quinta-feira, 18 de maio de 2017


Morre jogador de futebol Tamboril : ex Corinthians de Caicó

Segundo a imprensa do interior do estado do Ceará, o atleta Tamboril faleceu em sua cidade natal, Tamboril, no estado Ceará por problemas cardíacos

O meia Tamboril passou pelo Corinthians de Caicó em duas temporadas, 2009 e 2011.

COMPRE SUA CASA PELO PROGRAMA HABITACIONAL MINHA CASA, MINHA VIDA COM PRESTAÇÕES A PARTIR DE R$ 450,00





Vende-se imóvel em um condomínio fechado no Bairro Maynard em Caicó.O imóvel conta com 2 quartos, banheiro social, sala,cozinha, área de serviço e garagem. Pode ser financiada pelo banco.

Valor da Residência R$ 115 mil.

Interessados podem entrar em contato com o corretor Carlos Eduardo - CRECI 5408/RN - pelo número 84. 9 9981-2503. Imóvel ideal para investimento na melhor localização da Região do Seridó.

Carlos Eduardo Melo Mariz

(84) 9981-2503

CORPOS DE VÍTIMAS DA CHACINA EM SERRA DO MEL TEM VELÓRIO COLETIVO NO INTERIOR DO RN

Corpos de cinco das seis pessoas mortas durante chacina ocorrida na noite da terça-feira (16) na Vila Pará em Serra do Mel, na região Oeste potiguar, foram velados coletivamente na manhã desta quinta (18) na cidade de Major Sales no Alto Oeste do RN.

O velório coletivo aconteceu na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Sagrado Coração e pelo menos 500 pessoas acompanharam a cerimônia. Apenas o corpo de Felipe Ferreira de Lima não estava presente. Ele foi levado para Natal, onde reside a família.

Já o corpo de Francisco Luigi, ao final do velório, foi levado para ser enterrado no distrito de Monte Alegre, na zona rural de Paraná, município que também fica na região Oeste.

Na chacina, foram mortos: Anderson Damião Lopes Firino, de 19 anos, natural de São Paulo (SP); a mulher dele, Eudileuza de Jesus Santos, de 19 anos, natural de Aurelino Leal (BA); José Orlando Silva, de 32 anos, natural de Severiano Melo (RN); Felipe Ferreira de Lima, de 19 anos, natural de Natal (RN); Diogo João de Lima Oliveira, de 18 anos, natural de Major Sales (RN); e Francisco Luigi da Silva, de 15 anos, também natural de Major Sales (RN).

(Investigações)

Embora a polícia ainda não tenha pistas dos criminosos, o delegado Caetano Baumann, que investigar o caso, suspeita que as seis vítimas da chacina não eram os alvos dos assassinos. “Estavam na hora errada e no lugar errado”, afirmou.

Ainda de acordo com o delegado, os assassinos queriam matar um rapaz que estava na casa, mas ele teria conseguido fugir quando os bandidos arrombaram o imóvel. Além do suposto alvo, também sobreviveu à chacina um adolescente de 15 anos, que após ser baleado se fingiu de morto.

WHATSAPP AGORA PERMITE FIXAR CONVERSAS NO TOPO DA LISTA DE MENSAGENS


Acabaram as desculpas para não ter respondido àquele convite pro almoço de domingo no grupo da família. O WhatsApp agora permite fixar até três conversas no topo da lista de mensagens do aplicativo. Dessa forma, por mais mensagens que você receba, as conversas fixas sempre ficarão em destaque.

A novidade foi disponibilizada nesta quinta-feira (18) para todos os aparelhos com sistema operacional Android.

De acordo com o WhatsApp, é possível fixar até três grupos e/ou pessoas no topo da tela. Para fazer isso, basta tocar e segurar sobre a conversa desejada e selecionar o ícone de pino.

"Com a fixação de conversas, você nunca terá de se preocupar sobre percorrer a longa lista de conversas para enviar mensagens à membros da família ou ao seu melhor amigo", diz o WhatsApp em nota.

