sexta-feira, 10 de agosto de 2018


Empresa caicoense Maynard Incorporadora finaliza obra de pavimentação em tempo recorde na zona norte de Caicó


Foi finalizada na tarde desta sexta-feira (10), as obras de pavimentação da Av. Arthur Bernardes (rua dos ciganos), no bairro Boa Passagem na zona norte de Caicó.

A obra tinha um prazo previsto de 60 dias para sua conclusão após o seu início, mais foi concluída em um tempo recorde de 15 dias. A obra foi executada pela empresa Maynard incorporadora Ltda do empresário caicoense, Arthur Maynard que vem se destacando com grandes obras no Rio Grande do Norte e na geração de dezenas de empregos.





Expofeira de Colecionismo e raridades inicia amanhã em Caicó



Acontece nos dias 10 e 11 de agosto a II Expofeira de Colecionismo e Raridades de Caicó, contando também com o V Encontro de Carros Antigos, na programação. O evento será realizado no Complexo Turístico Ilha de Sant’Ana, reunindo colecionadores de Caicó e Seridó.

Alguns dos expositores terão material disponível para troca e/ou venda, sendo esta uma oportunidade de troca de experiência entre os expositores e de conhecimento para os visitantes, além de muito incentivar a prática do colecionismo entre as pessoas.


“Nos 20 estandes teremos exposição de selos, moedas, discos de vinil, bicicletas, rádios, ferros variados, telefones, máquinas fotográficas, uma variedade de eletrodomésticos antigos, porcelana, além de muitas outras raridades que estarão na exposição, inclusive, alguns disponíveis para venda”, diz Sr Tarcísio Araújo que é colecionador desde a década de 60.


O evento também irá contar com exposição de carros antigos e exposição dos artesãos da Caicó Mostra Caicó. O visitante da Expofeira tem a oportunidade de viajar no tempo, inclusive podendo ouvir música em vitrola e conhecendo objetos que condizem com peculiaridades da história local, como o ferro que se usava antigamente para passar queijo.

A II Expofeira inicia nesta sexta-feira, a partir das 19h na Ilha de Sant’Ana, sendo realizada pelos colecionadores de Caicó e contando com apoio do Município de Caicó e parceiros. No sábado o funcionamento inicia ás 17h e 20h terá concerto da Banda de Música Recreio Caicoense no palco da Praça de Artesanato Dona Maria Vale.

CAICÓ ENTRE AS CIDADES COM CASOS CONFIRMADOS DE RAIVA ANIMAL EM MORCEGOS EM 2018


A Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (Suvam) da Sesap está orientando a população para os cuidados com morcegos, pois tem sido registrado aumento no número de casos de raiva nesses animais.

Até o momento, no Rio Grande do Norte, dos 21 casos de raiva animal diagnosticados laboratorialmente, 17 ocorreram em morcegos. Esses casos positivos já superam os registros de morcegos raivosos do ano passado inteiro.

Os 17 casos de raiva em morcegos de 2018 foram procedentes de nove municípios do estado: Caicó, Canguaretama, Guamaré, Natal, Nísia Floresta, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Serra Caiada e Taipu. Desse total, oito morcegos raivosos foram de Natal, dois de Serra Caiada e os outros municípios citados notificaram cada um quiróptero com raiva.

GOVERNO PROMETE AMPLIAR ALCAÇUZ

A Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do Rio Grande do Norte, vai ficar ainda maior. Como o Departamento Nacional Penitenciário (Depen) não autorizou a construção de dois novos presídios no município de Afonso Bezerra, o governo do estado decidiu aumentar a capacidade da unidade.

Alcaçuz tem capacidade para 620 presos. Com a ampliação, a penitenciária ganhará 416 novas vagas ainda este ano, aumentando a capacidade para 1.036 detentos.

Mesmo com o aumento do número de vagas, Alcaçuz deve continuar superlotada. Atualmente, cerca de 1.500 pessoas cumprem pena ou aguardam julgamento na unidade.

Em janeiro deste ano, quando completou 1 ano do massacre de 26 presos – o mais violento episódio do sistema carcerário potiguar – a penitenciária chegou a abrigar 2.100 detentos


Brasil registra 60 mil estupros e 221 mil crimes da Lei Maria da Penha em 2017



O Brasil registrou 60.018 estupros, 164 casos por dia, e 221.238 crimes enquadrados na Lei Maria da Penha (606 casos por dia) ao longo de 2017. O número de estupros representa um crescimento de 8,4% em relação a 2016, mas não é possível saber a variação relativa aos casos de violência doméstica, já que este é o primeiro ano que o Fórum Brasileiro de Segurança Pública captou dos Estados dados dessa natureza.

Especialistas do Fórum acreditam que ambos os registros estejam subdimensionados dada a dificuldade de registro na polícia desses crimes. Ainda assim, a quantidade é considerada alarmante e pede a implementação de políticas específicas, como treinamento adequado de policiais que atuam em delegacias especializadas em atendimento à mulher.

Nos 12 meses do ano passado, foram registrados 4.539 homicídios de mulheres (alta de 6,1% em relação a 2016), dos quais 1.133 foram considerados feminicídio pela polícia. A lei prevê que quando o crime ocorrer numa situação de violência doméstica e familiar ou por menosprezo ou discriminação à condição de mulher ele deve ser registrado como feminicídio, o que pode aumentar a pena do criminoso em até um terço.

O Fórum acredita que o número de feminicídios registrados poderia ser maior. A diferença, diz, se dá em razão do pouco tempo da lei implementada em 2015 e dificuldades da polícia em reconhecer as situações de vulnerabilidade da mulher.

O diretor-presidente do Fórum, o sociólogo Renato Sérgio de Lima, lembrou do caso recente registrado em Guarapuava, no interior do Paraná, cuja acusação aponta que o professor Luis Carlos Manvailer foi o responsável por atirar a advogada Tatiane Spitzner da sacada do apartamento da casal, matando-a na hora. “A violência doméstica precisa ser reconhecida como um problema público. As câmeras estavam lá para monitorar o motoboy que entrega a pizza, mas não para intervir em casos como esse?”, diz A defesa de Manvailer nega o crime.

Homicídios bateram recorde

O Brasil bateu em 2017 o recorde de mortes violentas intencionais, como homicídios e latrocínios, da sua história. Foram 63.880 vítimas, o equivalente a 175 por dia ou 7 por hora. A taxa de mortes por 100 mil habitantes atingiu a marca de 30,8. Os dados foram revelados nesta quinta-feira, 9, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em São Paulo. Em 2016, o País havia registrado 61,6 mil mortes violentas. Em um ano, o crescimento da taxa foi de 2,9%.

Estadão

PERDI A CHAVE DO CARRO, E AGORA ?



"Tenha sempre uma ou duas chaves reservas do seu veiculo, assim você evita dor de cabeça e principalmente dor no BOLSO!"

Em Caicó você tem a Caicó Auto Chaves.

Chaves codificadas para automóveis nacionais e importados.

Observação  !

Consertamos módulos de Air Bag e ABS !!
Consertamos buzina de toyota hilux e corola em geral !!

Contatos - 84 - 9. 9668-8485

WhatsApp - 84 - 9.9945-5859