sábado, 6 de maio de 2017


Wesley Safadão cobrou R$ 350 mil para cantar dez músicas em casamento

O cantor Wesley Safadão foi sondado para se apresentar em um casamento que aconteceu neste sábado (06), em Cuiabá.

As negociações chegaram a avançar, mas não houve consenso em relação aos valores.

Considerado um dos mais concorridos cantores do país, Safadão cobrou R$ 350 mil para cantar dez músicas. Detalhe: o pagamento teria que ser adiantado.

PM FAZIA ESCOLTA DE MAIOR TRAFICANTE DE ARMAS DO RIO



O soldado PM da Unidade de Polícia Pacificadora da Vila Cruzeiro, na Penha, Vinícius dos Santos de Araújo fazia escolta de Paulo César Oliveira Santos, 39 anos, o Índio. Segundo a polícia, ele é o principal fornecedor de armas e munições para bandidos do Rio e estava foragido. Índio foi condenado há mais de 20 anos de prisão por homicídio e roubo, havia cumprido 10 e fugiu. A dupla vai responder por porte ilegal de munição.



A carga apreendida com os dois está avaliada em quase R$ 18 mil. Segundo o delegado-titular da 39ª DP (Pavuna), Henrique Damasceno, responsável pela prisão do policial, que está há três anos na corporação, cada munição está avaliada em R$ 5. Foram apreendidas 3.495. Elas são da Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC).



“Essas munições serviriam para ameaçar não só a população mas como os milhares de policiais que têm tanto se esforçado para melhorar a segurança do Rio de Janeiro. Então, é bastante gratificante para gente termos conseguido evitar que essas munições chegassem às mãos dos criminosos”, disse Damasceno.



Ele não revelou a procedência das munições, mas a polícia investiga se elas foram compradas de colecionadores de armas. Segundo ele, as investigações continuam e outras pessoas podem ser presas. “Nada nos leva a crer que essas munições tenham sido desviadas da companhia (CBC)”, contou o delegado. Há informações de que as munições iriam para bandidos da área da própria UPP da Vila Cruzeiro, região dominada pelo Comando Vermelho - facção que tentou invadir a Cidade Alta, na terça-feira. O confronto fechou a Avenida Brasil e Rodovia Washington Luiz e levou pânico à população. Nove veículos foram incediados.

Trabalhadores receberão parte dos lucros do FGTS; saiba se você terá direito


O Governo Federal anunciou que vai dividir o lucro oriundo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) em 2016. A decisão faz parte da Medida Provisória 763/2016, a mesma que autorizou o saque das contas inativas do fundo.

Os dados ainda não foram fechados, mas a estimativa de lucro líquido do FGTS gira em torno de R$ 15 bilhões. Metade deste montante, cerca de R$ 7,5 bilhões, deve ser distribuído. O dinheiro será creditado sobre o saldo de todas as contas ativas e inativas em 31 de dezembro de 2016, e somado à atual remuneração do fundo, informa o Ministério do Trabalho.



Para o trabalhador, esse valor representa um crédito a mais. No entanto, ao contrário da medida anterior, os valores não poderão ser sacados automaticamente, exceto para quem já cumpre as exigências normais para isso, como doença, aposentadoria ou demissão sem justa causa. O crédito deve ser discriminado no extrato do FGTS como "distribuição de lucro".



A expectativa do Governo é que, ao dividir 50% do resultado do fundo com o trabalhador, a remuneração do FGTS fique próxima à da poupança. Em 2016, o rendimento da caderneta foi de 8,30%, contra 5,01% do fundo. Já o avanço da inflação foi de 6,39% no período.



Quem tem direito a receber o crédito pelos lucros do FGTS?

Todos os trabalhadores com contas ativas ou inativas que tinham saldo em 31 de dezembro de 2016. O saldo atual pode ser consultado no site do FGTS. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), 259.634.057 contas devem receber valores do lucro.


Quando esses valores poderão ser sacados?

O dinheiro seguirá as regras normais do fundo e não poderá ser retirado da conta automaticamente. O valor poderá ser sacado para compra da casa própria, aposentadoria ou doenças graves, no caso das contas ativas. Nas contas inativas, esse dinheiro ficará como um saldo residual, já que os saques dessas contas só foram autorizados até 31 de julho - (antes da data em que o dinheiro será creditado.