IPERN VAI ANALISAR VIABILIDADE DE SAQUE DO FUNDIR PARA PAGAR SALÁRIOS

18:35:00

O Procurador-Adjunto do Estado, João Carlos Gomes, teve reunião na manhã desta quinta-feira (16) com o procurador do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado (Ipern), Geraldo Laurentino, para explicar o acordo do possível saque do Fundo Financeiro do Rio Grande do Norte (Funfirn) a fim de pagar os servidores inativos. A medida está sendo estudada entre os Poderes Legislativo e Judiciário e mais órgãos autônomos para aliviar a folha do Executivo e permitir o repasse do duodécimo.

Durante a tarde desta quinta, o Procurador irá analisar junto ao Ipern a viabilidade do acordo e as consequências do saque do Funfir, já que o dinheiro está aplicado no mercado financeiro e, por isso, pode haver multas. No entanto, a resposta se haverá ou não o saque deve sair nesta sexta-feira (17). “Precisamos ver cada detalhe e decidir se o saque é viável ou não. Se o Ipern decidir que não, o Estado vai ter que procurar outra alternativa, sabe-se lá como”, disse João Carlos Gomes, procurador-adjunto do Estado.

Geraldo Laurentino, que está representando o Ipern enquanto o presidente José Marlúcio Diógenes está de férias, afirmou que o órgão tem autonomia para autorizar ou não o saque. “Há uma série de consequências que podem prejudicar o Ipern. Nós temos essa autonomia. O acordo de quinta-feira não determina o saque”, avaliou.

O Funfir surgiu da unificação do Fundo Previdenciário e do Fundo Financeiro e é uma forma de “garantia” para a realização dos pagamentos de aposentadoria futuras, um investimento a longo prazo que deveria render para que não houvesse problema nos pagamentos futuro dos servidores. No entanto, cerca de 67% da verba já fora retirada pelo Estado para o pagamento de inativos. Atualmente, o fundo conta com cerca de R$ 321 milhões.

Caso haja o saque, a quantia deve ser suficiente para suprir a folha dos pensionistas. Há um déficit, hoje, de quase R$ 100 milhões nas contas do Estado para pagar estes servidores aposentados. Não há confirmação de que este valor será o retirado do Funfir ou se apenas uma parcela do pagamento será efetivado desta forma.

Leia Também...

0 comentários