A dois meses da posse de Bolsonaro, Kassab põe general para comandar Correios

16:39:00


 

 

O general da reserva Juarez Aparecido de Paula Cunha, ex-chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército.DivulgaçãoEscola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército Brasileiro

PUBLICIDADE

O ministro das Comunicações do atual governo, Gilberto Kassab, decidiu trocar a presidência dos Correios faltando dois meses do fim de sua gestão. O atual presidente, Carlos Fortner, vai ocupar uma diretoria até o fim do ano. Em seu lugar, assume o presidente do conselho de administração dos Correios, general da reserva Juarez Aparecido de Paula Cunha. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo e foi confirmada também pela Folha de S.Paulo.

O Estadão definiu a troca de comando como uma manobra de Kassab para manter o controle da estatal. À Folha, o ministro negou ter feito a mudança pensando em um posto no governo de  Jair Bolsonaro, afirmou que não combinou a atitude com a equipe do presidente eleito e disse que a ideia é ajudar na transição: “O Juarez é um general da área de ciência e tecnologia que se aposentou, e eu já tinha convidado para presidir o conselho dos Correios. Ele conhece o pessoal do Bolsonaro e pensei que isso ajudaria na transição”.

De acordo com o Estadão, Fortner é ligado a Kassab e enviou mensagem a colegas dos Correios avisando das mudanças e afirmando que “a transição já começou”. Na diretoria que vai ocupar até dezembro, Fortner vai comandar a parte comercial e de agências.

“Haverá mudança do estatuto, simplificando a estrutura”, escreveu. Segundo ele, o general Juarez “tem acesso direto à nova cúpula da presidência”, “não haverá ingerência política como hoje” e “haverá valorização da meritocracia”, de acordo com o relato do jornal.

Leia Também...

0 comentários