quinta-feira, 27 de abril de 2017


Obra de cadeia em Ceará-Mirim termina até junho


A obra de construção da cadeia pública de Ceará-Mirim, na região metropolitana de Natal, que irá abrigar 600 apenados, está com 70% dos serviços executados. Os prédios dos setores administrativo, recepção e revista, da Cadeia Pública de Ceará-Mirim, estão em fase de acabamento com 95% dos serviços concluídos. A obra está em fase de execução das edificações das paredes das celas e a laje de cobertura em concreto armado, já foram finalizados a fundação, pisos em concreto com chapa de aço, muro de concreto e micro drenagem. Foram iniciados os serviços das redes hidrossanitárias da unidade. A obra está prevista para ser entregue em junho deste ano.

Dentro dos R$ 20 milhões repassados ao Governo do Estado pela Corte de Justiça em agosto de 2016, cerca de R$ 1 milhão está destinado à construção de uma Apac, que permanece sem definição de quando começará a ser construída, segundo a Secretaria de Infraestrutura. O restante do dinheiro deverá financiar uma unidade prisional que, à época da assinatura do Termo entre o então presidente do TJRN, Cláudio Santos, e o governador Robinson Faria, seria erguida em Afonso Bezerra.

A licitação para a construção da Cadeia Pública de Afonso Bezerra, na região Central do Rio Grande do Norte, foi suspensa em fevereiro passado. A suspensão aconteceu para que fosse feito um “reajustamento do projeto de construção para um menor prazo de execução com fins de adequação face ao atual cenário do Sistema Penitenciário”. Não existe prazo para novo processo licitatório. A abertura das propostas estava prevista para ocorrer em 30 de janeiro.

Tribuna do Norte / Plantão Caicó

Atacadão do Grupo Carrefour vai abrir loja na cidade de Caicó

O Atacadão do Grupo Carrefour está em negócios com uma rádio local para aquisição de um terreno às margens da BR-427 que fica no bairro Walfredo Gurgel, zona oeste da cidade de Caicó.

As informações dão conta que o grupo Francês pretende instalar uma filial do Atacadão Carrefour na capital do Seridó. A negociação estão em fase final para ser concluída e as obras devem ter início nos próximos meses.

A previsão é de 300 empregos diretos.

Casal foi flagrado fazendo sexo em plena luz do dia na região do Seridó


A Polícia Militar já havia recebido a denúncia, contudo não havia feito o flagrante. Só que um morador que passou no local e se sentiu incomodado e resolveu tirar uma foto para chamar a atenção de Casais que usam a Praça da Rodoviária para fazer sexo em plena luz do dia. Na foto se observa toda a parte abdominal introduzida entre as paredes, contudo o movimento pélvico foi flagrado por todos que passaram na região. E vale ressaltar que na hora da onça beber água, no momento que a pupila dilata e o coração acelera, onde os casais vivem momentos de paixão, precisa de ter todo cuidado, pois isso é crime. 

No Brasil, transar em local público é considerado crime de ato obsceno. O procedimento prescrito pela lei diz que, ao ser flagrado pela polícia, o casal será levado à delegacia.

“A pena para ato obsceno é de no mínimo três meses e no máximo um ano. A pessoa deve se comprometer a comparecer em juízo para não ser presa em flagrante, e uma transação penal será feita, em que haverá aplicação de pena”, diz Hugo Crepaldi Neto, professor de processo penal da PUC-SP.

Jota Dantas / Plantão Caicó

COMPRE SEU IMÓVEL PELO PROGRAMA HABITACIONAL MINHA CASA, MINHA VIDA COM PRESTAÇÕES A PARTIR DE R$ 450,00


Vende-se imóvel em um condomínio fechado no Bairro Maynard em Caicó.O imóvel conta com 2 quartos, banheiro social, sala,cozinha, área de serviço e garagem. Pode ser financiada pelo banco.

Valor da Residência R$ 115 mil.

Interessados podem entrar em contato com o corretor Carlos Eduardo - CRECI 5408/RN - pelo número 84. 9 9981-2503. Imóvel ideal para investimento na melhor localização da Região do Seridó.

Carlos Eduardo Melo Mariz

(84) 9981-2503

Emparn admite mais um ano de seca

As chuvas esparsas que molham o solo potiguar sem grande intensidade e de maneira irregular, desde o mês de fevereiro, não foram, nem serão capazes de tirar o Rio Grande do Norte da situação de seca. O diagnóstico é da gerência de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn). A estação chuvosa, que segue até o início de junho, entrou na segunda metade do período, e a expectativa da Emparn é pela dissipação de um bloqueio climático formado há cerca de 20 dias nas camadas mais altas da atmosfera que impedem a precipitação de nuvens carregadas.

“Ainda são esperadas chuvas para o mês de maio, mas não temos como garantir a ocorrência enquanto a Zona de Convergência Intertropical estiver abaixo da circulação de ventos nos níveis mais altos da atmosfera. Mesmo com o aquecimento (atmosférico) na costa da África, que produz instabilidade aqui na região Nordeste do Brasil, as condições de vento não são favoráveis”, explicou Gilmar Bristot, gerente de meteorologia da Emparn.

Bristot informou que a partir desta quinta (27) é esperada a volta da formação de nuvens carregadas na região Agreste e no Litoral Leste do RN. “No caso do Agreste e Litoral Leste, para se confirmar as chuvas de maio, dependemos da pressão no Atlântico sul que precisa foralecer os ventos Alísios (que vêm de regiões sub-tropicais)”. De qualquer maneira, acrescentou o especialista, é preciso “ter cautela no uso dos recursos para garantir o abastecimento”.

