sábado, 7 de janeiro de 2017


Sejuc confirma fuga de 15 presos da Penitenciária Estadual de Parnamirim


Quinze presos fugiram da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP) no início da manhã deste sábado (7). Segundo o secretário da Justiça e da Cidadania, Walber Virgulino, os detentos que escaparam são acusados de cometerem crimes sexuais.

O secretário revelou que os presos escaparam através de um buraco feio em um das paredes do pavilhão 1 do presídio. “Infelizmente o presídio está com a estrutura precária e os apenados estavam soltos no pavilhão, isso acabou facilitando a fuga”, lamenta Walber Virgulino.

O secretário contou que os detentos que escaparam não são ligados a nenhuma facção criminosa, e que os mais perigosos são os do PCC, que estão no pavilhão 2. Para dificultar uma nova evasão, Virgolino revelou que irá reforçar a segurança no pavilhão 1 e irá colocar as grades.

Nominuto.com

"Sistema prisional do RN é movido pela corrupção" diz conselheiro do DH

O Conselheiro dos Direitos Humanos e da Segurança Pública, Cleber Costa, em entrevista ao Portal Agora RN, avaliou o fato ocorrido no presídio de Manaus, e afirmou, não descartar a possibilidade do mesmo acontecer no Rio Grande do Norte. Segundo Costa, o principal causador deste fato é a corrupção no sistema prisional do estado potiguar, e do país.

De acordo com o conselheiro, é bem provável que o governador Robinson Faria (PSD) terceirize as atividades de fiscalização das unidades prisionais. “A grandes chances do sistema aqui no Rio Grande do Norte também se tornar privatizado, pois, rende dinheiro de caixa dois. Estamos entregues a própria sorte”, afirma Cleber.

Analisando o “massacre” que aconteceu no presídio da cidade de Manaus, Cleber Costa afirmou não saber onde a atual situação vai parar, dizendo que o governo deveria ter outro olhar sobre o tratamento dos apenados. “Estamos sujeitos a casos como este de Manaus se tornar uma realidade presente em nosso Estado. Ocupamos o 3° lugar no ranking de assassinatos nos presídios, e nesse aspecto não ficamos muito longe de Manaus”, disse o ativista.

Para o conselheiro, a medida a ser tomada pelo Governo do Estado deve ser: montar um grupo especializado para planejar um diagnóstico do problema vivido pela população norte-rio-grandense. Ele ainda criticou o Chefe de Estado, ironizando que “Robinson deve estar satisfeito com a atual situação do sistema prisional do RN”.

Em carta, PCC já havia premeditado mortes na penitenciária de Roraima


O massacre na Penitenciária Agrícola do Monte Cristo (Pamc), a maior unidade prisional de Roraima, havia sido premeditado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC) em carta circulada nos grupos de WhatsApp.


Um dia antes da chacina, membros da facção criminosa haviam jurado vingança pela morte de outros 56 ligados ao PCC no Amazonas, no 2° maior massacre da história do sistema prisional do País, atrás apenas do Carandiru, em São Paulo.


Apesar disso, os 33 presos mortos na Pamc, na madrugada desta sexta-feira, 06, eram integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) ou não faziam parte de facções criminosas, segundo a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc).

O órgão informou que, em Roraima, há apenas seis integrantes da facção Família do Norte (FDN), grupo que foi responsável pelo massacre de 56 membros do PCC no Amazonas. “Três desses estão na Cadeia de São Luiz do Anauá, no interior, e outros três na Cadeia Pública, onde não houve mortes”, afirmou o secretário de Justiça e Cidadania, Oziel Castro.

Desde o dia 3 de novembro, um mês após a morte de 10 integrantes do Comando Vermelho (CV) na Penitenciária Agrícola, a unidade prisional só abriga presos ligados ao PCC ou que não integram nenhuma organização criminosa.

“Diante dos fatos que aconteceram no dia 01, em Manaus, o Alto Conselho do Primeiro Comando da Capital para região Norte vem a público mostrar a sua indignação e revolta diante da barbárie contra nossos 28 irmãos. Nossos parceiros em outros países estão se mobilizando para dar uma resposta à altura. (sic)”, dizia um trecho da carta.

