quarta-feira, 19 de julho de 2017


BANCOS APERTAM O CERCO E TOMAM O VEÍCULO ATÉ EM CASOS EM QUE O FINANCIAMENTO ESTÁ QUASE TODO PAGO



Quem tem um financiamento de veículo e está com apenas uma ou mais parcelas atrasadas deve redobrar a atenção. A alta inadimplência nessa modalidade de crédito, que já atingiu a casa dos 4,5%, tem feito com que os bancos assumam uma postura mais ofensiva diante dos devedores. Recentes decisões da Justiça têm dado às instituições financeiras o direito de retomar o carro com o financiamento em atraso mesmo em situações na qual ele está praticamente quitado.


Neste ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou a busca e apreensão de um automóvel que estava financiado em 48 parcelas e o proprietário atrasou o pagamento das últimas quatro.

O especialista em Direito do Consumidor Bruno Lewer diz que essa decisão está prevista em lei e vem se tornando mais comum com a crise. Ele esclarece que os tribunais estão deixando de considerar o chamado adimplemento substancial.

“O adimplemento não está escrito na lei e vem do princípio da boa-fé objetiva. Isso está no Código Civil, artigo 422, um dos mais importantes do Direito, pois prega uma atuação ética. Quando o devedor cumpre substancialmente a obrigação assumida, ele passa a ter direito a estabilização da relação”, explica Lewer.

O especialista acredita que dois pontos foram decisivos para a mudança de postura do Judiciário. O primeiro foi o aumento da inadimplência e, consequentemente, uma pressão dos bancos para a agilizar a cobrança. Segundo a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef), a taxa de 4,5% de inadimplência para as pessoas físicas, considerando as operações de financiamento com atraso há mais de 90 dias, já representa um total de R$ 6,5 bilhões em dívidas apenas nos cinco primeiros meses deste ano.

O segundo ponto é a defesa feita por correntes dentro do Direito de que o adimplemento era incompatível com a alienação fiduciária, afinal, o bem é a garantia.

Parte mais fraca

Lewer discorda dessas decisões da Justiça. “A relação de consumo tem um vulnerável e o Código de Defesa do Consumidor é parcial. Ele prevê que a parte mais fraca pode ser favorecida”, diz. “A análise tem que ser caso a caso e mais rigorosa no caso do adimplemento, mas não quer dizer que ele não possa ser aplicado”, completa o especialista.

De acordo com Bruno Lewer, o consumidor, caso perceba que terá dificuldade em pagar o financiamento, deve procurar um advogado o quanto antes. Muitas vezes, há a cobrança de juros abusivos que podem ser questionados judicialmente. Mas as parcelas devem continuar sendo pagas regularmente. Ele ainda alerta que se o carro for apreendido, recuperá-lo será muito difícil.

“Hoje, se você não paga uma parcela, o banco pode mandar uma comunicação para a casa do consumidor. Assim que mandou a carta já pode ajuizar uma busca e apreensão por liminar, inclusive em plantão, e, se ela for concedida, o oficial já pode ir buscar o carro e o banco pode colocá-lo em leilão. Muitas vezes, para vender rápido, vende abaixo do mercado e ainda cobra diferença do consumidor”, diz.

‘Calote’ provoca aumento nos juros e restrição do crédito

A alta inadimplência nos financiamentos de veículos traz consequências para o mercado, já que impacta diretamente nos juros praticados pelas financeiras.

“O patamar de 4,5% de inadimplência é elevado. O pior momento foi quando chegou a praticamente 6%, um valor explosivo. Mas em 2014 e 2015, os bancos foram mais cautelosos para liberar o crédito”, diz o presidente da Anef, Gilson Carvalho.

O executivo explica que o efeito prático da inadimplência acontece por conta da queda da renda e do emprego, ou seja, o fator macroeconômico. “Tudo isso que vivemos leva preocupação às pessoas. O brasileiro normalmente é um bom pagador e, quando ele vê um risco, ele pondera mais antes de comprar financiado”, diz Carvalho.

Outros dois fatores cruciais para o preço são o custo do banco e a taxa Selic. “A Selic é uma referência. Não necessariamente o efeito de queda desse indicador é direto, pois os financiamentos são de longo prazo”, afirma.

Reflexo

Hoje, de acordo com o presidente da Anef, os bancos estão mais cautelosos em liberar o financiamento e, normalmente, estão exigindo entre 20% e 25% do valor do automóvel como entrada.

“Quando eu financio um carro sem qualquer entrada, o risco para o banco aumenta muito. Ele tem uma desvalorização natural e passa a valer menos do que o financiamento”, explica Gilson Carvalho. Ainda segundo o executivo, aproximadamente 60% dos carros vendidos hoje são financiados. E os consumidores normalmente têm um valor para a entrada ou algum modelo para incluir na aquisição de um mais novo.

O especialista em Direito do Consumidor Bruno Lewer alerta que o consumidor tem que verificar todas as opções de crédito disponíveis para decidir qual a melhor que ele pode utilizar. “Às vezes, o crédito consignado pode ser uma opção boa, com juros menores que o do financiamento com a vantagem de o veículo já ficar em seu nome”, alerta, completando que a compra do carro implica em outros custos além, apenas, do valor da prestação. (F.B.)

