Ambulância capota e mata jovem em trabalho de parto, na Paraiba

07:44:00


   

Acidente aconteceu entre as avenidas João Machado e Diogo Velho, no Centro da capital.Imagem/ Anne Gomes

Uma adolescente, de 17 anos, em trabalho de parto morreu após um acidente entre uma ambulância e dois veículos, na tarde deste domingo (25), em João Pessoa.

De acordo com testemunhas, uma ambulância do município de Bayeux, na Região Metropolitana da capital, colidiu com um ônibus e uma caminhonete após atravessar um sinal vermelho, entre as avenidas João Machado e Diogo Velho, no Centro da cidade, por volta das 13h.

Danielly Juvino Dias, grávida de seis meses, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A criança também não sobreviveu.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e socorreram as outras vítimas. Até o momento, cinco pessoas que estavam no veículo foram identificadas, o condutor, dois enfermeiros e a mãe da adolescente.

Em nota de pesar divulgada neste domingo, a Prefeitura Municipal de Bayeux lamentou o ocorrido, prestou solidariedade às famílias das vítimas e comunicou a abertura de uma sindicância para apurar as circunstâncias do acidente.

Leia Também...

1 comentários

  1. MINHAS CONDOLÊNCIAS!

    Danielly Juvino Dias, minha ex-aluna da E.E. Engenheiro José D`ávila Lins, escola onde trabalhei na cidade de Bayeux- Grande João Pessoa. Lembro-me de você sempre sorridente, alegre, cheia de vida, sempre atenta a cada explicação da matéria. Te chamava todos os dias pelo seu sobrenome (JUVINO)... Recorde-me das vezes onde fiz questão de lhe ensinar como produzir um texto dissertativo-argumentativo, como fazer um trabalho dentro nas normas técnicas, como fazer um excelente seminário (EXIGI MUITO EU SEI), e falando em seminário, o seu DIGA-SE DE PASSAGEM, FOI INDIVIDUAL sobre MITOLOGIA GREGA. FOI UMA APRESENTAÇÃO FANTÁSTICA! NOTA 10. Estou destacando agora sua disposição e força de vontade de aprender! Pois essa, sempre foi a sua marca! Eu não poderia na condição de professor deixar de ressaltar o seu potencial. Faço isso agora não com orgulho, mas com lagrimas, e se existe algum orgulho, eu tenho mesmo é do seu esforço, que é a doce lembrança que ficará na minha memória. Se há algum LAUREL para o meu trabalho, esse eu devo também a você que sempre da fraqueza tirava forças para dar o seu melhor. JUVINO, vai com Deus, descansa em paz junto com o seu bebê... Pena que estou aqui em Minas, mas deixo daqui pra você o meu ATÉ BREVE!

    De seu eterno Professor André Silva.

    ResponderExcluir