Apesar de ter circulado nas redes sociais, o secretário da Sejuc afirmou que nenhum órgão de inteligência tinha conhecimento da mobilização. “Nenhum órgão de inteligência detectou a barbaridade, as forças de inteligência não detectaram essa ação isolada. Foi uma barbaridade cometida contra presos comuns e não entendemos o motivo. Foi uma brutalidade desmedida sem justificativa e fundamentos”, frisou. (L.G.C)

Menino morre 'após seus pais rezarem em vez de chamar um médico'

Menino morre ‘após seus pais rezarem em vez de chamar um médico’

Um menino 7 anos de idade morreu após seus pais rezarem por ele em vez de levá-lo ao hospital, alega a promotoria pública do estado americano de Minnesota. Os pais, Timothy e Sarah Johnson, foram indiciados por negligência e devem comparecer ao tribunal este mês.

Por semanas, o menino Seth Johnson sofreu de pancreatite aguda e sepse — infecção geral grave —, mas nunca foi levado pelos pais para se consultar com um médico. De acordo com a Justiça, o garoto chegou a ser deixado em casa sozinho sob os cuidados do irmão de 16 anos para os pais irem a um casamento num fim de semana. Na volta, com o filho em um estado de saúde mais crítico, os pais simplesmente oraram para ele e o colocaram para dormir. Apenas quando Seth foi encontrado incosciente e coberto de vômito, os pais ligaram para a polícia.

— Não podemos compreender como um pai deixaria um filho de 7 anos muito doente aos cuidados de um adolescente de 16 anos para que pudesse sair no fim de semana — disse ao “Independent” Mike Freeman, promotor do condado de Hennepin. — Nem podemos compreender como os pais se recusaram a voltar para casa no domingo de manhã para cuidar de seu filho doente quando eles foram avisados de sua condição grave. Também é difícil compreender por que os pais não chamaram uma ambulância no domingo à noite para obter imediatamente ajuda médica quando finalmente chegaram em casa.

PAIS DISSERAM TER ‘PROBLEMAS COM MÉDICOS’

Segundo Freeman, apesar de Timothy e Sarah Johnson terem presunção de inocência, a equipe da promotoria usará todos os recursos para que eles sejam considerados culpados.

Um documento de cinco páginas elaborado pelos promotores explica como o casal conheceu Seth aos 3 anos de idade, adotou-o aos 4 anos e o educou em casa. Segundo este mesmo documento, o casal afirmou que o comportamento do menino mudou nas semanas que antecederam sua morte, em 29 de março de 2016. Ele parou de dormir, desenvolveu bolhas nas pernas, lesões nos calcanhares, passou a levar cerca de duas horas para fazer as refeições e, às vezes, jogava-se pelas escadas.

Mas, aparentemente, eles nunca procuraram ajuda profissional porque tinham “problemas com médicos”, de acordo com o documento. Em vez disso, eles mesmos diagnosticaram o garoto com transtorno de estresse pós-traumático e lesão cerebral traumática.

O Globo / BG

Barco pesqueiro naufraga próximo aos parrachos de Maracajaú

Uma embarcação de 20 metros de comprimento naufragou próximo aos parrachos de Maracajaú. A embarcação é um atuneiro que trabalhava na região quando apresentou problemas. O Ibama estima que o barco esteja com 5 mil litros de óleo. O óleo e pode causar graves danos à fauna aquática se houver vazamento.

Os oito tripulantes usaram balsa salva-vidas e foram resgatados. O Ibama, a Capitania dos Portos e a Polícia Federal acompanham o caso.

Líder do massacre no AM começou roubando 600 reais de mercadinho

Marcio Ramalho Diogo tinha 21 anos quando foi condenado a sete anos e oito meses de prisão por ter roubado 600 reais de um mercadinho em Manaus. Sem ensino fundamental, filho de uma empacotadora e um pai sem profissão, morador de favela, iniciou ali uma carreira no crime que incluiu assalto, formação de quadrilha, tráfico de drogas e homicídio.