ÚLTIMAS UNIDADES : COMPRE SUA CASA PELO PROGRAMA HABITACIONAL MINHA CASA, MINHA VIDA COM PRESTAÇÕES A PARTIR DE R$ 450,00



Vende-se imóvel em um condomínio fechado no Bairro Maynard em Caicó.O imóvel conta com 2 quartos, banheiro social, sala,cozinha, área de serviço e garagem. Pode ser financiada pelo banco.

Valor da Residência R$ 115 mil.

Interessados podem entrar em contato com o corretor Carlos Eduardo - CRECI 5408/RN - pelo número 84. 9 9981-2503. Imóvel ideal para investimento na melhor localização da Região do Seridó.

Carlos Eduardo Melo Mariz

(84) 9981-2503


CRIMINOSOS TENTAM EXPLODIR CAIXA DE BANCO NA GRANDE NATAL


Criminosos usaram dinamite para explodir um caixa eletrônico da agência do Banco do Nordeste na madrugada desta quinta-feira (20) na cidade de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Contudo, segundo a Polícia Militar, a carga não foi suficiente para arrombar o terminal.

A PM disse que recebeu o chamado por volta das 3h, quando moradores da região relataram ter ouvido o barulho da explosão e de tiros. No local, além do caixa danificado, os policiais encontraram as vidraças da agência estilhaçadas.

Governo decide reajustar preços de combustíveis para equilibrar caixa

O governo decidiu, nesta quarta-feira (19), aumentar tributos que incidem sobre os combustíveis, com o objetivo de cobrir o buraco nas receitas públicas e evitar uma revisão na meta de deficit de R$ 139 bilhões neste ano.


Segundo integrantes do governo, o não cumprimento da meta fiscal seria um sinal de fraqueza diante da crise política, e é exatamente isso que assessores do presidente Michel Temer (PMDB) querem evitar. Em reunião no Palácio do Planalto no fim da tarde desta quarta, o presidente concordou com os argumentos da equipe econômica e deu aval para a elevação de tributos.

CORREIOS CELULAR OFERECE WHATSAPP GRÁTIS E INTERNET ILIMITADA



Em março deste ano, os Correios se tornou oficialmente uma empresa de telefonia. A operadora inicialmente ofereceu planos em mais de 100 agências da cidade de São Paulo, depois no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Campinas. A expectativa é que até o final do ano a operadora consiga se expandir em todo território nacional. Ainda não há previsão para a chegada do serviço em Manaus. De acordo com os Correios, nesses três primeiros meses foram vendidos apenas 21 mil chips. O número é baixo, mas a empresa afirma que está dentro das expectativas, pois a meta é alcançar 3,6 mil municípios até o fim do ano.

O Correios Celular oferece plano inicial de recargas mensais de R$ 30 e tem benefícios como 100 minutos de ligações para celular e fixo de qualquer operadora e DDD, 30 dias de internet móvel em alta velocidade, com 1 GB de franquia, sem corte no serviço quando o pacote for totalmente utilizado. O aplicativo de troca de mensagens WhatsApp poderá ser utilizado sem desconto da franquia de dados móveis. Após atingir o limite, você poderá continuar navegando com velocidade reduzida de 32 kb/s. Acessos aos sites dos Correios, Correios Celular e Governo Federal não são descontados da franquia.

A operadora utiliza os serviços da EUTV, que atua com a marca Surf Telecom. Ela opera com as frequências da TIM, e tem contrato para utilizar sua estrutura e frequências de 2G, 3G e 4G. Por enquanto, a operadora trabalhará apenas com um plano pré-pago.

Em 2018, serão feitos estudos para verificar a viabilidade de uma oferta pós-paga. O Correios Celular também não venderá smartphones nas agências – a operadora chegou a negociar com as três maiores distribuidoras de celulares, mas não conseguiu bons acordos. Em cinco anos, a expectativa é atingir R$ 300 milhões em receita.

A empresa ainda afirma ter a primeira operadora de celular a seguir uma regra de transparência da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O usuário recebe uma notificação após cada ligação informando quanto tempo a chamada durou, quanto há de saldo disponível e a validade dos créditos.

Transformar os Correios em uma operadora móvel é um projeto que já existe há muito tempo. As discussões nesse sentido começaram em 2011, quando a estatal fechou um acordo com o Grupo Poste Italiane (os Correios da Itália) para formar uma joint venture (empreendimento conjunto) em 2014 e oferecer o serviço móvel, o que não aconteceu. Até que uma licitação aberta no ano passado foi enfim aprovada após problemas jurídicos.

URGENTE : ASSALTO NO CENTRO DE CAICÓ

Por volta 22:10 desta quarta-Feira (19), foi registrado um assalto a mão na rua Otávio Lamartine, próximo a 106 FM no centro de Caicó. De acordo com informações, dois indivíduos com uma arma de fogo e em uma motocicleta modelo pop 100 de cor vermelha, abordaram uma mulher e tomaram sua bolsa e rapidamente fugiram em direção a zona norte de Caicó.



Se ligue na programação na Ilha de Sant'Ana

QUARTA FEIRA - Solange Almeida; Yara Thê e Alessandro; Rafael Bezerra.

                            
  
Quinta-feira na Feirinha - (DIA) Gil Bala e Guga Playboy.

(NOITE) - Capital do Sol, Capim com Mel, Banda Aquários e Forró é Bom de mais.

SEXTA-FEIRA - Forró Pegado, Rainhas da Balada e Forró do Amasso.     

                         

SÁBADO -  Waldonys , Segundo           sanfoneiro, Evan Forró do Namoro.

                                                

DOMINGO - Os Quatro Forrozeiros e Robson Carneiro.