segunda-feira, 25 de junho de 2018


Mais de 25 mil trabalhadores do RN podem perder abono se não sacarem até sexta-feira



Falta menos de uma semana para acabar o prazo para sacar o Abono Salarial do PIS/Pasep ano base 2016, mas 25.390 trabalhadores do Rio Grande do Norte ainda não retiraram o benefício. Cerca de R$ 19,4 milhões estão disponíveis para saque na Caixa e no Banco do Brasil em todo o estado. Quem tem direito ao benefício mas não procurar uma agência bancária até sexta-feira (29) vai perder o dinheiro.


 O Abono Salarial ano-base 2016 começou a ser pago em 27 de julho de 2017. Desde então, foram pagos 60.070 trabalhadores no estado, o que representa 91,51% do total. Os valores sacados até 18 de junho de 2018 (última atualização) somam R$ 46,1 milhões.

 O valor que cada trabalhador tem para sacar depende de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2016 na iniciativa privada ou no serviço público. Quem trabalhou o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (RS 954). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é R$ 80. “Se a pessoa trabalhou um mês, recebe 1/12 do valor, se trabalhou dois meses, 2/12, e assim sucessivamente”, explica o chefe de divisão do Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan.

 O Abono Salarial do PIS/Pasep é um benefício pago anualmente a trabalhadores que se enquadram nos critérios da lei. Para ter direito a receber o dinheiro é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês durante o ano-base (nesse caso 2016), com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).


 O recurso é proveniente do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que é formado por depósitos feitos pelos empregadores do país. Além do Abono Salarial, o FAT custeia o Programa de Seguro-Desemprego e financia programas de desenvolvimento econômico. Por isso, os recursos do Abono que não são sacados pelos trabalhadores no calendário estabelecido todos os anos retornam para o Fundo para serem usados nos demais programas.



 O ministro do Trabalho, Helton Yomura, aconselha os trabalhadores que se enquadram no perfil daqueles que podem receber o Abono Salarial a verificarem se não têm algum valor para receber. “Esse é um benefício importante para o trabalhador. Não custa nada entrar na internet ou procurar uma agência bancária para saber se não tem um dinheiro para receber”, recomenda o ministro.

Presos fogem da Cadeia Pública de Mossoró

Buraco aberto no teto pelos presos da Cadeia Pública de Mossoró; 14 fugiram (Foto: Cedida)


G1/RN

14 presos fugiram da Cadeia Pública de Mossoró, na região Oeste potiguar, durante a madrugada desta segunda-feira (25). A informação foi confirmada pela Secretaria de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte (Sejuc). Ninguém foi recapturado até a última atualização desta matéria.

Os fugitivos estavam na cela 1 do Pavilhão 1, junto com outros oito presos que não fugiram. Eles abriram um buraco no teto, subiram no telhado e depois passaram por uma brecha aberta entre a cerca elétrica e a concertina do muro.

De acordo com a Sejuc, o registro da ocorrência policial já foi feito, o local será periciado e as circunstâncias da fuga estão sendo investigadas. O coordenador de Administração Penitenciária (Coape) e o Presidente da Comissão Especial de Procedimento Administrativo (CEPA) da Sejuc foram enviados ao município para fazer as apurações iniciais.

Os presos que fugiram são:

Adriano Bezerra Sátiro (Catatal)

Allison Pereira da Silva

Caio Erick Ferreira da Silva

Eduardo de Oliveira Félix

Erick Francisco de Souza Oliveira

Francisco Antônio Bernardo da Silva

Filho Francisco Edson da Silva

Soares,Felipe Marques da Silva

Italo Magno Costa (Prateado)

João Batista Bezerra

José Odorico da Silva Júnior

Júlio Felipe Cruz do Nascimento

Luiz Guilherme da Silva Pereira

Weslley Lira de Moura.

Piso salarial dos trabalhadores do comércio tem aumento de 2,6% no RN



O Sindicato do Comércio Varejista e de Serviços do Rio Grande do Norte (Sicomércio) o novo piso salarial dos trabalhadores da categoria. O novo salário da categoria será de R$ 1.005, o que representa um aumento de 2,6%.

Para este ano, as microempresas e as empresas de pequeno porte podem aderir ao Regime Diferenciado de Piso Salarial (Repis).

Com o Repis, as empresas têm a redução de custos, já que as empresas ficam autorizados a praticar salários diferentes e mais enxutos do que os praticados pelas demais empresas. O piso salarial das microempresas e empresas de pequeno porte que aderirem o Repis será de R$ 986.

O Repis teve sua viabilidade garantida para o Rio Grande do Norte por meio de uma Resolução do Conselho de Representantes da Fecomércio e pode ser implantada pelos sindicatos filiados à entidade que incluírem o regime em suas convenções coletivas.

O primeiro a incluir o Repis foi o Sindicato do Comércio Varejista e de Serviços do Rio Grande do Norte (Sicomércio RN) através da Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019 firmada com o Sindicato dos Empregados do Comércio.

Desde que entrou em vigor, mais de duas mil empresas já se cadastraram para aderir ao Repis. Destas, 1.450 concluíram o processo de adesão e estão aptas a usar novo modelo.

As empresas interessadas em aderir ao Repis, devem solicitar a expedição do Certificado de Adesão Acessando o site da Fecomércio RN (www.fecomerciorn.com.br). O procedimento é simples: basta clicar no banner do Repis, preencher o formulário eletrônico com dados da empresa e anexar a documentação exigida.

O documento será expedido pela Fecomércio RN no prazo máximo de três dias úteis, a partir da data de recebimento da solicitação. O envio de informações falsas no requerimento implicará no desenquadramento da empresa do regime especial, sendo imputada à mesma o pagamento de multa.

Vale ressaltar ainda que a aplicação indevida do salário diferenciado por microempresas e empresas de pequeno porte, que não possuírem o Certificado de Adesão ao Repis, implicará em multa equivalente a um salário convencional, multiplicado pelo número de empregados.

Grande queima de estoque na loja EDISOM CAICÓ


São ofertas por tempo limitado

EDISOM CAICÓ

Rua Renato Dantas, 643 centro - Caicó/RN

Whatsapp 84. 9.9927-8030
fixo 3421-3028

Redes sociais: @edisomcaico

Por trás do Banco do Nordeste, próximo a Pague Menos 
Horário de funcionamento 07:30 as 12:00 e 14:00 as 17:30.