quarta-feira, 6 de dezembro de 2017


Submarino argentino fez oito chamadas para terra antes de desaparecer dos radares



Entre a uma hora da manhã de 15 de novembro e as 7h19, o capitão do ARA San Juan, o submarino que desapareceu 450 ao largo da costa argentina, falou de 55 minutos com a base. As comunicações satélite mostram que o capitão fez oito chamadas para terra que duraram entre 60 segundos e 13 minutos e nas quais foram relatados o curto-circuito e um princípio de incêndio a bordo.


Os dados sobre as comunicações entre o submarino e a base foram divulgados pela Tesacom, que fiscaliza as comunicações satélite da linha Iridium. Segundo o El País, a Marinha espanhola, que não tinha ainda revelado esta informação, desvaloriza a existência das comunicações. “Recebemos esta lista, que confirma as chamadas telefónicas e de dados. São as primeiras chamadas que o comandante da unidade fez, dando conta da falha e do curto-circuito e princípio de incêndio, fumo sem chama”, disse Enrique Balbi, porta-voz do ramo, citado pelo diário espanhol.


Numa das comunicações, o capitão Pedro Fernández dá conta de um problema mecânico. “Entrada de água de mar pelo sistema de ventilação no tanque de baterias número 3 originou um curto-circuito e princípio de incêndio no balcão de barras de baterias. Baterias de proa fora de serviço. Neste momento, em imersão propulsionando com o circuito divido. Sem novidades sobre pessoal. Manterei informado”, refere uma mensagem enviadas a partir do submarino.

Nenhum dos envolvidos considerou a avaria grave. Ainda assim, o capitão Pedro Fernández recebeu ordens para suspender a fiscalização de pescas ilegais na costa argentina e rumar a terra. Cerca de duas horas depois da comunicação em que foi reportada a entrada de água no submarino, a Organização de Controlo de Provas Nucleares detetou uma explosão. Duas semanas depois, o ministro da Defesa dava ordem para que fossem suspensas as buscas. Já não havia hipóteses de encontrar elementos da tripulação com vida.

Estado paga nesta quarta salários de até R$ 4 mil referentes ao mês de outubro



Os servidores do Governo do RN que recebem entre R$ 2.001,00 R$ 4 mil recebem seus vencimentos referentes ao mês de outubro nesta quarta-feira (6), conforme anunciado pelo governo.

Para os ativos, o crédito já está disponível nas contas dos servidores. O pagamento dos inativos (aposentados e pensionistas) será depositado a partir das 14h, em virtude de trâmites operacionais.

Governo homologa resultado final do concurso para Agente Penitenciário do RN



O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Administração e dos Recursos Humanos e da Comissão Especial do Concurso Público para provimento de vagas para Agente Penitenciário – Nível I, divulgou nesta quarta-feira (6) o resultado final definitivo do Curso Específico de Formação de Agente Penitenciário (CEFAP) e do referido certame. A homologação do resultado definitivo está publicada no Diário Oficial, disponível em www.diariooficial.rn.gov.br.

De acordo com a publicação, as respostas aos eventuais recursos interpostos em face do resultado final preliminar poderão ser apresentadas aos impetrantes mediante comunicação individual.

São 571 (quinhentas e setenta e uma) vagas para o cargo de Agente Penitenciário – Nível I da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte (SEJUC/RN).

O concurso regido pelo Edital nº 001/2017 – SEARH/SEJUC/RN foi composto por seis etapas:  Prova Escrita Objetiva de Múltipla Escolha; Teste de Aptidão Física; Avaliação de Aptidão Psicológica Vocacionada; Exame Toxicológico; Investigação Social e Curso de Formação, realizado pela Escola Penitenciária do Estado do Rio Grande do Norte.

Rogério 157 aparece algemado e sorridente em selfies com policiais, após prisão




G1/RIO - Imagens de policiais sorridentes ao lado de Rogério 157, instantes após sua prisão, foram viralizadas nas redes sociais nesta quarta-feira (6). Nas fotos, eles aparecem posando para a fotografia ou até mesmo tirando selfies. Em uma delas, o próprio traficante aparece algemado e sorrindo.

Na Cidade da Polícia, onde o caso era registrado, alguns agentes já tinham conhecimento do alcance tomado pelas imagens e criticaram. "Tem gente muito trouxa. Tirar foto com bandido? Parece até que não conhecem o código penal", disse um policial que não quis se identificar.

O delegado Gabriel Ferrando, um dos responsáveis pela operação que culminou na prisão, disse que ainda não há decisão sobre o que ocorrerá com os autores das fotografias.

