Ator César Ferrario da novela "O Outro Lado do Paraíso" será jurado do Festival de Cinema de Caicó




A Mostra Competitiva do Curta Caicó – Festival de Cinema de Caicó terá, entre os seus jurados o ator Cesar Ferrario, intérprete do personagem “Rato” na novela O outro Lado do Paraíso. O potiguar também integra o grupo Clowns de Shakespeare e começou sua carreira profissional como ator em 1993.

“É uma honra e uma felicidade poder participar do Curta Caicó. E nesse sentido, eu acredito que o audiovisual nos dias de hoje é uma plataforma narrativa em franca expansão dada as suas associações com o desenvolvimento tecnológico, cada vez mais disseminado e democratizado”, afirmou o ator.

Para Cesar Ferrario, o Curta Caicó tem sua importância no instante em que estabelece as aproximações de uma região tão importante do Rio Grande do Norte com a linguagem do cinema.

Ele reitera que o interior do Rio Grande do Norte é uma região, por natureza, muito rica em narrativas, fábulas, histórias e em uma forma particular de ser e existir, sendo, portanto, uma importante iniciativa a realização desse primeiro festival de cinema em Caicó que tem como papel a valorização de todas essas histórias.

O Curta Caicó – Festival de Cinema de Caicó será realizado entre os dias 01 e 03 de junho, no Centro Cultural Adjuto Dias. O evento é uma realização da Associação Cultural União do Sobrado com organização da Referência Comunicação.

www.curtacaico.com.br

VIAGEM COM CONFORTO, SEGURANÇA E PONTUALIDADE



Caicó - Natal - Natal - Caicó é com Inacinho Viagens.

Aceitamos todos os cartões de crédito. Faça já sua reserva : (84) 9 9951-3565 - WhatsApp : 9 9977-8814 - 9 8718-4041. Fixo 84 - 3421-1920.

Polícia Civil prende grupo acusado de aplicar golpe no comércio de Caicó

No final da manhã desta quarta-feira (11), Policiais civis de Caicó conseguiram prender no Centro de Caicó, Ana Carolina Gomes de Barros, de 28 anos; seu esposo Alexandre da Silva, de 38 anos; Maria de Fátima, e outra mulher que não foi identificada.


De acordo com informações, o grupo vinha aplicando golpes no comércio de Caicó e Cidades da Região através de documentos falsos. Pelo menos duas lojas, (Revenda Tim e Rede Unilar), foram vítimas do grupo na Cidade de Caicó.



Um veículo Honda City de Placas PEZ-5704 de Palmares/PE foi apreendido com o grupo para averiguação na DP de Caicó.

BARRAGEM DE TRIUNFO POTIGUAR NÃO SE ROMPEU



Diferente do que está sendo noticiado erroneamente nos grupos do WhatsApp a barragem ou açude do município de Triunfo Potiguar no Oeste do estado do Rio Grande do Norte não se rompeu. O que ainda existe é o risco, embora tenha sido amenizado em razão da diminuição das chuvas na região. As imagens que estão divulgando via aplicativo, referem-se a um fato real, mas que se deu na cidade de Tuntum no estado do Maranhão

VENDE-SE TERRENO NO SERROTE BRANCO I




Vende-se dois terrenos no Serrote Branco I com as dimensões de 10x20m (cada terreno).

Valor promocional,  R$ 30 mil (cada terreno). Interessados podem entrar em contato com os seguintes números :  84 - 9.9613 - 3482 / 84 - 9.9905 - 0393.



NÃO CONSIGO VOLTAR PRA CASA, DIZ MARIDO DA PM ASSASSINADA EM NATAL

Vítima de assalto, Marcos Paulo da Cruz continua no Hospital da Polícia Militar, em Natal, mesmo após ter alta, porque não consegue autorização para embarcar por conta de uma norma da Anac

   
Nesta segunda-feira, dia 9, completam-se 15 dias desde que o sargento PM Marcos Paulo da Cruz foi alvejado por três disparos e viu sua mulher, soldado Caroline Pletsch, ser assassinada bem na sua frente, durante as férias, em Natal, Rio Grande do Norte.

