domingo, 4 de junho de 2017


PREFEITURA DE CAICÓ REALIZA AUDITÓRIA EM OBRA DE UBS E EMPRESA FAZ AS CORREÇÕES NECESSÁRIAS

O Município de Caicó está recebendo oficialmente a nova Unidade de Saúde do bairro Boa Passagem apos realizar uma autoria completa através da equipe de engenharia e exigir as correções dos problemas que foram detectados durante as vistorias.

A empresa construtora da UBS foi convocada para corrigir os problemas e apresentou na última semana a conclusão dos serviços executados.  Outras autorias em obras deixadas pela gestão anterior estão sendo realizadas visando a retomada dos serviços ou recebimento das obras.

A Secretaria Municipal de Saúde está fazendo a aquisição de novos equipamentos e nas próximas semanas estará inaugurando a nova e moderna Unidade de Saúde do bairro Boa Passagem na zona Norte de Caicó.

IRMÃOS BATISTA COMPRAM JATO MAIS RÁPIDO E CARO DO MUNDO


Os irmãos Batista (ou melhor, uma de suas empresas) estão comprando um G650, o jato executivo mais rápido e caro do mundo. Algo como US$ 74 milhões.



O G650 pode levar até dezoito passageiros e tem autonomia de voo que permite viajar de São Paulo a Nova York sem escalas. O grupo já possui um G550.


PERDI A CHAVE DO CARRO, E AGORA ?


"Tenha sempre uma ou duas chaves reservas do seu veiculo, assim você evita dor de cabeça e principalmente dor no BOLSO!"

Em Caicó você tem a Caicó Auto Chaves.

Chaves codificadas para automóveis nacionais e importados.

Obs: 

 - Consertamos módulos de Air Bag e Abs!

 - Consertamos buzina de toyota hilux e corola em geral !!

Contatos - 84 - 9. 9668-8485

WhatsApp - 84 - 9.9945-5859

POLÍCIA PRENDE SUSPEITO DE TENTATIVAS DE HOMICÍDIO E ASSALTO EM CAICÓ

    

ITONIERE, vulgo “toninho“, com mandado de prisão em aberto foi preso ontem durante uma festa na cidade de Jardim de Piranhas. Na ocasião de sua captura o mesmo encontrava-se com mais dois velhos conhecidos da polícia “JORGE LEE” e “Cebinho“.

Toninho é suspeito de juntamente com um comparsa tentar assaltar o Posto Shell na noite de 10 de janeiro 2017. O posto de combustíveis fica localizado na Av. Rio Branco, Centro de Caicó. Na ocasião ele teria se descuidado e os frentistas reagiram ao assalto tomando a arma do toninho e fazendo com que a dupla fugisse logo em seguida.

Ele também é suspeito de tentativa de homicídio no dia 20 de janeiro de 2017 contra outro indivíduo, usuário de drogas, que também dá trabalho a polícia de nome GILFRAN DO NASCIMENTO, vulgo “caiçara” no bairro Boa Passagem, zona norte de Caicó.

    

REBELIÃO DEIXA 7 MORTOS E TEM 27 FUGITIVOS

A fuga de pelo menos 27 internos do Centro Socioeducativo Lar do Garoto, em Lagoa Seca, no Agreste paraibano, foi confirmada pela direção da unidade neste sábado (3). Pelo menos sete internos morreram e dois ficaram feridos após um tumulto na madrugada.

Segundo a polícia, a fuga em massa aconteceu por volta das 2h30. Em seguida, grupos rivais iniciaram uma briga dentro da unidade. Os internos atearam fogo em colchões e móveis.

A direção do Lar do Garoto informou que os internos que morreram foram carbonizados ou esquartejados. Os feridos foram levados para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

POLÍCIA FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DEFENDEM QUE WHATSAPP TEM QUE QUEBRAR SUA PRÓPRIA CRIPTOGRAFIA


Durante esta semana, deu-se início da audiência pública no Supremo Tribunal Federal (STF) para o debate sobre o conflito entre o WhatsApp e a justiça brasileira. O fundador da empresa, Brian Acton, que esteve pessoalmente no SFT para defender o uso da criptografia no aplicativo, reuniu a imprensa em São Paulo e em Brasília antes da audiência, para apesentar seus principais argumentos.



Desde os primeiros casos de bloqueio no Brasil, o WhatsApp alegou que é impossível entregar à polícia qualquer trecho de conversas entre seus usuários. Embora a o Ministério público ainda duvide disso, para a Polícia Federal isso pouco importa. O importante é que a empresa se torne capaz, se ainda não é, de quebrar o sigilo quando necessário.