A distribuição das chuvas no Estado contemplou, com índices considerados normais, as regiões Oeste e Central e algumas áreas do Seridó. Os melhores resultados foram registrados no Meio Oeste, sobretudo na Chapada do Apodi, Vale do Açu e em Mossoró, enquanto as chuvas no Alto Oeste ficaram abaixo da média. A chuva nas regiões Agreste, Trairi e da Baixa Verde também ficaram abaixo do normal.

“Abril não está correspondendo às previsões, esperávamos mais chuvas e melhor distribuição no período. Este mês, as precipitações acabaram se concentraram no litoral sul”, disse Gilmar Bristot. O meteorologista acredita que 2017 é um ano de transição, entre o longo período de seca (que já dura cinco anos) e a projeção de tempos mais úmidos a partir do próximo ano.

A partir do gráfico climático gerado pela Emparn para o mês de abril, atualizado até o dia 26, os índices pluviométricos acumulados identificam 79 municípios como muitos secos, 43 secos e 22 estão em condições normais. Nenhuma cidade foi enquadrada como chuvosa e/ou muito chuvosa. No acumulado do ano, a Emparn identifica 120 municípios como muitos secos, 21 como secos e apenas três como normal.

Piranhas-Açu

A irregularidade das chuvas afetou a recarga dos principais reservatórios do RN. A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, a maior do Estado com capacidade para armazenar 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, está com apenas 19,13% da capacidade. O reservatório é abastecido pelo rio Piranhas-Açu, que por sua vez ganha volume com auxílio do sistema Coremas-MãeD'Água, da Paraíba, onde não houve uma recarga significativa.

Para se ter uma idéia da crise hídrica, o açude Coremas está com 8,6% de sua capacidade enquanto as comportas do Mãe D'Água (que está com 5,5% da capacidade) estão fechadas, situação que reflete diretamente no leito do Rio Piranhas.

Monitoramento

A Emparn está com dificuldade para monitorar a precipitação em algumas cidades, como Alto do Rodrigues e Nísia Floresta – por isso há ressalvas a serem consideradas no mapa de distribuição espacial das chuvas. A meta é, em 2018, instalar 100 tele-pluviômetros e 15 estações automáticas (que medem mais variáveis climatológicas). Os equipamentos fazem a leitura e enviam os dados automaticamente. A aquisição dos novos equipamentos estão em processo de licitação, e a previsão, segundo Gilmer Bristot, gerente de meteorologia da Emparn, é que sejam instalados até 2018.

Números

79 municípios foram enquadrados pela Emparn como muito secos em abril;

43 municípios foram considerados secos;

22 cidades tiveram índice de chuvas normal até o dia 25 de abril;

03 reservatórios, se não chover, deverão entrar em volume morto até junho de 2017;

03 reservatórios devem atingir o volume morto até dezembro deste ano (entre eles o Armando Ribeiro Gonçalves);

18 açudes já estão em volume morto (reserva técnica);

11 açudes estão secos (entre eles o Itans e o Gargalheiras).

Tribuna do Norte

Quadrilha explode caixa de banco e metralha carro da PM em cidade da Grande Natal

Mais uma cidade potiguar foi alvo da ação de criminosos especializados em explosões e arrombamentos de caixas de banco. O alvo da vez foi o Bradesco de Ielmo Marinho, município da Grande Natal. Aconteceu na madrugada desta quinta-feira (27), pouco depois da meia-noite, quando homens armados detonaram o terminal e levaram com o dinheiro. Antes da fuga, parte da quadrilha ainda atacou a base da Polícia Militar e metralhou um carro da PM. Nenhum policial ficou ferido e ninguém foi preso.

Segundo levantamento feito pela Inter TV Cabugi – considerando ocorrências com explosões e arrombamentos com maçaricos – este é o 28º ataque a caixas eletrônicos registrado este ano no estado.

G1

Férias, 13º e almoço: 10 pontos que podem mudar (ou não) com a reforma trabalhista


A proposta original foi elaborada pelo governo no final do ano passado, e encaminhada ao Congresso em fevereiro. O projeto de lei passou pela comissão especial da Câmara com algumas mudanças e deve ser votada pelo plenário da Casa nesta quarta-feira (26). Se aprovada, segue para o Senado.

Segundo o relator do projeto na comissão que analisa a reforma, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), o novo texto afeta mais de 110 artigos da CLT. Confira abaixo dez pontos das regras trabalhistas que podem ou não mudar com a reforma.

10 pontos que podem mudar (ou não) com a reforma trabalhista:

Convenções e acordos coletivos poderão se sobrepor às leisAlguns direitos específicos não podem ser modificados por acordo, como: 13º salário, FGTS, licença-maternidade, seguro-desempregojornada de trabalho pode ser negociada, mas sem ultrapassar os limites da Constituição O tempo do intervalo, como o almoço, pode ser negociado, mas precisa ter no mínimo 30 minutos, se a jornada tiver mais do que seis horasOs acordos coletivos podem trocar os dias dos feriados As férias poderão ser divididas em até três períodos, mas nenhum deles pode ter menos do que cinco dias, e um deve ter 14 dias, no mínimo O imposto sindical se torna opcional A reforma define as regras para home office Ex-funcionário não pode ser recontratado como terceirizado nos 18 meses após deixar a empresa Gestantes e quem está amamentando poderão trabalhar em ambientes insalubres se isso for autorizado por um atestado médico. No caso das grávidas, isso só não será possível se a insalubridade for de grau máximo.


Perdi a chave do carro, e agora ??


"Tenha sempre uma ou duas chaves reservas do seu veiculo, assim você evita dor de cabeça e principalmente dor no BOLSO!"

Em Caicó você tem a Caicó Auto Chaves.

Chaves codificadas para automóveis nacionais e importados.

Contatos - 84 - 9. 9668-8485

WhatsApp - 84 - 9.9945-5859