quinta-feira, 30 de novembro de 2017


Argentina encerra busca de sobreviventes de submarino desaparecido



A Marinha argentina encerrou, nesta quinta-feira, as buscas pelos 44 tripulantes do submarino “ARA San Juan”, que desapareceu há duas semanas no Atlântico Sul, mas permanece a procura do casco do submergível.

“Mudança de fase (de resgate) para busca”, declarou o porta-voz da Marinha, Enrique Balbi. Apesar de não ser possível afirmar que morreram, “não há evidência alguma do naufrágio nas áreas exploradas” e já transcorreu o “dobro do tempo” estimado para se encontrar alguém com vida.

AFP

Whatsapp fora do AR




WhatsApp saiu do ar na tarde desta quinta-feira (30). Desde as 15h49, usuários reclamam que o mensageiro caiu nos aplicativos oficiais para Android e iPhone (iOS). Ainda segundo internautas nas redes sociais, o WhatsApp Web também caiu – o programa permite consultar mensagens no PC.
O site Outage Report já registra mais de 8 mil reclamações sobre a pane. O serviço de monitoramento de sites também mostra, em um mapa, que praticamente todas as regiões do planeta são afetadas pela pane.

Passagem molhada do Umari já é real na atual gestão



Mais uma obra que o Município de Caicó encontrou totalmente abandonada, já começa a se tornar realidade. O prefeito de Caicó, Batata Araújo, anunciou nas redes sociais que a passagem molhada do Umari foi viabilizada através de recursos federais, através dos deputados Walter Alves, Rogério Marinho e da solicitação também do vice-prefeito de Natal, Álvaro Dias.

Nesta quinta-feira (30) mais de 800 sacos de cimento já chegaram ao canteiro de obras, o que dará celeridade na execução daquela passagem molhada. De acordo com o prefeito, a obra é sonhada há muitos anos pelos moradores daquela região e já tinha sido reivindicada pelos vereadores Júlio Gregório e Lobão Filho, dentre outros.

“É muito fácil mandar cumprir”, desabafa Robinson sobre Justiça ordenar pagamentos de duodécimos




O governador Robinson Faria, em tom de desabafo, comentou nesta quarta-feira, 29, que considerou “precipitada” as três decisões do Tribunal de Justiça, tomadas por três desembargadores diferentes, de mandar o Governo do Estado pagar os duodécimos devidos pelo Executivo ao Ministério Público, Tribunal de Contas e Assembleia Legislativa.

“Em outros estados do país, que também atravessam crise, houve uma compreensão dos poderes e da sociedade – que se organizaram para salvar o Estado. Acho que deve haver este sentimento aqui também”, lamentou Robinson durante solenidade comemorativa aos 100 anos de existência do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte.

O governador lembrou que ele próprio propôs na semana passada uma reunião no Ministério Público com o procurador-geral de Justiça e os demais representantes dos poderes para discutir os débitos do Executivo de duodécimos, mas que as decisões judiciais atropelaram os acontecimentos.



“Não se trata dos poderes, mas de uma política de Estado. Então, é muito fácil o poder Judiciário mandar o governo cumprir, mas eu pergunto: como é que eu vou cumprir? Onde está o dinheiro para cumprir?”, indagou o governador ao convidar os Poderes, juntamente com o Executivo, a abrir seus extratos de conta.

Robinson Faria desabafou: “Se eu não estou cumprindo, também não estou pagando o servidor. O servidor deles (Poder Judiciário) está em dia; o que está atrasado é o meu, do Poder Executivo, o mesmo poder que paga o hospital, que paga a estrada, que paga o enfrentamento da seca, que paga os remédios para o hospital. Quem tem o maior arcabouço de despesas é o Executivo. O Executivo tem o pessoal e as despesas de custeio que são gigantescas. Então, acho que temos que ter um momento de desarmamento, temos que pensar grande, sou uma pessoa que é do diálogo, apenas eu faço um pequeno comentário: essas ações poderiam não ter acontecido”.

Robinson reconheceu o direitos dos Poderes de protestar, já que o repasse dos duodécimos é constitucional e ele não pode ir contra a Constituição, “mas tem que ver a situação do Estado”. E asseverou: “Acho que temos que ter essa compreensão. Não estou criticando, não estou debatendo, fazendo um debate pela imprensa, mas acho que eles (Judiciário) poderiam ter tido um pouco mais de paciência porque a boa vontade do governo sempre existiu e nunca deixou de repassar os duodécimos quando podia”.

