Sindasp-RN não reconhece texto atribuído aos Agentes Penitenciários sobre titular da Sejuc

16:49:00

CONFIRA NOTA OFICIAL ENVIADA PELO SINDASP-RN

O Sindasp-RN vem a público informar que não reconhece um texto que tem circulado nas redes sociais sob o título "Carta aberta dos agentes penitenciários", referente ao titular da Secretaria de Justiça. Vilma Batista, presidente do Sindicato, explica que esse texto é isolado e criado por alguém que nem mesmo se identifica.  "Não adianta fazer mídia ou campanha para A ou B usando o nome da categoria, haja vista que os Agentes Penitenciários têm um representante legal, que é o Sindasp-RN". Ela ainda completa: "nós confiamos que a governadora eleita usará critérios técnicos para escolher seu secretariado, contudo, por ela ter sua formação na base trabalhadora, sendo também de origem sindical, deverá levar em conta as demandas que forem apresentadas pelo Sindicato em prol do Sistema Penitenciário". De acordo com Vilma Batista, o Sindasp-RN não atua fazendo campanha política. "O atual secretário teve uma missão concluída, diga-se de passagem, graças ao esforço incondicional dos próprios Agentes Penitenciários, que estão na linha de frente. Então, o nome dele nem o de nenhum outro secretário estará acima da categoria". Para a presidente do Sindicato, independente de quem seja o novo secretário de Justiça, os Agentes Penitenciários continuarão exercendo suas atividades com esmero, colocando em prática os procedimentos e mantendo a ordem dentro do Sistema Penitenciário. "Inclusive, acho muito estranha essa nota que tem circulada nas redes sociais, pois durante a eleição, o próprio secretário disse claramente que não trabalharia em um governo do PT, nem ele e nem a equipe dele. Então, acreditamos que esse texto chamado "carta aberta dos agentes penitenciários" não passa de especulação de cunho politiqueiro com propósitos escusos de minar a nova gestão que ainda nem começou". Vilma Batista finaliza ressaltando que, nos próximos dias, irá se reunir com a equipe de transição para apresentar as verdadeiras pautas e demandas dos Agentes Penitenciários.

Leia Também...

0 comentários