Não bastasse a tragédia pessoal, o policial militar trava agora uma nova batalha. Silenciosa e longe da comoção que o caso provocou nas redes sociais. O sargento luta contra a burocracia. Ele quer voltar pra casa, pra Chapecó. Sonha em despedir-se da mulher, ver o filho, receber o carinho de amigos e familiares. Mas não consegue.

Segundo ele, uma norma da Anac impede que as companhias aéreas transportem passageiros feridos e em recuperação de cirurgias. O plano de utilizar uma aeronave do governo do Estado também foi descartado pelo mesmo motivo

Em 24 h, tentativa de fuga de presos e assassinatos deixam ao menos 32 mortos no Pará

Pelo menos 31 pessoas foram mortas em Belém nas últimas 24 horas. Nesta terça-feira (10), ao menos 21 pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas após uma tentativa de fuga em massa de presos do CRP III (Centro de Recuperação Penitenciário do Pará III), no Complexo Prisional de Santa Izabel, localizado na região metropolitana da capital paraense.

Horas antes, na tarde de segunda (9), 11 pessoas foram assassinadas na região metropolitana de Belém, segundo a nota divulgada pela Segup (Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social). Os assassinatos de ontem foram registrados após a morte de dois policiais militares --um na noite de domingo (8) e outro na manhã de segunda.

A Segup, no entanto, não confirma nenhuma relação entre os eventos.

No centro penitenciário, segundo a Secretaria, houve uma tentativa de resgate de detentos por um grupo externo "fortemente armado", que utilizou explosivos contra um dos muros da penitenciária. A ação ocorreu por volta das 13h. Houve troca de tiros entre o grupo que efetuava a tentativa de resgate, parte dos detentos e a equipe do batalhão penitenciário.

Ainda de acordo com a Secretaria, um dos mortos é agente penitenciário. Ele foi identificado como Guardiano Santana, de 57 anos. São também agentes os cinco feridos --um deles está em estado grave e deve ser submetido a cirurgia no Hospital Metropolitano, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. Outros dois feridos estão no mesmo hospital e um outro agente está em um hospital particular. O estado de saúde deles é considerado estável. O último agente foi atendido na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Castanhal e já foi liberado.

Os outros 20 são presos e integrantes do grupo de resgate. A identificação e contagem --que está sendo realizada neste momento, por volta das 21h-- poderá identificar quantos eram custodiados do sistema penal e quantos pertenciam ao grupo criminoso que tentou realizar o resgate.

"Se a guarda externa não estivesse muito atenta, nós poderíamos ter tido uma fuga em massa de presos, não fosse a resposta da Polícia Militar", afirmou o o secretário adjunto de gestão operacional, coronel André Cunha.

A Susipe (Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado) ainda não confirma se houve fuga de presos na ação.

Foram apreendidos dois fuzis, três pistolas e dois revólveres com o grupo que tentou invadir a prisão. Segundo a Segup, os presos também tinham armas dentro da penitenciária.

Na unidade prisional onde houve a tentativa de resgate, a capacidade é de 432 presos, mas há hoje 605 detentos, segundo a Susipe. O complexo possui, ao todo, 9 unidades prisionais e mais de 6 mil presos.

A companhia de operações especiais da PM (Polícia Militar) do Pará já deslocou efetivo tático para reforçar a segurança do complexo.

Dados do Sistema Integrado de Segurança Pública do Pará (Sisp) revelam que, nos três primeiros meses de 2018, foram registradas mais de mil mortes violentas, o que dá uma média de quase 13 mortes violentas por dia no Pará. A Segup reconheceu os assassinatos e informou que nove das vítimas tinham passagem pela polícia.

O governo do Estado do Pará informou nesta manhã que iniciou ainda ontem a implantação de uma operação de reforço policial nas ruas da capital paraense e dos demais municípios da região metropolitana de Belém.

Uma sala de situação, comandada pela Segup, foi implantada para traçar e definir metas para as operações. Segundo o governo do Estado, mais de 200 homens --entre policiais militares, policiais civis, agentes do Detran (Departamento de Trânsito do Estado do Pará) e da Guarda Municipal de Belém-- fazem parte da operação integrada, que visa "coibir a criminalidade". Equipes da Divisão de Homicídios da Polícia Civil também estão nas ruas atuando na apuração dos assassinatos desta segunda. (Com informações da Agência Estado)

UOL