No início da semana, foi apresentado ao Brasil em uma foto na qual aparecia ladeado por comparsas armados de pistolas e facões após ter ordenado a matança de 56 rivais no Compaj, presídio do Amazonas. Agora como Garrote, o jovem que assaltava mercadinho é, aos 34 anos, um dos homens da cúpula da Família do Norte, facção que briga com o Primeiro Comando da Capital pelo controle do tráfico de drogas no país. E foi o “xerife” da segunda maior barbárie da história do sistema carcerário do país.

 

VEJA / BLOG DO BG

Polícia Militar recupera veículo roubado em Caicó

Policiais militares da Cidade de Jucurutu, recuperou um veículo gol que foi roubado no início da manhã deste sábado  (07), no conjunto Vila do Príncipe em Caicó.

Por volta das 9:00h os Policiais encontraram o veículo com um indivíduo no distrito de Barra de Santana em Jucurutu.

O acusado foi encaminhado para Delegacia Regional da Polícia Civil e ficará a disposição da Justiça.

Risco de rebeliões deixa nove estados em alerta, inclusive o Rio Grande do Norte

Apesar de o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, garantir que a situação nas prisões do país esta sob controle, há possibilidade de conflitos violentos envolvendo facções do crime, como as ocorridas no Amazonas e em Roraima, contaminarem outros estados. Setores dos serviços de Inteligência do próprio governo federal classificaram ontem como tensa a rotina nos presídios em cinco estados brasileiros nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país. São eles: Mato Grosso, Sergipe, Rondônia, Piauí e Ceará.

A classificação da segurança dos presídios segue um protocolo com quatro gradações: normal (OK), alerta, tenso e conflito deflagrado. Penitenciárias no Amazonas e em Roraima foram classificadas como conflitos deflagrados.

Após matanças em Manaus e Boa Vista, presídios do Norte entraram em alerta máximo para evitar que a onda de violência se espalhe. A Secretaria de Cidadania e Justiça de Tocantins diz não poder informar se recebeu informes dos estados vizinhos, por se tratar de dado “confidencial”, mas reforçou a segurança nos maiores estabelecimentos com servidores e está fazendo revistas contínuas nos 41 presídios tocantinenses.

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) — que monitora a situação dos presídios, coordena políticas nacionais de inserção dos presos, acompanha e controla a aplicação da Lei de Execução Penal — reconhece a existência de 26 facções de criminosos no país. Elas ocupam, separadamente, celas nos quatro presídios federais administrados pela União. Um relatório entregue ao Ministério da Justiça sustenta que o número é muito maior: as cadeias brasileiras abrigariam cerca de 80 grupos criminosos, quase todos dividindo sociedade com o Comando Vermelho (CV), do Rio, e o Primeiro Comando da Capital (PCC), de São Paulo, únicas facções brasileiras com atuação nacional.

Em outubro do ano passado, conflitos nos presídios da Região Norte deixaram dez mortos em Boa Vista, oito em Porto Velho e pelo menos cinco presos feridos em Rio Branco. Segundo os setores de Inteligência do governo federal, a situação está, até agora, sob controle nas cadeias do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Além dos estados com presídios identificados pelos setores de Inteligência como barris de pólvora prestes a explodir, pelo menos outras cinco unidades da federação — Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina — registram disputas pelo controle de cadeias e do tráfico de drogas entre o PCC e grupos criminosos locais aliados ao CV. Nos últimos anos, a disputa provocou mortes e motins dentro de penitenciárias. Na tentativa de tentar prevenir massacres como os ocorridos no Amazonas e em Roraima, alguns governos decidiram dividir os presos dentro do sistema penitenciário de acordo com as facções que integram.

O levantamento que apontou Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina como estados sob risco foi feito pelo GLOBO com base em investigações feitas por Ministérios Públicos locais e relatos de agentes penitenciários.

No Rio Grande do Norte, as autoridades estão em alerta porque a facção Sindicato do Crime (SDC) ou Sindicato RN, é comandada por Gelson Lima Carnaúba, o G, também líder da Família do Norte (FDN), do Amazonas. O SDC surgiu há dois anos como forma de se opor ao crescimento do PCC no estado. Em agosto do ano passado, a facção foi responsável por ataques em 38 cidades. Ao menos três detentos foram mortos nas cadeias. Ao longo de 2016, foram registrados cerca de 30 suicídios de detentos. Segundo o Ministério Público, porém, esses presos foram mortos.

