Delegado baleado por ex-vereador morre após três anos em vida vegetativa

22:15:00

Morreu nesse sábado (11) o delegado cearense Leonardo Machado da Costa de Souza Carvalho, 40, que desde junho de 2015 se encontrava em estado vegetativo, após vítima de emboscada do ex-vereador e comerciante paraibano Ivamar de Paiva Barreto, condenado a 13 anos pelo crime. Delegado da Polícia da Paraíba, o cearense será velado na noite deste domingo (12), na Ethernus, no bairro Dionísio Torres. O sepultamento será na manhã desta segunda-feira (13), no cemitério São João Batista, no Centro. De acordo com os autos do processo, o acusado de atirar duas vezes contra o delegado cearense se incomodou com um esbarrão no interior de um mercadinho, na cidade de Uiraúna, no sertão paraibano. O acusado então aguardou a saída da vítima do estabelecimento, que estava acompanhado da mãe e dos dois filhos. “Quando o delegado estava se aproximando do carro dele, o réu o chamou e atirou duas vezes. Um dos tiros atingiu a cabeça e o outro o tórax da vítima”, relatou a promotoria do caso. Após o crime, o acusado fugiu. Mas foi preso um mês depois, no litoral do Rio Grande do Norte, a 40 quilômetros de Natal, em uma operação das polícias paraibana e potiguar. .... O ex-vereador Ivamar de Paiva Barreto acusado de atirar no delegado Leonardo Machado da Costa Sousa Carvalho foi condenado a 13 de prisão em regime fechado que serão cumpridos no Presídio de Cajazeiras. O júri foi realizado nesta terça-feira (07) no Fórum Affonso Campos, em Campina Grande. O policial ficou tetraplégico e em estado vegetativo. Na defesa do réu atuaram os advogados Ozael da Costa Fernandes e Alexandre Augusto. O ministério público foi representado pela promotora Artemise Leal Silva. O júri foi presidido pelo juiz Horácio Ferreira de Melo. O crime ocorreu no dia 13 de junho de 2015 em Uiraúna, no Sertão paraibano. O delegado Leonardo Machado, então com 37 anos, foi baleado em uma praça, de acordo com a Polícia Civil, o crime teria sido motivado por uma discussão numa fila de supermercado.Segundo as investigações, a vítima discutiu com um homem e quando saiu do estabelecimento foi atingido por dois tiros no abdômen e na cabeça. A prisão do acusado ocorreu no dia 10 de julho, também de 2015, em Ceará-Mirim/RN.

Leia Também...

0 comentários