domingo, 27 de maio de 2018


Nova plataforma de boletos bancários registra problemas




Clientes de bancos reclamam que não estão conseguindo fazer  pagamentos pela nova plataforma de cobrança de boletos. O sistema está valendo desde esse sábado, para valores a partir de 400 reais.



A nova plataforma de cobrança da Febraban, a Federação Brasileira de Bancos, entrou em vigor em julho do ano passado, com cobranças a partir de 50 mil reais. A partir de 21 de julho, serão incluídos os boletos de qualquer valor.



A ferramenta permite a identificação do CPF ou CNPJ do pagador, facilitando o rastreamento dos pagamentos e permitindo a quitação de boletos, mesmo vencidos. O próprio sistema verifica as informações em cada transação, e se os dados coincidirem com os da plataforma, a operação é validada.



Em nota, a Febraban confirma que a nova plataforma vem recebendo registros de problemas no funcionamento, e informa que estão sendo solucionadas pela rede bancária.



A Febraban acrescenta que as empresas precisam cadastrar os boletos na base do sistema da NPC – Nova Plataforma de Cobrança – antes de emitir o boleto impresso.

Petroleiros anunciam greve de 72 horas a partir da próxima quarta-feira (30)

A FUP (Federação Única dos Petroleiros) decidiu entrar em greve a partir da 0h de quarta-feira (30). Os trabalhadores vão parar por 72 horas.

Roni Barbosa, da FUP e secretário nacional de Comunicação da CUT (Central Única dos Trabalhadores), afirmou que a decisão foi tomada neste sábado (26) em reunião no Rio, realizada também em teleconferência.

A federação chama a paralisação de “greve de advertência”.

Segundo Barbosa, a categoria já havia deliberado por greve em abril deste ano e faltava apenas a definição de uma data. Os petroleiros não pedem reajuste salarial, uma vez que a data-base da categoria é em setembro.

A principal pauta é a redução dos preços dos combustíveis. Os petroleiros pedem também o fim das importações de derivados de petróleo, critica privatizações e querem a demissão de Pedro Parente, presidente da Petrobras.

“É fora, Parente. A Petrobras está sendo implodida. Estão vendendo refinarias com dutos”, disse Barbosa.

Folhapress

Caicó : Ao defender namorado dela, mãe é empurrada pelo filho, cai e bate a cabeça


    

Segundo relatos de testemunhas, DIANDRO DIXSON DOS SANTOS, de 32 anos conhecido por ‘Pipo‘, chegou em casa e não gostou de ter visto sua mãe, EDJANE MARIA DOS SANTOS, de 59 anos conhecida por ‘Boneca‘, com o namorado, de nome LUÍS, e iniciou – se uma discurssão entre eles.

O fato aconteceu por volta das 0:30 da madrugada deste domingo (27) na rua Manoel Joaquim Xavier, antepenúltima rua antes da ponte Velha que liga Centro/Boa Passagem.

EDJANE teria entrado na frente tentando defender o namorado LUÍS, o qual foi empurrado pelo filho dela. A mãe caiu junto com o namorado, chegou a bater a cabeça e sofreu um corte profundo. Já o namorado teria se evadido a pé logo em seguida.

Ao chegar no local os policiais usaram uma ‘flanela virgem‘ para estancar o sangramento, e um jovem, conhecido da vitima, permaneceu segurando o pano até a chegada do socorro médico, ao passo que, o acusado que estava chorando muito, foi preso e colocado na viatura.

DIANDRO DIXSON DOS SANTOS, de 32 anos conhecido por ‘Pipo’

Uma equipe do Samu foi acionado e ao chegar ao local, deu prosseguimento ao socorro da vítima, inclusive imobilizando um dos braços da vitima que estaria lhe causando dores e a conduziu até a Urgência do Hospital Regional do Seridó momento

EDJANE chegou a perder os sentidos (desmaiou) e pouco antes da chegada do Samu ela recobrou a consciencia e lançou fora o que havia comido (vomitou). Após a vítima ser conduzida em segurança para o hospital, a viatura policial conduziu o acusado até a DP para o registro do fato.

Um popular informou que na residência em que eles (mãe e filho) moram funciona um bar administrado pelos mesmos, onde o filho cuida da parte das bebidas e a mãe da parte da comida, ou seja, ela faz os tira gostos. O delegado de plantão, Dr. Francisco, entendeu que não foi intenção do filho agredir a mãe, sendo o mesmo ouvido e em seguida liberado.

Segundo um morador das proximidade a vitima, Edjane, também é mãe de Alex, que matou o professor Toinho no Centro de Caicó em 19 de abril de 2014 e de Kaká, morto por trás da Mototec Honda no bairro Boa Passagem em 28 de dez de 2015.

Caicó na Rota da Notícia / Plantão Caicó0