segunda-feira, 14 de agosto de 2017


OBVIO SEGUNDO FINAL DE SEMANA DE AGOSTO COM 26 MORTES MATADAS NO RN



O OBVIO – Observatório da Violência Letal Intencional do RN: Nova atualização de CVLIs, no período compreendido entre 1 de janeiro a 13 de agosto de 2017 comparado ao mesmo período dos anos de 2015 e 2016.

O RN contabiliza mais um fim de semana violento. No cômputo geral, até o fim da noite de ontem (1306/08/2017) foram 1518 CVLIs no RN. Os dados apontam para um aumento de 25,6% em relação a 2016. Os dados absolutos demonstram 312 mortes violentas a mais que no ano passado no mesmo período. Em 2016, até o mesmo período, foram 1206 CVLIs, contra 982 em 2015 e 1124 em 2014.

Quanto ao gênero, as vítimas de CVLIs deste FDS no RN, 256 (96%) foram homens e 1 (4%) foi mulher.

Nos locais onde ocorreram os CVLIs neste último final de semana, tivemos: 13 casos em plena via pública (50% do total); 5 em hospitais e/ou prontos socorros (19% do total); 4 dentro ou na frente da residência da vítima (15% do total); 2 em equipamentos púbicos (8% do total), 1 em feiras livres e mercados (4%); e 1 em povoados e sítios (4% do total).

A dinâmica da violência elenca fatores que têm levado a concentração de CVLI no Leste Potiguar já foram amplamente divulgados por este Observatório em diversos relatórios, que desta feita foi responsável por 62% dos homicídios do final de semana (16 do total), seguida pela região Oeste Potiguar com 5 CVLIs (19% do total); depois vem a Região Agreste também com 2 CVLIs (15% do total), e finalmente a Região Central Potiguar que registrou 1 CVLIs ou 4% do total.

A Região Metropolitana de Natal concentrou 50% das ocorrências (13 CVLIs do total), da mesma forma como o Interior do estado com 50% (13 do total). A tendência de migração criminal devido à concentração de esforços na capital dá mostras de sua veracidade: além de Natal com registro de 4 CVLIs, a RMN segue com 4 CVLIs em Ceará-Mirim, 3 em Maxaranguape e; Macaíba com 2 CVLIs em cada. No interior aconteceram 2 em Canguaretama, e, com um CVLI em cada, os seguintes municípios: Canguaretama, Acari, Areia Branca, Assu, Boa Saúde, Bom Jesus, Brejinho, Ipanguaçu, Montanhas, Mossoró, Nova Cruz e Umarizal.

O final de semana começou com 7 CVLIs, aumentando no sábado para 9 CVLIs e por fim, terminou com no domingo com 101 ocorrências em cada (40% do total em cada dia).

Quanto aos horários (períodos) em que ocorreram os CVLIs neste FDS, o horário da noite foi o de maior concentração, com 8 CVLIs (30% do total), seguido de perto da tarde com 7 CVLIs (27% do total), depois veio a madrugada com 6 CVLIs (23% do total) e finalmente a manhã com 5 CVLIs (19% do total).

Quanto aos instrumentos letais utilizados para a execução dos CVLIs neste último FDS de julho, o uso de arma de fogo mantém a predominância com 962% dos casos (25 do total), seguido da arma branca com 1 ocorrência (4% em cada).

Feminicídios e Feminicídios

O Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (OBVIO), assim como vem divulgando os dados quantitativos sobre a violência homicida no RN em geral, as chamadas Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLIs), traz também os dados específicos relativos ao “feminicídio”, ou seja, as mortes violentas e homicídios ocorridos com mulheres (como elemento motivador o fato de serem mulheres e mortes de mulheres em geral).

Até domingo (13/08/2017) foram 89 femicídios no ano de 2017 no RN (aumento de 53% em relação a 2016), 58 em 2016 e 65 em 2015 no comparativo com o mesmo período. Quanto aos “feminicídios“, foram 27 em 2017, contra 19 em 2016 e 11 em 2015, também no comparativo do mesmo período.

