domingo, 6 de agosto de 2017


Zé Ricardo não é mais o técnico do Flamengo

Zé Ricardo não sobreviveu à mais uma derrota do Flamengo e à pressão da torcida. O treinador foi demitido do clube na noite deste domingo. Pela manhã, o rubro-negro foi derrotado por 2 a 0 pelo Vitória, na Arena da Ilha.

O treinador comandou o Flamengo em 89 partidas, com 47 vitórias, 25 empates e 17 derrotas, com aproveitamento de 62,17%. Conquistou o Campeonato Carioca deste ano, mas se viu contestado principalmente após a eliminação prematura na Libertadores, ainda na fase de grupos.

Uma considerável combinação de ingredientes faz a receita da queda de Zé Ricardo, até a noite deste domingo o mais longevo técnico nos clubes da Série A do Brasileiro. A derrota para o Vitória foi o estopim. O jogo fora marcado por quase 45 minutos de uma pressão raras vezes vista sobre um treinador. O presidente Eduardo Bandeira de Mello, sempre enfático ao defender a permanência, deixara o estádio sem falar. Era pressionado por pares de diretoria. À noite, uma reunião selou a queda.

A pressão tem a ver, como em geral ocorre no Brasil, com resultados. Mas também com o desempenho em alguns jogos e, principalmente, o contexto que envolve a formação do atual time do Flamengo. Após anos de redução de investimento na atual gestão, o emprego de somas generosas de dinheiro na formação do elenco, desde o ano passado, criara na torcida a convicção de que 2017 seria, enfim, o ano da recompensa: os títulos.

O GLOBO

PARAÍBANO TEM CARRO FURTADO NA FESTA DE IPUEIRA-RN


O jovem, Guilherme Souza, residente na cidade de Várzea, participava das festividades da padroeiro do município de Ipueira neste domingo (06), quando teve o seu veiculo furtado, um Fiat de placa KIE-5003.


Guilherme se divertia na festa e por volta 21h deste domingo (06) percebeu que seu veiculo havia sido furtado.


O jovem prestou um BO na Delegacia Regional de Polícia Civil na Cidade de Caicó.

FONTE: BLOG JEFTE NEWS


Polícia Boliviana prende família que levou mulher doente a funerária para esperar morte


O velório de uma mulher boliviana que ainda estava viva levou à prisão de três pessoas, acusadas pela Justiça da Bolívia de tentativa de homicídio e de feminicídio.


Carmen del Pilar Chacón, 64, foi encontrada viva pela polícia na última quarta-feira (2), depois de ter passado cerca de 18 horas sobre uma mesa e coberta por uma manta, rodeada de familiares “de luto”.


Segundo a imprensa do país, porém, Chacón havia sido internada com um quadro grave de pneumonia, diabetes, hipertensão e anemia, mas tirada do hospital por três parentes – uma de suas filhas, o marido desta e uma tia dele – enquanto ainda estava inconsciente.

“Os familiares disseram que haviam recebido (do médico) a informação de que (Chacón) morreria e pediram alta voluntária. Evidentemente foram (a funerária) deixá-la esperando a morte”, disse na quinta-feira o promotor de La Paz Edwin Blanco ao jornal La Razón.

A polícia afirma que foi uma amiga de Chacón quem percebeu, durante o funeral, que ela ainda estava viva.

“Me aproximei para ver minha amiga e vi que ela estava com vida em uma mesa, coberta por uma manta”, disse em seu perfil no Facebook Escarly Ticona.


A uma emissora de TV, Ticona contou ter perguntado à filha de Chacón por que havia levado a mãe à funerária sem que estivesse morta. “Ela me disse que não poderia levá-la para sua casa porque tem uma filha.”


O administrador da funerária onde Chacón era velada também foi detido, mas liberado pouco depois por não haver evidências até o momento de que tenha sido cúmplice.

Chacón, porém, não estava sendo velada em uma das salas oficiais da funerária, mas sim em um quarto contíguo do local.

“Tive o horror de admitir (o erro); é a primeira e única vez que isso acontece, não temos nenhum antecedente”, disse o administrador à emissora ATB. “(Os parentes) me mostraram um documento mostrando que a senhora tinha uma falência múltipla de órgãos. Me comovi com a família e aceitei ceder a eles um ambiente que não é o funerário.”

O caso rapidamente se tornou um dos mais comentados no país, inclusive por autoridades.

“O que está acontecendo com a nossa sociedade? Por acaso perdemos todos os valores humanos? Exigimos uma profunda investigação”, afirmou o ministro boliviano de Justiça, Héctor Arce.

Chacón voltou a ser hospitalizada, e seu quadro era grave até sexta-feira.

Em meio à comoção causada pelo caso, os médicos que a haviam tratado inicialmente negaram ter dito a seus parentes que ela estava à beira da morte.

“Em nenhum momento ela foi desenganada nem indicamos que ela tinha poucas horas de vida, mas os parentes consideraram que ela provavelmente não melhoraria e pediram a alta médica de forma voluntária”, disse Humberto Ticona, da equipe de terapia intensiva do Instituto Nacional do Tórax de La Paz, ao jornal Página Siete.

G1

Aristóteles é bronze


O Atleta Caicoense Aristoteles Lucena residente no bairro Paraiba, conquistou a medalha de bronze nos 800 metros na 2° fase do campeonato brasileiro paralímpico de atletismo Caixa realizado neste final de semana em São Paulo.