“É uma questão que está sendo corrigida. Eu realmente não aprovo. Mas foi um momento de explosão. Foi uma vitória para todo o Rio. Foi um momento de explosão, mas isso já está sendo visto”.

Prisão de Rogério 157

Um dos chefes do tráfico da Rocinha, Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, foi preso nesta quarta-feira (6) de manhã no Arará, Zona Norte.

Ele foi capturado por dois policiais, um da 12ª (Copabana) e outro da 13ª (Ipanema). Segundo os agentes, ele não resistiu à prisão, que ocorreu na laje de uma casa. Ainda de acordo com a polícia, havia seguranças com Rogério quando ele foi localizado, mas os comparsas fugiram com a chegada da equipe. O traficante foi encontrado na casa de uma mulher na comunidade.

Nos últimos meses, depois da guerra na Rocinha, o traficante estava rondando as favelas do Comando Vermelho, sem permanecer muito tempo em nenhuma comunidade.

Segundo o Disque Denúncia, desde o início do ano foram recebidas 434 denúncias contendo informações sobre o traficante Rogério 157 durante operação que ocorre nas imediações da comunidade da Mangueira.

VENDE-SE CASAS EM ÓTIMA LOCALIZAÇÃO E FINANCIADAS PELA CAIXA E BANCO DO BRASIL




Adquira seu imóvel com condições especiais e os melhores planos do mercado !

Residencial Acácia

Localizado no Loteamento Serrote Branco I, com rede de água e energia.

Descrição do Imóvel

Garagem

Sala de Estar

Cozinha Americana

Dois Dormitórios

Bwc Social

Área de Serviço

Jardim

Valor do imóvel : R$ 120.000,00 (Financiamento Pelo Programa Minha Casa, Minha Vida).

Central de Vendas : 84 - 9.9613 - 3482 / 84 - 9.9905 - 0393

Camarote terá una versão móvel para unir foliões




A cervejaria Skol, patrocinadora oficial da micareta natalense, está com uma programação especial fora de sua área privativa. De 7 a 10 de dezembro, na área batizada de Arena Elétrica, a cervejaria programou vários shows na unidade móvel Pranchão Skol. Trata-se de um espaço no qual os foliões de todos os blocos e camarotes poderão brincar juntos, sem distinção. As atrações animarão o espaço mais ‘em conta’ da festa.

O Pranchão será aberto aos blocos e público de todos os setores do Carnatal, com shows e dançarinos

“A Skol vai abraçar e incentivar tudo aquilo que une as pessoas. Esse é um trio diferente, aberto e próximo do folião”, explica Felipe Bratfisch, gerente regional de marketing da Cervejaria Ambev. A programação do Trio Pranchão Skol contará a banda Psirico, que tem a frente o cantor Márcio Victor, a banda Babado Novo, com Mari Antunes, e Banda Eva, com Felipe Pezzoni e o grupo FitDance, que executarão coreografias da moda. A cervejaria também criou uma latinha especial para o carnatal para celebrar os 27 anos da festa. A embalagem de 350ml será comercializada nos bares e ambulantes autorizados e durante a festa, nos supermercado Bompreço e Nordestão da capital potiguar.

Serviço

Pranchão Skol

Quinta: Som e Balanço + Fit dance das 23h à 1h

Sexta: Babado Novo das 0h às 2h

Sábado: Psirico das 1h às 3h

Domingo: Banda Eva das 23h à 1h


Tribuna do Norte 

Servidores da saúde e UERN se reúnem com deputados para discutir atraso nos salários




Os servidores estaduais da Saúde e da UERN se reuniram com deputados estaduais na manhã desta terça-feira (5) para discutir uma solução para o atraso no pagamento dos salários. Eles ocupam a antessala da ALRN desde a tarde de ontem.

O líder do Governo na Casa, o deputado Dison Lisboa (PSD) informou que o governador Robinson Faria (PSD) está articulando a edição de uma Medida Provisória (MP) pelo presidente da República Michel Temer (PMDB), para conseguir auxílio extra R$ 750 milhões, a exemplo do que aconteceu com o estado do Rio de Janeiro. Os recursos, segundo ele, permitiriam a regularização do pagamento dos servidores.

“Queremos sentar com todos os poderes e Ministério Público do Estado, com a presença do governador, para solucionarmos a questão”, disse Rosália Fernandes, diretora do Sindsaúde. A professora do campus da UERN de Assú, Andressa Oliveira, ressaltou a importância desse diálogo ser construído, para que possa ser restabelecido um calendário de pagamentos, de conhecimento dos servidores.