Presidente da liga do Nordeste quer Nortestão de R$ 100 milhões e Sport de volta em 2020

13:13:00


Presidente Eduardo Rocha - Foto: Reprodução/YouTubeENTREVISTA

O presidente da Liga do Nordeste, Eduardo Rocha, afirmou que no futuro pretende ter a Copa do Nordeste com um aporte financeiro de cerca de R$ 100 milhões. Segundo Eduardo, que também preside o América/RN, o atual formato do Nordestão é mais atrativo para o público e para os clubes, uma vez que promove mais clássicos estaduais e até oito jogos para os participantes antes da eliminação. Ele ainda afirmou que pretende ter o Sport de volta a competição em 2020 com a nova gestão de Milton Bivar. 

"Nós temos um passo grande junto para dar junto à CBF, visto que a competição vai até 2022 como competição oficial da CBF. Eu tenho certeza que há uma simpatia muito grande da CBF para ampliar por mais cinco anos ou dez anos, para 2032. Daqui quatro ou cinco anos essa competição vai representar R$ 100 milhões de recurso, no mínimo. Hoje temos uma união muito grande com federações e CBF, um campeonato que já nasceu vitorioso. A Liga já sabe seu papel, que é agregar recursos para a competição. Fica mais fácil pois, na hora que congrega-se 16 marcas do Nordeste, isso facilita no diálogo com o mercado", disse Eduardo Rocha em entrevista à Antônio Gabriel, da Rádio Jornal, e Marcos Leandro, do Jornal do Commercio. 

O formato atual da competição, com dois grupos com oito clubes cada, também é atrativo na perspectiva de mercado, uma vez que promove o encontro de rivais estaduais. "Esse formato cria duas situações favoráveis. Uma que ele aumenta o número de jogos para os clubes que disputam só a primeira fase, anteriormente com seis jogos você poderia estar eliminado, agora você joga oito vezes. Ademais se preservou os clássicos regionais, com duas chaves que jogam entre si. Isso aconteceu com Santa Cruz e Náutico, Ceará e Fortaleza e etc, isso já vai trazer uma projeção muito grande. Há ainda alguma resistência para que alguns jogos não se deem no domingo ou no sábado, mas isso vai ser superado por uma questão de inteligência", comentou. 

A Copa do Nordeste 2019 será transmitida pela TV Jornal e pelo SBT Nordeste na TV aberta, e um canal esportivo fechado também transmitirá o certame. Apesar da não confirmação do nome, a Fox Sports deve colocar o Nordestão na sua grade de produtos. 

"A Copa do Nordeste abrange hoje uma mídia fenomenal no Brasil inteiro, temos TV aberta e estamos próximos de fechar com uma TV fechada. Daqui alguns dias podemos anunciar. Outro aspecto positivo é que as equipes se movimentam no mercado e tem feiro surgir, através das competições de base, o ingresso de novos valores nas equipes. A edição de 2019 tem tudo para ser uma das maiores da Copa do Nordeste", afirmou Eduardo Rocha. 

Sport de volta me 2020

A saída do Sport da Copa do Nordeste, durante a gestão de Arnaldo Barros, foi amplamente reprovada pelo torcedor rubro-negro e um 'erro' na visão de Eduardo Rocha. No entanto, o mandatário da Liga do Nordeste fez questão de colocar o acontecimento como uma 'página virada' e confirmou que Milton Bivar, presidente eleito do Leão, já enviou uma carta sinalizando o desejo da refiliação. 

"É um assunto muito doloroso, a gente da Liga já tem como página virada. O Sport merece o respeito de todo o Brasil, já disputou campeonatos internacionais e já foi campeão brasileiro. Infelizmente, num momento de erro, o presidente da época resolveu se retirar da competição e da minha visão não agiu de forma inteligente. Para mim isso é página virada. O que vale para mim é que na disputa é que Eduardo Carvalho e Milton Bivar mandaram cartas pedindo para que o Sport regressasse a competição de 2020. Não adianta alimentar rusgas, a instituição não pode pagar pelo erro de um ou dois dirigentes", comentou Eduardo. 

Eduardo Rocha ainda explicou o procedimento para a volta do Sport ao Nordestão. "Como ele pediu a desfiliação, chegou a esse ponto, o primeiro passo é mandar uma carta com pedido de refiliação. Temos que levar a um colegiado, mas imagino que ninguém vai ter o problema de ver o Sport participar da competição novamente. Ao se refiliar, o Sport terá que em campo terminar ao menos em terceiro lugar no estadual". 

Rádio Jornal

Leia Também...

0 comentários