— Depois que o Sindicato RN desestabilizou o sistema penitenciário começou a briga por espaço com o PCC. O governo decidiu separar os presos — disse Vilma Batista, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do RN.

Agência O GLOBO

Médico caicoense é vítima de assalto na grande Natal

O médico caicoense Dr Gabriel foi Vítima de um assalto a mão armada na manhã deste sábado (07), quando o mesmo estava veraneando na praia  Tabatinga, litoral sul da grande Natal.

Um indivíduo armado abordou o médico caicoense e anunciou o assalto, foi levado um cordão de ouro e uma pequena quantia em dinheiro da vítima.

ATENÇÃO : NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE DE COMPRAR SUA CASA EM CONDOMÍNIO FECHADO COM O MELHOR PREÇO E A MELHOR LOCALIZAÇÃO DA REGIÃO

Casa financiada pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

Vende-se imóvel em um condomínio fechado no Bairro Maynard em Caicó.

O imóvel conta com 2 quartos, banheiro social, sala,cozinha, área de serviço e garagem. Pode ser financiada pelo banco.

Valor da Residência R$ 115 mil.

Interessados podem entrar em contato com o corretor Carlos Eduardo - CRECI 5408/RN - pelo número 84. 9 9981-2503.

Imóvel ideal para investimento na melhor localização da Região do Seridó.

Urgente : Tentativa de Suicídio na zona norte de Caicó

Por volta das 7h30min deste sábado (07), foi registrado uma tentativa de suicídio no conjunto Adjunto Dias em Caicó.

Um Homem de 34 anos tentou suicídio por inforcamento em sua própria residência usando punhos de uma rede, familiares socorreram o mesmo para o Hospital Regional do Seridó aonde neste momento recebe atendimento médico.

O seu estado de saúde é Estável.

Homem tem carro roubado no bairro Vila do Príncipe na manhã deste sábado (07)

Um morador do bairro Vila do Príncipe, em Caicó, teve o seu veículo roubado na frente de sua residência. O roubo aconteceu neste sábado  (07), às 6h30min.

A vítima não tem informações se foi um ou mais indivíduos, o que se sabe é que usaram um pau para pegar as chaves do veículo que estava dentro da residência da vítima e logo em seguida saíram em disparada no veículo.

Características do veículo : Gol quadrado, branco de placas  (M X K 54 89 - Caicó - RN ).


Atualizando - O veículo foi visto por populares seguindo no sentido Caicó - Jucurutu.

Bandidos organizam ataques a presídios e agentes

“Já tem denúncia, há muitos dias, de que eles [membros do Comando Vermelho] tentariam estourar a PCE para ir pegar o pessoal do PCC”, diz o presidente dos agentes penitenciários.

Ao , o presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário de Mato Grosso (Sindspen), João Batista dos Santos, afirma que os massacres entre presidiários de facções rivais no Norte do país, que chamaram a atenção da imprensa nacional nos últimos dias, também podem ocorrer também em Mato Grosso.

Ônibus são incendiados em Cuiabá; ordem partiu de dentro de presídios

João Batista diz que o risco iminente é confirmado com interceptações telefônicas feitas pelas forças de segurança.

“Já tem denúncia, há muitos dias, de que eles [membros do Comando Vermelho] tentariam estourar a PCE para ir pegar o pessoal do PCC”, diz João Batista.

Outro exemplo relatado pelo agente prisional é o risco de explosão do muro do presídio de Sinop. “A inteligência da Polícia Civil interceptou ligações da quadrilha falando que é para ter o muro explodido para eles fugirem. Essa semana, foi preso um homem em Sinop com explosivos e, na averiguação, ele admitiu que era para explodir o muro da penitenciária”, conta.

“A inteligência da Polícia Civil interceptou ligações da quadrilha falando que é para ter o muro explodido para eles fugirem. Essa semana, foi preso um homem em Sinop com explosivos e, na averiguação, ele admitiu que era para explodir o muro da penitenciária”, conta.

Além dos planos de ataques, destruição e fugas das cadeias, os membros do crime organizado também planejam matar servidores do Sistema Prisional e seus familiares, como forma de retaliação.