TRIBUNAL ACEITA TIQUE AZUL DO WHATSAPP COMO PROVA JUDICIAL

Na Índia, um imbróglio familiar teve o WhatsApp como ferramenta judicial quando um juiz aceitou o tique duplo azul como comprovação de que uma série de notificações foram recebidas.

O caso aconteceu em Delhi, segundo reporta o Indian Express. Um homem pediu na Justiça que seu filho, a nora, seus pais e mais um amigo fossem impedidos de entrar em sua casa; quando o tribunal ordenou que todos os envolvidos fossem notificados, ele argumentou que não haveria tempo hábil para tal, e que as pessoas poderiam acabar aparecendo antes da entrega, então a Justiça permitiu que os avisos fossem feitos pelo WhatsApp.

O demandante entregou a notificação ao filho em mãos, mas o fez via WhatsApp aos demais. Assim que viu os dois tiques azuis, tirou capturas de tela e as levou ao tribunal, que aceitou aquilo como comprovação de que as pessoas estavam avisadas. "Esses réus, portanto, certamente tiveram conhecimento das convocações e da audiência hoje", avaliou a Justiça.

Vejam quem são os políticos potiguares que receberam recursos da JBS em 2014

A JBS foi a maior doadora de todas as campanhas eleitorais no Brasil em 2014. No RN ela também foi fundamental e somando todas as doações, também foi a principal doadora.

Vejam quanto a JBS doou para cada candidatura nas eleições de 2014 no estado.

Henrique Alves do PMDB declarou gastos em 2014 de R$ 26,1 milhões, desses R$ 2,75 milhões vieram dos cofres da empresa dos irmãos Batista.

Robinson Faria do PSD declarou gastos em 2014 de R$ 12,9 milhões, desses R$ 7,7 milhões vieram dos cofres da empresa dos irmãos Batista.

Fátima Bezerra do PT declarou gastos em 2014 de R$ 3,4 milhões, desses R$ 1,165 milhão vieram dos cofres da empresa dos irmãos Batista.

O Deputado Federal Fábio Faria do PSD recebeu R$ 1,1 milhão, o Deputado Federal Beto Rosado do PP recebeu R$ 400 mil, Felipe Maia do DEM recebeu R$ 85 mil da JBS e Antônio Jácome na época no PMN recebeu R$ 70 mil.

A Deputada Estadual Larissa Rosado do PSB foi quem recebeu mais da empresa para a eleição de Deputado Estadual, ela recebeu R$ 200 mil, seguida do Deputado Estadual Fernando Mineiro do PT, que recebeu R$ 165 mil, o Deputado José Adécio do DEM recebeu R$ 100 mil, mesmo valor dos Deputado Estadual Kelps Lima do SD e Nelter Queiroz do PMDB com R$ 100 mil. Os Deputados Souza Neto do PHS recebeu R$ 50 mil e o Deputado Jacó Jácome na época no PMN recebeu R$ 30 mil.

Todas as doações da JBS aos candidatos em 2014 foram feitas ou através dos diretórios nacionais dos partidos de cada um, dos diretórios estaduais ou em doações diretas.

Todas as contas dos candidatos que receberam recursos da empresa no RN, foram aprovadas pelo TRE.

RESUMO:

14 políticos potiguares receberam recursos diretamente ou indiretamente através de diretórios da JBS em 2014.

HENRIQUE ALVES – R$ 2,75 milhões

ROBINSON FARIA – R$ 7,7 milhões

FÁTIMA BEZERRA – R$ 1,165 milhão

FÁBIO FARIA – R$ 1,1 milhão

BETO ROSADO – R$ 400 mil

FELIPE MAIA – R$ 85 MIL

ANTÔNIO JÁCOME – R$ 70 MIL

LARISSA ROSADO – R$ 200 MIL

FERNANDO MINEIRO – R$ 165 MIL

JOSÉ ADÉCIO – R$ 100 MIL

KELPS LIMA – R$ 100 MIL

NELTER QUEIROZ – R$ 100 MIL

SOUZA NETO – R$ 50 MIL

JACÓ JÁCOME – R$ 30 MIL

BG