NOTA:

Reiteramos que o OBVIO utiliza a sigla CVLI referindo-se às Condutas Violentas Letais Intencionais que reúnem todo espectro da ação humana que visa a atingir fisicamente a outro, produzindo morte como resultado final imediato ou posterior em decorrência da natureza do ferimento causado, em virtude de ação e/ou omissão. O conceito adotado pelo Observatório se adapta à legislação sem prejulgar ninguém, muito menos causar prejuízo na aferição dos números da violência letal intencional, sendo incluídos todos os crimes e condutas análogas que tenham sido cometidas sob esse entendimento.

OBSERVATÓRIO DA VIOLÊNCIA LETAL INTENCIONAL DO RN

ACIDENTE DE TRÂNSITO NAS PROXIMIDADES DE SÃO JOSÉ DO SERIDÓ


A   bruxa  está solta na rodovia  288 entre as  cidades de Cruzeta e São  José do  Seridó. Um acidente de trânsito tipo capotamento foi registrado próximo ao município de São José do Seridó na tarde desta segunda-feira (14).


Apenas uma pessoa estava no carro, um representante comercial do ramo de medicamentos, a vítima sofreu pequenos ferimentos pelo corpo, o veiculo que a vítima trafegava era um Prisma, da cor branca, placas  PZT 8528- Belo Horizonte- MG.


Carlos Felipe / Plantão Caicó 


PM morto foi executado porque bandidos viram na carteira dele a identificação policial


velório do sargento da Polícia Militar Herbet Helio Ferreira Lima, de 38 anos, aconteceu na tarde deste domingo (13), no Centro de Fortaleza. O oficial foi abordado por dois homens quando deixava um familiar em sua residência, no Bairro Parque Dois Irmãos, neste sábado (12).





Ao roubar a carteira do PM, os suspeitos identificaram que Herbet era militar e o executaram com três disparos: um na nuca e dois nas costas, segundo o irmão da vítima que não quis se identificar. As informações são do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.




O irmão da vítima que também é Polícia Militar informou que o responsável pela morte do sargento já foi identificado. “Ele (o suspeito) faz assaltos na avenida Expedicionários, no Parque Dois Irmãos. Eu sou militar e não vamos deixá-lo em paz até prendê-lo”, declarou o familiar ao Barra Pesada.




O PM também promete que não deixará o crime impune. “Bandido que troca tiros com a polícia vai receber aço também“, ressalta.



Helio Herbet é o 15º policial assassinado no Estado do Cerá. O irmão comenta sobre o perigo da profissão e como os oficiais estão suscetíveis a serem vítimas de crime como esses.



“Hoje em dia, é difícil um policial chegar a 30 anos de profissão”, lamentou o irmão. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o caso e uma equipe policial realiza buscas para capturar os criminosos responsáveis pela ação.




RN é o segundo do Nordeste que mais solta presos em audiências de custódia

O Rio Grande do Norte é o segundo estado do Nordeste onde mais se soltam presos em audiências de custódia, aponta levantamento da reportagem do portalnoar.com no banco de dados do Conselho Nacional de Justiça, que regulamentou as audiências desde outubro de 2015.


Quando se consideram as 27 unidades federadas do Brasil, o Rio Grande do Norte é o décimo estado onde mais se soltam presos. A Bahia é onde mais solta, com índice de 61,25%. O Rio Grande do Sul é o estado mais rigoroso com a soltura. Lá, apenas 15,17% dos presos em flagrante são liberados.


No Brasil, foram realizadas 258.485 audiências de custódia de outubro de 2015 a 30 de junho deste ano. Foram 115.497 (44,68%) atos de liberdade provisória e 142.988 (55,32%) prisões preventivas.


No mesmo período, foram realizadas 3.270 audiências de custódia no Rio Grande do Norte. Os números são exclusivos de Natal, de acordo com o Tribunal de Justiça do RN, e ainda não contabilizam as realizadas em Mossoró.


As audiências de custódia consistem na apresentação a um juiz, em até 24 horas, do flagranteado em crime. Caberá ao magistrado decidir se o mantém preso ou libera.


Diante de um juiz, 1.561 presos foram liberados até 24 horas após terem sido presos em flagrante por algum cometimento de crime no Rio Grande do Norte. Já 1.709, ou 52,26%, tiveram a prisão preventiva decretada.


As liberações de alguns presos têm inflamado o debate sobre a utilização do instrumento. Na semana passada, um homem condenado por assalto foi liberado após audiência de custódia.