CORTE O SEU CABELO E FAÇA A SUA BARBA NA BARBEARIA KN



A barbearia KN fica localizada na Rua José Hermínio, Número  460, Bairro Paraíba, (A 50 metros do Centro Cultural).

De Segunda à Sábado das 07:30 as 18:00, (Sem fechar para o almoço)

Ligue e marque o seu horário : 84 - 9.9818 - 6290 ou 84 - 9.9943 - 2168

AMBULÂNCIA É PERSEGUIDA, INTERCEPTADA E HOMEM FERIDO A TIROS É EXECUTADO A CAMINHO DE HOSPITAL NO RN

G1/RN - Dois homens foram mortos a tiros na manhã deste domingo (6) no município de Baraúna, no Oeste potiguar. Um deles foi executado dentro de uma ambulância, no momento em que estava sendo levado para um hospital de Mossoró, que fica na mesma região. As duas vítimas haviam sido baleadas em um atentado ocorrido momentos antes.

Segundo a Polícia Militar, a ambulância foi perseguida e interceptada na RN-015. Os criminosos ordenaram que o motorista saísse correndo. Em seguida, mataram David Kennedy da Silva Fernandes, de 21 anos. Dentro do veículo foram encontradas cápsulas de pistola 380 e ponto 40.

A segunda vítima foi identificada apenas como 'Max', que morreu ao dar entrada no hospital de Baraúna.

Em estado de choque, o motorista da ambulância foi atendido pelos policiais.

A polícia não tem pistas dos assassinos nem da motivação dos homicídios.

2017 : RN JÁ SOMA MAIS DE 1.400 MORTES



As históricas batalhas das guerras que deram origem ou expandiram nações saíram dos livros de História e se modernizaram de uma forma descontrolada e inimaginável. Criadas para defender militares em combate, as armas de fogo são hoje o principal agente causador de mortes violentas no Brasil. No Rio Grande do Norte, dos 1.442 homicídios praticados até às 12h da sexta-feira passada, 1.275 foram provocados por alguma arma de fogo – 88% do total. Agindo como combatentes às avessas, os atiradores se utilizam, segundo especialistas, da “covardia, impessoalidade e impunidade” na prática do crime de homicídio.




“A arma de fogo é o instrumento preferencial para a prática do crime. Ela quebra a emoção, pois distancia o atirador da vítima, nem sempre há o contato olho no olho, por serem armas de distância. As armas de proximidade, como as facas, por exemplo, requerem mais frieza do autor do homicídio, pois ele precisa estar mais perto da vítima”, comentou o especialista em Segurança Pública e coordenador do Obvio/RN, Ivênio Hermes. Questionado se o número maior de armas em circulação reflete no aumento dos homicídios e da criminalidade em geral, ele foi enfático. “O número de homicídios por armas de fogo cresceu muito e a tendência é de continuar crescendo. Muitas dessas armas são roubadas e o processo de recuperação delas é muito difícil”, declarou.




Para Ivênio Hermes, o Governo Federal precisa implementar um sistema mais rigoroso de controle das armas de fogo e atualizar o Estatuto do Desarmamento de maneira que não incentive a posse de armamentos, como está proposto nos projetos de lei que tramitam no Congresso Federal. “Há a descrença na Segurança Pública e uma propaganda pró-armamento. Se o Estatuto for revogado, por exemplo, vai trazer riscos e potencializar os crimes de homicídio. O Estado é faltoso com a Segurança Pública. Quando a gente se arma, a gente dá ao Estado a chance de não contratar policiais, de não investir em segurança. O Estado vai começar a se eximir da culpa”, frisou o especialista.




De acordo com o sociólogo Edmilson Lopes, os índices de violência no Brasil tendem a diminuir a partir de 2023. A diminuição, porém, não será em decorrência de maiores investimentos em Segurança Pública, mas pela dizimação da população jovem. “Estamos perdendo jovens para a criminalidade. São jovens que estão fora das escolas, do mercado de trabalho, envolvidos com crimes. O crime que restará será muito mais profissionalizado. A perda de jovens é um prejuízo muito grande para o país. Nós estamos pagando um preço por termos investido em Educação, como disse Darcy Ribeiro na década de 80”, atentou o sociólogo.

Homicídios

De 2005 a 2015, o RN aumentou também os registros de homicídios.

232% foi o aumento da taxa de homicídio no RN de 2005 a 2015;

406 pessoas foram assassinadas no RN em 2005;

1.545 pessoas foram assassinadas no RN em 2015;

280,5% é a variação do aumento, a maior do país no período (2005/2015);

299,6% foi o aumento da taxa de homicídios de jovens (2005/2015);

331,8% foi aumento do índice de vitimização de negros no estado potiguar entre 2005 e 2015;

124,4% foi aumento do índice de vitimização de mulheres no RN entre 2005 e 2015;

Fonte: Atlas da Violência 2017 / IPEA - TRIBUNA DO NORTE.

PROMOÇÃO DE BOLSA SPORTING NA EDISOM CAICÓ



Promoção na Bolsa Sporting.

De 49,90 por 39,90 a vista.

Bolsas Sport você encontra na     Novaedisom

Rua Renato Dantas 643 próximo a Farmácia Pague Menos no Centro de Caicó.