreram entre a noite e a madrugada, sendo 23 homens entre os mortos e somente uma mulher. Oito das vítimas foram mortas dentro de casa e o principal meio utilizado para os crimes foi a arma de fogo, usada em 21 casos.




Comparando com o mesmo período do ano passado, o Rio Grande do Norte acumula um crescimento de 24,7% no número de crimes violentos letais intencionais.



Mancha criminal

Na capital potiguar, onde 364 pessoas foram mortas durante o ano, a zona Norte segue como principal região de violência, com 139 casos. Em seguida, a zona Oeste aparece com 121 crimes, contra 50 da zona Leste e 43 na zona Sul.



No estado, Mossoró e Caicó são as únicas cidades fora da Região Metropolitana de Natal que aparecem entre as 10 mais violentas do estado. A maior cidade do Oeste somou 147 homicídios, enquanto Caicó computa 22. Ceará-Mirim (99), Parnamirim (93), São Gonçalo do Amarante (60), Macaíba (55), Extremoz (39), São José de Mipibu (30) e Nísia Floresta (onde está o presídio de Alcaçuz - 33) completam a lista das cidades com mais homicídios do estado.


Tribuna do Norte / Plantão Caicó 


Leia Também...

0 comentários