domingo, 18 de março de 2018


TRÊS HOMENS SÃO PRESOS POR TENTATIVA DE ROUBO DENTRO DO CENTRO ADMINISTRATIVO


Três funcionários terceirizados que cuidavam da limpeza do Centro Administrativo do Governo do Rio Grande do Norte foram presos em flagrante por tentar roubar um pneu na dependência do local, ação aconteceu na madrugada deste domingo, 18.

Segundo a polícia um dos homens trabalhava há mais de vinte anos na empresa terceirizada de limpeza. Os funcionários foram flagrados pelos seguranças do centro administrativo e levados a delegacia. De acordo com a polícia o pneu que estava sendo roubado não chegava a valer R$ 60,00.

Na manhã deste domingo os suspeitos foram levados ao Itep para passar por exames.

ADQUIRA O SEU IMÓVEL COM CONDIÇÕES ESPECIAIS E OS MELHORES PLANOS DO MERCADO



Residencial Acácia, um empreendimento com 70% comercializado.

Localizado no Loteamento Serrote Branco I, com rede de água e energia.

Descrição do Imóvel

Garagem

Sala de Estar

Cozinha Americana

Dois Dormitórios

Bwc Social

Área de Serviço

Jardim

Rua pavimentada

Valor do imóvel : R$ 120.000,00 (Financiamento Pelo Programa Minha Casa, Minha Vida).

Central de Vendas : 84 - 9.9613 - 3482 / 84 - 9.9905 - 0393.

BANDIDOS INVADEM FÓRUM DE MACAU E LEVAM ARMAS E DROGAS QUE ESTAVAM EM PODER DA JUSTIÇA



Na noite deste sábado, (17), por volta das 19h40min, a polícia foi informada de que três bandidos renderam um guarda municipal que fazia a vigilância do Fórum Municipal Emídio Avelino, que fica na rua Pereira Carneiro, centro da cidade de Macau, o amarraram e lavaram armas e drogas que estavam em poder da justiça, possivelmente como provas processuais, guardadas em uma sala que foi arrombada.



Segundo informação repassada pelo o GM rendido, relatou o arrombamento de outra sala. Ainda de acordo com às informações, uma casa em frente ao fórum teria sido alugada pela quadrilha para observar toda a movimentação no fórum, concluindo o plano ao anoitecer deste sábado.




Um popular por volta das 23hs passava de frente, e ouviu os gritos de socorro do guarda, chamou um amigo para socorrer, acionando logo a Polícia Militar que de prontidão chegou ao local, e em seguida, saiu em diligências para capturar os criminosos. Segundo relatou o GM a PM e ao cidadão que o socorreu, um dos bandidos estava encapuzado, os outros dois, de cara limpa.

Focoelho

IMAGEM MOSTRAM CARRO DE MARIELLE SENDO PERSEGUIDO POR DOIS VEÍCULOS PRATA

POR ESTADÃO CONTEÚDO

Dois veículos de cor prata perseguiram nas ruas do centro do Rio de Janeiro o carro onde estavam a vereadora Marielle Franco (PSOL), a assessora e o motorista Anderson Gomes. A movimentação que pode indicar o trajeto percorrido pelos atiradores foi registrada em imagens obtidas pelo RJTV 2, da TV Globo, exibidas na noite deste sábado, 17.

O vídeo de uma câmera na Avenida Salvador de Sá, uma das vias percorridas pelas vítimas, mostra o carro branco onde estava Marielle passando e sendo seguido pelos dois veículos às 21h07. Um dos carros é um Cobalt prata.

Outras imagens divulgadas nesta sexta-feira, 16, já mostraram o momento em que a vereadora entra no carro após ter participado do evento Jovens Negras Movendo Estruturas, na Casa das Pretas, na Rua dos Inválidos. Às 21h04, um carro sai logo depois que o veículo de Marielle deixa a via.

Nas novas imagens exibidas na TV neste sábado, uma câmera mostra ainda outro ângulo da Avenida Salvador de Sá, às 21h12. Nesta gravação, a distância entre o carro de Marielle e os outros veículos prata é de quatro segundos.

Câmeras da Prefeitura do Rio de Janeiro na mesma avenida também registram os carros seguindo a vereadora. Imagens do Largo do Estácio mostram a suposta perseguição.

‘Coisa de profissional’

Amigo há 15 anos da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada na última quarta-feira, 14, o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) acompanha de perto as investigações do crime e acredita que os tiros disparados contra o carro em que ela estava foram “coisa de profissional”.

Isso pelo fato de terem partido de um automóvel em movimento e atingido o corpo dela e o do motorista, Anderson Gomes, que também morreu, em linha reta.

Ainda sob o impacto da perda de Marielle, que ele levou para a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio, e depois viu entrar na política parlamentar, o deputado disse, em entrevista ao Estado nesta sexta-feira, 16, que a morte alça Marielle à condição de símbolo mundial da luta pelos direitos individuais.

Freixo conversou com o Estado enquanto se encaminhava para a casa da família de Marielle, a quem está dando apoio emocional.

Polícia investiga participação de 2º carro

Policiais da Divisão de Homicídios do Rio descobriram que ocupantes de um segundo carro possivelmente participaram da operação de assassinato da vereadora. Câmeras, nas imediações do local onde ela participou de evento antes de ser morta, na Lapa, registraram a presença de suspeitos, cerca de duas horas antes da chegada de Marielle. Aparentemente faziam o que a polícia chama de “abajur” – ação de inteligência, para coleta de informações.

Até esta sexta, sabia-se só que ocupantes de um carro prata eram os responsáveis pelos tiros que abateram a vereadora e seu motorista. Agora, o cenário que vai sendo reconstituído pode incluir um segundo veículo.

Nele, estavam homens que, suspeitam investigadores, eram responsáveis por passar informações prévias ao atirador, que estava no outro carro, no banco traseiro, do lado esquerdo. O modo como a operação pode ter sido montada, com um grupo de vigilância e outro de execução, indica que o crime foi ação de profissionais.

As imagens mostram dois homens, em um carro estacionado perto da Casa das Pretas, na Rua dos Inválidos. A existência de câmeras de segurança na via pode ter contribuído para que Marielle não fosse morta ao chegar ou ao sair do prédio.

Os suspeitos esperaram o fim do evento. Quando ela saiu, eles já estavam prontos para seguir o carro da vítima. Imagens obtidas pela TV Globo mostram quando o veículo com os suspeitos saiu, logo após a partida do automóvel de Marielle.

Uma das informações críticas obtidas pelos criminosos foi a posição em que ela se sentou no veículo, que tinha vidros cobertos por película escura, o que dificultaria saber sua posição. Como observaram o embarque, eles viram quando ela se sentou no banco traseiro, à direita, com a assessora ao lado.