domingo, 14 de janeiro de 2018


ATENÇÃO : DNIT INSTALA PLACA DE PROIBIDO ESTACIONAR EM PLENA ÁREA COMERCIAL DE CAICÓ


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT está instalando uma série de placas de trânsito na área urbana da BR-427 no Município de Caicó e entre essas placas uma delas tem chamado atenção. Trata-se de uma placa R-6a que trata da proibição de estacionar. 



A placa de proibido estacionar foi instalada pelo DNIT na Avenida Coronel Martiniano em plena área comercial de Caicó nas proximidades do cruzamento com a Av Rio Branco. A competência de fiscalizar o trecho ainda é da Policia Rodoviária Federal.


A nossa reportagem consultou alguns especialistas em trânsito e fomos informados que a proibição imposta na placa vale para toda extensão da quadra onda ela está localizada seja antes ou depois da placa. No caso específico a proibição de estacionar teoricamente teria válida no trecho entre o cruzamento da Av. Coronel Martiniano com Av Celso Dantas até o cruzamento da Coronel com a Av. Rio Branco.

Fonte: Eduardo dantas

RN já registra 77 homicídios em 2018, crescimento de 37,5% em relação a 2017

Números do Observatório da Violência Letal Intencional (Obvio), instituto que contabiliza a ocorrência de crimes violentos no Rio Grande do Norte, mostram que 24 homicídios foram registrados no estado apenas entre a sexta-feira e o sábado.

Em apenas dois dias, foram 4 assassinatos em Mossoró, 3 em Natal, São Miguel do Gostoso e São Gonçalo do Amarante, 2 em Ceará-Mirim, Nísia Floresta e Patu e 1 em Macaíba, Pau dos Ferros, Areia Branca, Poço Branco e São Bento do Norte. Os índices representam uma média diária de quase 6 (5,92) ocorrências por dia.

Com esses novos casos, o número de homicídios anotados no Rio Grande do Norte em 2018 chegou a 77, número 37,5% maior do que a quantidade registrada no mesmo período do ano de 2017 (56).

SÃO MIGUEL
Os três homicídios registrados em São Miguel do Gostoso, no Litoral Norte, foram resultado de um triplo homicídio. Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na madrugada do sábado, 13, e as vítimas seriam três pessoas da mesma família: um pai, seu filho e a nora. Ainda segundo informações não confirmadas, a mulher estaria grávida, o que configuraria uma quarta vítima do assassinato.

A PM diz que o crime tem características de execução, uma vez que as vítimas foram mortas à queima-roupa. Dentro da casa onde aconteceu o assassinato foram encontradas cápsulas de espingarda.

Agora RN

INACINHO VIAGENS : VIAGEM COM CONFORTO, SEGURANÇA E PONTUALIDADE



Caicó - Natal - Caicó é com Inacinho Viagens.

De Segunda a Sexta;

Caicó - Natal 2:40h e 14:00h

Natal - Caicó 02h40 min e 13:00h

Sábados

Caicó - Natal 02h40 min e 14:00

Natal - Caicó 02h40 min e 12:00

Domingos

Caicó - Natal 14:00h

Natal - Caicó 14:00h

Disque viagens 84 - 9.9951-3565 / 84 - 9.8718-4041 / 84 - 3421-1920 / 99196-1102


PRIVATIZAÇÃO DE 168 ESTATAIS PODERIA RENDER ATÉ R$ 500 BILHÕES




Não é só a Eletrobras. É também a Agência de Pesca do Amapá. Não é apenas a Sabesp, em São Paulo, ou a Cedae, no Rio. É a Empresa Baiana de Alimentos, o Jardim Botânico de Brasília ou mesmo a Companhia de Processamento de Dados da Paraíba.

A lista de empresas públicas com potencial para serem privatizadas é longa. Mais precisamente, são 168 estatais e 109 subsidiárias, na União e em todos os Estados.

O potencial de arrecadação, por sua vez, é elevado: gira entre R$ 400 bilhões e R$ 500 bilhões.

Os dados constam de uma pesquisa realizada pela consultoria internacional Roland Berger. Foram avaliadas 496 estatais. Dessas, 219 ficaram de fora do cálculo, por não serem passíveis de venda ou não terem informações disponíveis —o que quer dizer que o montante poderia ser ainda mais elevado.

O maior potencial de arrecadação estaria no governo federal. Tomando com base um valor de R$ 421 bilhões com as vendas, 71% estariam concentrados na União.

Para ter uma dimensão, os recursos seriam suficientes para cobrir quase três vezes o deficit primário do setor público, segundo o resultado mais recente divulgado pelo Banco Central.

O cenário apresentado pelo estudo, porém, é hipotético -não quer dizer que seja factível ou mesmo desejável, segundo Antonio Bernardo, presidente da consultoria no Brasil e na América Latina.

“A ideia foi mostrar o potencial máximo para que o Estado reduza a sua participação no mercado, mas isso pode ser feito de diferentes formas que não necessariamente a venda completa da empresa. Há alternativas como concessões ou uma abertura gradual do capital.”

O estudo de fato expõe um cenário drástico, mesmo para os maiores entusiastas.

Dos R$ 421 bilhões de potencial identificado, a maior fatia (47%) viria do setor financeiro, e a maior parte desse valor seria referente à venda da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e do BNDESPar (braço de participação acionária do BNDES) —privatizações que hoje nem sequer são cogitadas e que são, no mínimo, polêmicas.

Em seguida, vêm empresas dos setores de óleo e gás (15%), saneamento básico (15%), transportes (8%) e energia (5%).

 

CHUVA MELHORA NÍVEL DE RESERVATÓRIOS E TRÁS ALÍVIO NA CONTA DE LUZ EM JANEIRO



As chuvas deste início de ano em quase todo o país podem trazer um alívio na conta de luz.
Com os reservatórios mais cheios, o governo já começou a reduzir a geração de energia das termelétricas, que é bem mais cara.




No Sudeste e no Centro-Oeste, onde estão as hidrelétricas mais importantes, os reservatórios tiveram o pior nível no mês de dezembro desde 2014. Graças às chuvas dos últimos dias, eles começam a se recuperar. No reservatório de Furnasx, em Minas Geraisx, o volume de água passou de 9,67%, em novembro, para 11,38%, em dezembro, e 16,34%, em janeiro. Serra da Mesa, em Goiásx, também melhorou de novembro para cá. Hoje, o volume é quase o dobro. Sobradinhox, o maior reservatório do Nordeste, na Bahiax, quase secou em novembro e agora tem 11,44% da capacidade.



Com as chuvas, o uso de energia das termelétricas hoje é menos da metade do que era usado em novembro. O especialista em mercado de energia Fernando Umbria diz que a boa notícia de janeiro é que está chovendo onde é preciso chover. “Choveu bem nas regiões em que nós temos, digamos assim, a caixa d’água do setor elétrico, que é basicamente o estado de Minas Gerais, alguma coisa de São Paulo. Então ali tem chovido de maneira bastante intensa e isso tem ajudado muito na geração de energia do país”, explica.

PROMOÇÃO NA LK MULTIMARCAS





Kits com camiseta + bermuda 
a partir de 
R$ 65,00 à vista

na LK MULTIMARCAS
9.9927-8030

Tamanhos das camisetas do P ao XGG e bermudas nos tamanhos até 46

Rua Renato Dantas, 643, Centro de Caicó RN
por trás do Banco do Nordeste.

Obs: Os valores das bermudas variam de acordo com modelo. Consultar na loja. Promoção para pagamentos a vista.