“Duas semanas atrás, foi interceptada pela Polícia Federal ligação telefônica de presos lá da penitenciária de Campo Grande com presos da PCE, organizando a morte de três agentes penitenciários de Barra do Garças porque eles estão exigindo que o Estado separe, na cadeia que tiver PCC , tire o Comando Vermelho e vice-versa. Caso isso não ocorra, eles vão começar a atacar agente penitenciário e famílias nas ruas”, revela João Batista.

“Duas semanas atrás, foi interceptada pela Polícia Federal ligação telefônica de presos lá da penitenciária de Campo Grande com presos da PCE, organizando a morte de três agentes penitenciários".

Carta do PCC

Após as rebeliões em Manaus (AM) e Monte Cristo (RR), começou a circular nas redes sociais uma carta assinada pelo Primeiro Comando da Capital, que anuncia uma vingança em massa contra a facção Família Do Norte (FDN), acusada da morte de 28 membros do PCC.

Segundo João Batista, o documento é verídico. “Essa carta veio de São Paulo, ela foi interceptada lá, que é onde está o núcleo do PCC. Era para retaliar o Comando Vermelho em todos os estados do Brasil, inclusive Mato Grosso”, explica acrescentado que o FDN é uma extensão do Comando Vermelho, que em Mato Grosso está presente em praticamente todas as unidades prisionais.

“A guerra é entre Comando Vermelho e PCC. A FDN lá do Norte é apenas um braço do Comando Vermelho. Aqui o Comando Vermelho é forte, quem mais tem poder”, afirma o agente.

Na avaliação de João Batista Santos, o risco dessa "guerra de facções" ocorrer em Mato Grosso é real. “Nós temos tudo o que eles têm lá. Aqui nós temos as facções criminosas, temos a superlotação, temos a ordem das facções, que é para estourar, para matar os outros. Só que diferente deles, os nossos profissionais da contenção estão preparados para fazer frente. O problema é que o nosso efetivo é pequeno”, afirma.

Além da rivalidade entre diferentes organizações criminosas, a superlotação de unidades prisionais, o baixo efetivo de agentes penitenciários, a defasagem nos aparelhos de segurança também são ingredientes contidos no “barril de pólvora” que pode estourar a qualquer momento nas cadeias de Mato Grosso, segundo João Batista, o que é reforçado pelo juiz Geraldo Fidelis, da Vara de Execuções Penais.

“Nós temos tudo o que eles têm lá. Aqui nós temos as facções criminosas, temos a superlotação, temos a ordem das facções, que é para estourar, para matar os outros. Só que diferente deles, os nossos profissionais da contenção estão preparados para fazer frente. O problema é que o nosso efetivo é pequeno”, afirma.

“Uma penitenciária que tem 800 vagas, mas que tem em torno de 2,2 mil pessoas, já mostra que é uma coisa fora do comum, falta concurso público para agentes penitenciários, num sistema que não tem scanner corporal para evitar entrada de celular. São várias fragilidades que ensejam um clima propício para rebeliões”, diz o juiz ao .

Mais do mesmo

Geraldo Fidelis afirma que o problema das penitenciárias não é recente e que são de conhecimento do Poder Executivo.

“Isso não é de agora. Antes dessa situação que está sendo discutida em todo o Brasil, antes das rebeliões no Amazonas e em Roraima, aqui já existia!”, assevera.

Fidelis relembra que em 2015, mandou interditar o Penitenciária Central do Estado (PCE), que na época comportava 2,8 mil presos, sendo que a unidade foi construída para suportar 800. Atualmente, existem 2,2 mil presos no local.

“Com essa estrutura defasada e arcaica que nós temos, onde não tem novas vagas há muitos anos, o que falar em recuperação de pessoas? Só tende a piorar”, avalia.

O juiz ainda se mostra cético quanto à atuação do Estado no sentido de resolver a situação.

“Me falaram que em abril deste ano vão abrir mais 600 vagas, mas eu não vejo concretizar nada há tempos. A situação é muito drástica, é muito séria. Aqui, não está nem melhor e nem pior do que está lá no Amazonas, não”, afirma.