Lembrou que vive permanentemente uma escolha de Sofia. “Se passarmos dinheiro para os Poderes, não repassamos para os servidores. Se passo para o servidores, não repasso para os poderes. Então, não pago hospital, não pago os médicos, não pago as cooperativas, falta dinheiro para as cirurgias eletivas…então o governador vive nesse dilema, nessa escolha de Sofia 24 horas. Então é uma gestão de crise”.

Comissão do senado autoriza posse de arma de fogo por moradores da zona rural




A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou, nesta quarta-feira (29), o projeto que autoriza a compra de arma de fogo por moradores da zona rural. Por 11 votos a 5, a proposta segue para análise da Câmara caso não haja recurso para que seja apreciada pelo conjunto dos senadores, em plenário.


O texto altera o Estatuto do Desarmamento para permitir a aquisição de armas de fogo por residentes em áreas rurais maiores de 21 anos. Para isso, os proprietários rurais devem atender a pré-requisitos como atestado de bons antecedentes e comprovante de residência em área rural.

VENDE-SE CASAS EM ÓTIMA LOCALIZAÇÃO E FINANCIADAS PELA CAIXA E BANCO DO BRASIL





Adquira seu imóvel com condições especiais e os melhores planos do mercado !

Residencial Acácia

Localizado no Loteamento Serrote Branco I, com rede de água e energia.

Descrição do Imóvel

Garagem

Sala de Estar

Cozinha Americana

Dois Dormitórios

Bwc Social

Área de Serviço

Jardim

Valor do imóvel : R$ 120.000,00 (Financiamento Pelo Programa Minha Casa, Minha Vida).

Central de Vendas : 84 - 9.9613 - 3482 / 84 - 9.9905 - 0393

Carro do deputado estadual Ricardo Motta é tomado de assalto em Natal


Uma camionete modelo Hilux, de cor marrom e placa QGR-2106, pertencente ao deputado estadual Ricardo Motta (PSB), foi tomada de assalto no final da tarde desta quarta-feira, 29, nas imediações do Viaduto do Baldo, na Cidade Alta, zona Leste de Natal. A informação foi confirmada ao Portal Agora RN/Agora Jornal pelo próprio deputado.

No momento do crime, apenas o motorista do parlamentar estava no interior do veículo. O condutor estava estacionando, quando dois homens se aproximaram, cada um em um carro, e anunciaram o assalto. A Hilux foi levada e um dos carros usados no assalto foi deixado no local da ocorrência, que fica próximo ao escritório do PSB, partido de Motta.

A região, segundo Ricardo Motta, já registrou outros assaltos semelhantes. À reportagem, Ricardo Motta disse que pelo menos outros seis assaltos aconteceram no mesmo local este ano.

O deputado realizou um boletim de ocorrência na Delegacia de Plantão da Zona Sul, em Candelária. Até o fechamento desta matéria, o veículo ainda não havia sido localizado.

Agora RN

Governo aponta 'esgotamento de recursos'



O Governo do Estado enviou nota explicando que os gastos do Tesouro com a previdência dos servidores públicos em 2016, “são muito superiores aos gastos em 2015 e 2014 em face do esgotamento dos recursos do Fundo Financeiro”.

Em função do relatório divulgado pelo Instituto Fiscal Independente (IFI), que aponta um aumento de 74% no gasto com a previdência entre 2015 e 2016, o governo informou que existe “crescimento do número de aposentados e pensionistas e consequente redução da contribuição per capita dos servidores, pois na inatividade só contribuem sobre o que ganham acima do teto de benefícios da Previdência Geral”.

Segundo a nota do governo, a explosão do déficit previdenciário - consequência do esgotamento dos recursos do Fundo Financeiro - “é a causa estrutural das dificuldades fiscais do tesouro potiguar”.

Com relação aos investimentos públicos, o Governo do Estado informou que entre 2015 e 2016, pelos números que se tem, “não houve queda no investimento em valor absoluto”, na seguinte ordem: R$ 426 milhões, 2015; R$ 525 milhões, 2016; e, R$ 360 milhões, 2014. “O crescimento reflete o pagamento do estádio Arena das Dunas”, afirma a nota do governo.

De acordo com o relatório do Instituto Fiscal Independente, publicado na edição de terça-feira da TRIBUNA DO NORTE, houve uma queda de 7% no volume de investimentos públicos feitos pelo Rio Grande do Norte entre 2015 e 2016.

Tribuna do Norte