Atendimento do Samu Natal registra 1.147 trotes entre janeiro e abril deste ano

17:54:00

São ligações que vão desde os xingamentos e ameaças aos atendentes, até a indicação de ocorrências que não existem, o que acaba deslocando viaturas desnecessariamente

José Aldenir/ Agora Imagens

SAMU Natal 192 divulgou o relatório quadrimestral dos atendimento realizados em 2018

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) Natal 192 divulgou o relatório quadrimestral dos atendimento realizados em 2018 e mais uma vez os trotes aparecem com uma grande quantidade de registros, apesar de ter apresentado uma redução acentuada.

De acordo com os dados, entre janeiro e abril, o SAMU Natal recebeu um total de 17.003 chamados, dos quais 1.147 foram trotes (cerca de 7%). São ligações que vão desde os xingamentos e ameaças aos atendentes, até a indicação de ocorrências que não existem, o que muitas vezes acaba deslocando viaturas desnecessariamente.

Apesar dos números, a quantidade de trotes passados para o serviço tem caído consideravelmente. “Essa porcentagem chegava a aproximadamente 30% em outubro do ano passado. Desde então temos desenvolvido projetos com o objetivo de conscientizar a população em relação ao prejuízo que os trotes geram ao fluxo de serviço e consequentemente para quem realmente precisa do atendimento”, destacou Renata Campos, diretora do SAMU Natal 192.

Um dos projetos desenvolvidos é SAMUZINHO, feito junto às escolas municipais e que é voltado para a conscientização das crianças. Nele são realizadas visitas técnicas, orientações e capacitações de primeiros socorros. Espera-se que, ao entender como funciona o serviço e sua importância. Também é desenvolvido o SAMU e a Comunidade, onde as mesmas atividades são realizadas com um público adulto.

O SAMU é um serviço composto por profissionais qualificados, que muitas vezes podem salvar a vida de alguém apenas orientando o usuário pelo telefone. A disponibilidade das linhas para utilização apenas de quem realmente está precisando é imprescindível para que o serviço possa ser oferecido da melhor forma possível.

Agora RN

Leia Também...

0 comentários