Confira a íntegra da carta do PCC:

“Diante dos fatos que aconteceram no dia 01/01/2017 em Manaus/AM o Alto Conselho do Primeiro Comando da Capital para região Norte vem a público mostrar a sua indignação e revolta diante da barbárie contra nossos 28 irmãos.

Além disso aproveitar para expressar os sentimentos de pesar as Famílias de nossos irmãos.

Adiantamos que essa chacina jamais vai ser esquecida, os irmãos todos do Brasil inteiro e nossos parceiros em outros países estão se mobilizando para dar uma resposta à altura a essa facção auto denominado FDN, cujo reduto se concentra na Região Norte. Nossa Organização vai além de uma região, vai além do Brasil.

Estamos em todos os lugares e no momento certo a resposta vai ser dada.

Durante muito tempo tivemos uma convivência harmoniosa com nossos inimigos pois a nossa meta sempre foi lutar contra o Estado e não contra nossos irmãos mesmo que de outras Organizações fossem.

Saibam que vcs declaram guerra não só ao PCC, mas a todos aqueles que lutam contra o Estado corrupto brasileiro.

Estamos Fechado com a ADA, Bonde dos 40, até mesmo nosso rivais CVRL, CRBC, TCC, SS, CDL,TCP, PGC, SDC demonstraram apoio nesse momento.

Repetimos, essa chacina foi uma declaração de guerra contra o Tráfico de Drogas de Todo o Brasil e de todas as Organizações e Facções parceiras.

Uma FACÇÃO sozinha não será capaz de destruir anos de Aliança de Irmãos. Essa Dita Facção FDN será dizimada da face da terra. Uma guerra silenciosa travada nos morros, nas periferias do Brasil, nas favelas do Nordeste e Norte ganharam as ruas.

Nossos 28 irmãos serão vingados, a mesma bandeira que desfraldaram com o sangue deles escrita FDN no dia 01/01 será queimada e terá cravada a cabeça de todos aqueles fizeram isso com o crime no Brasil.

Aos familiares dos nossos irmãos estamos prestando toda solidariedade e ajuda como sempre fizemos e comunicamos aos parceiros que toda ajuda financeira é bem vida nessa empreitada. Parte da indenização que nossos irmãos irão receber está sendo negociada com as famílias e com o alto comando, no entanto sabemos que não é suficiente. Contamos com a solidariedade e o apoio de todos os parceiros.

Paz, Justiça e Liberdade

PCC- Regional Norte. A união vai prevalecer.”

Via Reporter MT / Plantão Caicó 

Cuidado : Recurso que promete quem adicionou você no WhatsApp é golpe


Golpes e correntes com informações falsas têm se tornado frequentes na vida dos usuários do WhatsApp, uma das plataformas de troca de mensagens mais populares do mundo. A pegadinha mais recente atinge os usuários da plataforma Android: um “novo recurso” promete avisar aos usuários sempre que novos números os adicionarem no aplicativo. O problema é que se trata de um crime virtual, onde cibercriminosos ganham dinheiro às custas dos usuários.

A empresa PSafe, especialista em segurança na internet, explicou ao blog de Tecnologia do UOL como a fraude funciona. Segundo eles, mais de 260 mil usuários já foram vítimas da fraude, que não cumpre a função de mostrar quem adiciona você: apenas leva para uma série de correntes e compartilhamentos.

Posto de Combustíveis é assaltado em Caicó


Dois homens em uma moto tipo Honda chegaram no posto Boa Vista, que fica localizado em frente a Mototec Honda de Caicó e realizaram um assalto por volta das 23:00h da noite de ontem (06).

Segundo informações um dos bandidos desceu da moto e anunciou o assalto, e em seguida pegou todo o dinheiro dos frentistas.

Não foi divulgado valores que foram levados pelos bandidos.

A polícia foi acionada e procura pelos suspeitos que fugiram com destino ignorado.

É  o assalto de número 09 nos primeiros 6 dias do ano em Caicó.

Inacinho Viagens

INACINHO VIAGENS

De Segunda a Sábado

Caicó - Natal 3:00h e 14:00h
Natal - Caicó 02h40 min e 13:00h

Domingos

Caicó - Natal 14:00h
Natal - Caicó 14:00h

Disque viagens 84 - 9.9951-3565 / 84 - 9.8718-4140 / 84 - 3421-1920