Durante a audiência na última sexta (2) Felipe Leal, delegado da Polícia Federal, disse que "a pergunta não deve ser se o aplicativo tem viabilidade [de fornecer informações], mas por que não as tem, por que não procura tê-las. A Lei deve ser cumprida. Se não qualquer meio de comunicação vai se blindar alegando questão técnica".



Ele afirma ainda que, caso o STF considere correta a interpretação do Marco Civil que derrubou as ordens de bloqueio ao WhatsApp, outros serviços de mensagens que têm fornecido dados quando solicitados também poderão alegar impossibilidade técnica.

Uma visão retrospectiva tem que ocorrer, porque a depender da decisão aqui, sucessos em acesso a Gmail e à Microsoft cairão. Basta agregar uma questão técnica que cai por terra todos ou boa parte dos meios de obtenção de prova. Diversos meios de comunicação cairão por terra sob o mesmo argumento.


Enfraquecer a criptografia

Já o Ministério Público Federal questiona a autenticidade da criptografia, e afirmou que, uma vez que não houve auditoria, não é possível ter certeza de que tal proteção existe. Também acrescentou que mesmo existindo, a empresa deve ser capaz de alterar sua própria tecnologia para "grampear" usuários quando necessário.

Nossa perícia concluiu que seria possível o ataque ‘man in the middle’. A empresa poderia forçar nova troca de chaves, passando a ser responsável pelo intercâmbio das mensagens, criando duas sessões, uma de cada interlocutor, sem interromper a criptografia para outros usuários


O secretário de cooperação internacional da Procuradoria Geral da República, Vladimir Aras, também sustenta que a empresa deve ser capaz de alterar seu próprio sistema para tornar os "grampos" possíveis. "O Brasil não pode ser um paraíso onde a Justiça manda menos que corporações globais", afirma.

Em resposta, o fundador Brian Acton sustentou que a criptografia é inerente ao aplicativo, uma parte fundamental e inseparável, e que não é possível desativá-la para usuários específicos.

O Tribunal pergunta se é possível desativar a criptografia. A resposta é não. O Whatsapp foi construído de forma que só pode enviar mensagens por criptografia. Portanto não há como desabilitar a criptografia para um usuário especifico. Se houver essa mudança, ele não será capaz de enviar ou receber qualquer mensagem


Ele explicou ainda que se substituísse as chaves verdadeiras com chaves falsas, "o processo de verificação do código de segurança falharia e usuário saberia que algo aconteceu, que foi alterada a identificação". O mesmo ocorreria se fossem modificados os servidores para interferir no sistema, com ataques tipo ‘man in the middle’. "Analistas descobririam e divulgariam qualquer vulnerabilidade”, disse o fundador do app.

Acton afirmou, por fim, que enfraquecer a criptografia criaria brechas que não seriam usadas somente pela polícia. “Ou é seguro para todo mundo, ou não é para ninguém.”

Só no Brasil

Segundo os responsáveis pelo aplicativo, o Brasil não é o único lugar onde tiveram que comparecer a uma corte suprema, mas aqui é o único país onde o que está em discussão é o próprio direito ao uso de criptografia, segundo relata o Convergência Digital.

“Há muito debate ao redor do mundo, mas o Brasil é único nessa questão da criptografia, com o assunto tendo chegado a Suprema Corte. Não temos isso em nenhum outro lugar. Temos [discussão na suprema corte] na Índia, mas não relacionada à criptografia”, diz o chefe jurídico do app, Mark Khan.


JBS COMPRA SEARA - FRIGORÍFICO ANUNCIA COMPRA DE SEARA DA MARFRIG

JBS compra Seara – O Brasil, apesar de toda a corrupção e dos políticos nojentos que destroem o país, pode se orgulhar de ter a maior empresa de proteína animal do mundo, JBS.

Este Frigorífico que prosperou ao ponto de liderar o mercado mundial de carnes, esta interessado em atuar também no setor de alimentos processados.

Para isso a JBS realizou a compra da empresa Seara, até então uma potência no setor de processamento de carnes e concorrente direta da BR Foods, junto ao grupo Marfrig.

O anuncio oficial do negócio será feito neste domingo, porém ainda não há uma definição sobre valores, uma vez que a JBS poderá adquirir também a divisão de couros da Marfrig.

A Marfrig havia adquirido a Seara em 2010, como parte de seu ambicioso plano de expansão iniciado em 2007, com a abertura de capital.

Porém a empresa acabou se endividando bastante e foi obrigada a apresentar um plano de reestruturação, que incluía a venda de alguns ativos sobre seu controle.

A Seara será de grande valia para a as intenções da JBS de atuar no mercado de processamento de alimentos, hoje dominado pela BRF.

Será também uma grande vitrine para a o frigorífico, uma vez que a Seara é uma das principais patrocinadoras da Copa das Confederações de também da Copa do Mundo de 2014.