segunda-feira, 30 de julho de 2018


Mudanças frequentes no destacamento de Ouro Branco gera preocupação



As constantes mudanças no comando do Destacamento de Ouro Branco geram preocupação na sociedade. Matérias divulgadas na mídia, denúncias e indícios apontam para forte interferência política na organização da Polícia Militar do município (confira a última mudança na reprodução mostrada na foto). 

Preocupante, o caso afeta toda a população ourobranquense; o próprio policiamento sai prejudicado se constatada essa intromissão. 

A Associação Associação de Praças e Bombeiros Militares do Seridó (APBMS) acompanha atenta as denúncias e as informações levantadas, mesmo porque a Prefeitura de Ouro Branco auxilia a Polícia Militar da cidade. Verbas municipais contribuem para a alimentação e o conserto de viaturas dos profissionais que atuam na segurança pública de lá. 

Como se vê, trata-se de um auxílio de vínculos precárias, com grande risco de acabar. 

É importante registrar que a sociedade ourobranquense e seridoense não aceita esse tipo de situação. Além disso, a APBMS está altamente vigilante. Em caso de ser constatada a irregularidade, as denúncias vão ser prontamente enviadas ao Ministério Público do RN para as devidas providências. 

Assecom APBMS

DETRAN-RN LEILOA 220 LOTES DE VEÍCULOS




O Departamento Estadual de Trânsito do RN(Detran) leiloa nesta terça-feira (31), 220 lotes de veículos que foram apreendidos nas ações de fiscalização do Órgão.

Os lotes a serem leiloados estão retidos no pátio do Detran, situado na Rua Bom Pastor, 1222, bairro das Quintas (antiga garagem da viação Guanabara), em Natal. Os interessados podem visitar o local nesta segunda-feira (30), no horário das 8h às 14h.

Os lotes compreendem veículos que vão continuar em circulação e outros destinados exclusivamente à sucata.

O leilão acontece na terça-feira (31), a partir das 10h, no Rifóles Praia Hotel, Salão Almirante, localizado na Rua Cel. Inácio Vale, 8847, Praia de Ponta Negra, na Via Costeira.

Os interessados em participar do leilão podem se cadastrar bastando comparecer ao local do evento levando a documentação exigida, sendo pessoal física, deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência, e sendo pessoa jurídica, o contrato social e CNPJ da empresa.

A participação também pode ser feita de forma online.

Após inundações, Japão se prepara para tufão


Um poderoso tufão se aproxima da costa do Japão, o que levou as autoridades a ordenar evacuações, em um país já duramente atingido no início de julho por inundações catastróficas.

O tufão Jongdari, com ventos de até 180 km/h deve atingir Honshu, a principal ilha do arquipélago japonês, neste sábado (28) à noite ou na manhã de domingo (29), de acordo com a Agência Meteorológica japonesa.

Imagens exibidas pela televisão mostravam grandes ondas na costa de Shimoda, a sudoeste de Tóquio, enquanto os aviões lutavam para aterrissar em razão das violentas rajadas de vento.

Às 21h locais (9h de Brasília), o centro do tufão estava localizado 60 km a sudoeste da cidade de Omaezaki.

De acordo com a agência Kyodo, um homem desapareceu em Kanagawa, perto de Tóquio, depois que vários veículos, incluindo uma ambulância, se viram bloqueados em uma estrada à beira mar afetada pelas ondas.

Jongdari deve chegar no domingo em Chugoku, a região ocidental onde as chuvas de magnitude excepcional causaram inundações e deslizamentos de terra no início de julho, que deixaram cerca de 220 mortos. Mais de 4.000 sobreviventes ainda estão em abrigos temporários e muitos moradores em suas casas danificadas.

As inundações em Chugoku foram o pior desastre causado pelo mau tempo no Japão em décadas.

Antes da chegada do tufão, as autoridades alertaram a população sobre o risco de chuvas torrenciais, deslizamentos de terra, ventos muito fortes e ondas gigantes.

Foram emitidos alertas de evacuação preventiva para as áreas que enfrentam mais riscos.


"Queremos que as pessoas, especialmente nas áreas atingidas pelas chuvas (no início de julho), estejam muito atentas aos conselhos de evacuação", disse a repórteres uma autoridade da agência meteorológica, Minako Sakurai.

As autoridades de Shobara, prefeitura de Hiroshima (oeste), ordenaram a evacuação de cerca de 36.400 moradores por precaução. "Mesmo que não tenha chovido aqui, estamos pedindo às pessoas que deixem suas casas antes do anoitecer", declarou Masaharu Kataoka, uma autoridade local.

Em Kure, também na prefeitura de Hiroshima, cerca de 6.380 habitantes foram obrigados a deixar suas casas, segundo a imprensa japonesa.

Voos cancelados

Mais de 410 voos domésticos foram cancelados até agora devido à chegada do tufão e as conexões de balsa entre Tóquio e as ilhas vizinhas foram suspensas devido às ondas.

As autoridades estão particularmente cautelosas porque muitas pessoas ficaram presas por não terem obedecido às ordens de evacuação - que não são vinculativas no Japão - emitidas tarde demais, segundo os críticos.

"Estamos atentos às áreas onde as margens dos rios estão sendo restauradas, porque serão as primeiras grandes chuvas desde o desastre", declarou um funcionário da prefeitura de Okayama em Chugoku, Tadahiko Mizushima.

G1