domingo, 15 de janeiro de 2017


Rebelião mais violenta da história do RN tem 27 mortos, diz governo

Vinte e sete presos morreram na rebelião da Penitenciária de Alcaçuz que já é a mais violenta da história do Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado. O motim começou na tarde de sábado (14) e terminou 14h depois já na manhã deste domingo (15).

Os corpos foram levados para o Instituto de Técnico-Científico de Polícia (Itep) para que seja feita a identificação. Um caminhão frigorífico foi alugado para armazenar os corpos enquanto não acontece a liberação para os sepultamentos. Além disso, legistas do Ceará e da Paraíba foram deslocados para ajudar no trabalho de identificação.

Nove presos que estavam com ferimentos graves foram transferidos para o Pronto-socorro Clóvis Sarinho, em Natal. De acordo com a direção do hospital, nenhum deles corre risco de morte, mas não há previsão de alta.

G1/RN

ATENÇÃO : NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE DE COMPRAR SUA CASA EM CONDOMÍNIO FECHADO COM O MELHOR PREÇO E A MELHOR LOCALIZAÇÃO DA REGIÃO


Casa financiada pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

Vende-se imóvel em um condomínio fechado no Bairro Maynard em Caicó.

O imóvel conta com 2 quartos, banheiro social, sala,cozinha, área de serviço e garagem. Pode ser financiada pelo banco.

Valor da Residência R$ 115 mil.

Interessados podem entrar em contato com o corretor Carlos Eduardo - CRECI 5408/RN - pelo número 84. 9 9981-2503.

Imóvel ideal para investimento na melhor localização da Região do Seridó.

Polícia Militar todo presídio do RN; mortos podem passar de 30, diz ITEP

O número de mortos durante a rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, pode passar de 30, segundo o Instituto de Técnico-Científico de Polícia (Itep). A rebelião começou na tarde de sábado (14) e terminou 14h depois já na manhã deste domingo (15). De acordo com a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), toda a penitenciária está dominada pela polícia e o trabalho de perícia já foi iniciado.

“Já iniciamos o trabalho de perícia”, disse Marcos Brandão, diretor do Itep/RN. De acordo com fontes do governo, o número de mortes deve passar de 30. O Itep montou uma ‘operação de guerra’ para receber os corpos. Uma carreta frigorífica foi contratada para armazenar os corpos e legistas do Ceará e da Paraíba vão auxiliar no processo de identificação.

Com informações do G1/RN/ FOTO: Adriano Abreu / BG / Plantão Caicó

“Eles mataram e arrancaram as cabeças”, diz agente no RN


Um agente penitenciário que conseguiu escapar da rebelião de Alcaçuz, descreveu em detalhes como os detentos do Pavilhão 5 conseguiram invadir a unidade vizinha e iniciar o massacre. Havia poucos agentes na unidade e quase todos fugiram: “Os colegas correram e deixaram um sozinho. Ele ainda subiu para armaria e pegou as armas para evitar que eles pegassem armas. Ele saiu com uma mochila com calibre 12, bombas, pistolas. Conseguimos resgatar ele antes que eles conseguissem chegar ao acesso principal do Pavilhão 5”, conta o agente.

Depois disso, oito agentes penitenciários ficaram num hall de Alcaçuz e evitaram uma fuga em massa atirando contra os presos: “Eles tinham alguns revólveres 38, uma pistola, mas a gente abriu fogo e eles recuaram”, completou, revelando que os detentos do Pavilhão 1 se juntaram à rebelião, invadindo as cozinhas, subindo nos telhados e danificando as torres de controle.

Mulher reconhece em vídeo cabeça decepada do marido em Alcaçuz

A esposa de um dos detentos de Alcaçuz reconheceu que seu marido é um dos assassinados na rebelião que começou na tarde de ontem no maior presídio do Rio Grande do Norte.

Ela assistiu um vídeo que circula nas redes sociais do suposto momento em que presos do pavilhão 5 invadiram o pavilhão 4, junto com os detentos do pavilhão 3, e reconheceu a cabeça decepada do marido.

Acreditando que o marido seja uma das vítimas do motim, a mulher  que está no agudardo de informações na porta do presídio desde ontem, começou a gritar em desespero no portão.

Ele seria um dos que aparece apenas a cabeça no vídeo em que um detento filma o massacre e aparecem vários corpos, inclusive decapitados dentro do pavilhão.

Do Novo Jornal

Rebelião acaba após mais de 14 horas em Alcaçuz

A rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, acabou após 14h20. Policiais militares entraram às 6h10 deste domingo (15) na (horário local, 7h10 em Brasília), com veículo blindado, vans e carros. O número de mortos pode ultrapassar os 50 mortos, que deverá ser confirmado nas próximas horas do dia de hoje (15).

Enquanto os veículos entravam no complexo penitenciário, pessoas que estavam na porta aplaudiam e vaiavam os policiais.

Por volta das 2h, o tenente-coronel Marcos Vinícius que comanda o Bope disse que não houve negociação entre PM e presos. A madrugada foi tranquila, sem tiros nem tumultos aparentes. O complexo ficou sem energia elétrica desde a noite de ontem (14). Muitos tiros foram ouvidos e era possível ver muita fumaça do lado de fora da Unidade prisional no dia de ontem.

Comunicado : Inacinho Viagens

Atenção: hoje dia 15/01 vamos ter um carro extra de Caicó - Natal as 19:00, interessado em marcar passagem : WhatsApp (84)  9 9951-3565 / 9 8718-4041 / 3421-1920 deixamos em qualquer ponto de Natal !!

VIAGEM COM CONFORTO E  SEGURANÇA.