Em junho, um traficante preso com 8 quilos de cocaína e uma pistola 380 foi liberado em audiência de custódia. Ele só voltou à prisão após a repercussão do caso na sociedade, quando teve a prisão preventiva decretada.



Os dados do CNJ ainda indicam que 2% das prisões (77 casos) têm registro de alegação de violência no ato da prisão. As estatísticas ainda registram que 34 casos, ou 1.04% do total, foram encaminhados para o serviço social.


Abaixo, o levantamento feito pelo portalnoar.com nas 27 unidades da federação. Os dados foram tabulados por ordem decrescente, listando de quem mais solta para quem mais prende:

Ranking Brasil

61,25% Bahia

57,86% Amapá

56,28% Mato Grosso

51,58% Distrito Federal

50,38% Santa Catarina

49,12% Acre

48,83% Amazonas

48,02% Roraima

47,76% Minas Gerais

47,74% Rio Grande do Norte

47,55% Alagoas

46,21% Espírito Santo

46,06% São Paulo

45,67% Maranhão

44,56% Piauí

44,05% Goiás

44,02% Pará

43,32% Paraíba

42,56% Rio de Janeiro

42,25% Paraná

41,29% Sergipe

40,57% Ceará

39,65% Pernambuco

39,52% Tocatins

37,50% Rondônia

35,31% Mato Grosso do Sul

15,17% Rio Grande do Sul

Portal no AR / Plantão Caicó

Queda de receitas mantém 23% das UPAs fechadas

Sem dinheiro, prefeituras de todo o Brasil estão com dificuldade para manter funcionando programas federais, como a operação de postos de saúde e a circulação de ambulâncias. Anunciadas como solução prática para desafogar emergências de hospitais públicos a partir de um programa do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, hoje preso, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) ilustram bem o problema da burocracia federal e da falta de planejamento na implantação de programas públicos de saúde.

Desde 2008, o governo federal construiu, com verba própria, 711 UPAs 24 horas, que funcionam como postos de saúde para casos de pequena e média complexidades. A ideia, ainda no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, era copiar o exemplo do Rio e espalhá-lo por todo o país. Depois que o prédio está pronto, a manutenção das unidades depende basicamente de investimento das prefeituras. Mas, como boa parte dos municípios enfrenta queda de arrecadação, cerca de um quarto dessas UPAs nunca abriu: 163, ou 23% do total.

Caicó : Polícia prende ex-presidiário com arma de brinquedo

Na noite deste domingo (13), Policiais Militares do GTO prenderam o ex-presidiário Jardel Gerônimo Sobrinho, o mesmo foi preso próximo a rodoviária de Caicó e com o mesmo foi encontrado um revólver de brinquedo (simulacro) na cintura.

Jardel foi levado para delegacia de Polícia Civil e lá confessou ao Policiais que ia práticar um assalto no Posto Santa Cruz que fica localizado no bairro Barra Nova.

Moto CB 300 tomada de assalto em Caicó é localizada pela polícia

Moto Honda/CB 300R preta com placa OJU 2713 de Caicó/RN que foi tomada de assalto no dia 10 de Agosto, na frente da Academia Cactos na Avenida Seridó, foi localizada por uma guarnição de viatura do GTOR na noite deste domingo.

O COPOM da Polícia Militar recebeu uma informação que o veículo estaria circulando no bairro João XXIII e enviou viaturas que realizaram várias diligências para tentar localizá-lo.


A moto, que estava sem a placa, foi localizada nas proximidades do beco da troca. O mais surpreendente foi que quando a polícia chegou o proprietário estava no local em uma caminhonete e apresentou-se como o dono da moto.

A moto foi levada pelos policiais para a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos cabíveis.

Caicó na Rota da Notícia / Plantão Caicó

CORTE O SEU CABELO E FAÇA A SUA BARBA NA BARBEARIA KN



A barbearia KN fica localizada na Rua José Hermínio, Número  460, Bairro Paraíba, (A 50 metros do Centro Cultural).

De Segunda à Sábado das 07:30 as 18:00, (Sem fechar para o almoço)

Ligue e marque o seu horário : 84 - 9.9818 - 6290 ou 84 - 9.9943 - 2168