segunda-feira, 3 de setembro de 2018


Brasil está entre os países que mais perderam milionários em 2017

O Brasil é um dos países que mais perderam milionários no ano passado, de acordo com um relatório divulgado pelo AfrAsia Bank. Cerca de 2 mil pessoas com mais de US$ 1 milhão deixaram o País.

Entre os que mais perderam os habitantes muito ricos, o Brasil aparece em sétimo lugar, atrás da Rússia e da França. O relatório alerta que a debandada de milionários normalmente é “um péssimo sinal” e costuma revelar problemas sérios no País.

Para a economista Luana Miranda, pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre/FGV), esse movimento de saída do País reflete o grau de incertezas de investidores e consumidores com a recuperação da economia.

“A confiança está abalada. As incertezas que temos hoje em relação aos rumos do Brasil desde a saída da crise, em 2016, nos afetam na base. A taxa de câmbio está alta, o que já reflete na inflação, e o consumo ainda não se recuperou. Quem tem recursos para deixar o País acaba saindo mesmo.”

O Brasil, diz ela, precisa arrumar a casa, fazer as reformas necessárias, reestruturar a questão fiscal, tornar o crédito mais barato, rever a estrutura da carga tributária. “Sem isso, a saída da recessão continuará sendo muito mais lenta que em crises anteriores.”

Vida nova

Os brasileiros que deixaram o País em 2017 escolheram como nova casa, principalmente, Portugal, Estados Unidos e Espanha. O governo português é um dos que oferecem incentivos para atrair imigrantes ricos. Por lá, existe o chamado visto de residência gold, dado a quem investe ao menos € 500 mil em imóveis. Essas regras, no entanto, devem ser revistas em breve. De 2015 para 2017, o valor investido por brasileiros em imóveis no país quase dobrou, chegando a US$ 1,07 bilhão, segundo o Banco Central.

Insegurança, estilo de vida e a busca por oportunidades financeiras estão entre os principais motivos apontados pelos mais de 150 mil milionários que deixaram seus países de origem no ano passado. Eles também se mudaram em busca de uma educação de melhor qualidade para os filhos e de um sistema de saúde mais eficiente.

O relatório aponta que há perto de 15,2 milhões de milionários no mundo, cerca de 584 mil com mais de US$ 10 milhões e 2,2 mil com patrimônio superior a US$ 1 bilhão.

São Paulo está entre as sete cidades que mais perderam milionários, ao lado de Istambul (Turquia), Jacarta (Indonésia), Lagos (Nigéria) e Moscou. Mas entre as campeãs também há capitais de países ricos, como Londres e Paris.

 

GOVERNO DO RN SUSPENDE OBRAS DE REFORMA DO HOSPITAL REGIONAL DE CAICÓ

Governo do Estado decidiu suspender as obras de reforma e ampliação do Hospital Regional do Seridó, situado na cidade de Caicó, objeto do Contrato nº 016/2017.

O ato administrativo com tal fim teve divulgação sábado (1º) através do Diário Oficial do Estado.

A medida atendeu solicitação formulada pela Unidade de Gerenciamento do Projeto (UGP), do projeto Governo Cidadão, que dispõe de recursos financeiros provenientes do Banco Mundial.

O procedimento suspensivo levou em consideração “o teor do processo administrativo nº 100178/2017-8, especialmente diante das justificativas técnicas constantes nos referidos autos, o Secretário Extraordinário para Gestão de Projetos e Metas de Governo, no uso das atribuições lhe foram conferidas pelo Decreto n.º 26.599, de 27 de janeiro de 2017, resolve determinar a paralisação das obras decorrentes do contrato nº 016/2017, cujo objeto é a Reforma e ampliação do Hospital Regional do Seridó, no município de Caicó-RN, bem como a suspensão do referido contrato, até ulterior decisão, quando será emitida nova ordem de serviço”.

A publicação é assinada pelo secretário extraordinário para Gestão de Projetos e Metas de Governo, Vagner Araújo.


Fogo destrói Museu Nacional no Rio

Foto: MARCELLO DIAS/FUTURA PRESS

 
Um incêndio de grandes proporções destruiu o acervo do Museu Nacional, na zona norte do Rio, na noite deste domingo, 2. Especializado em história natural e mais antigo centro de ciência do País, o Museu Nacional completou 200 anos em junho em meio a uma situação de abandono. Não houve feridos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado às 19h30 e rapidamente chegou ao local, mas, na madrugada de segunda, o fogo permanecia fora de controle. Dois andares foram bastante destruídos, e parte do teto, de madeira, caiu. Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio, o coronel Roberto Robadey, o prédio não corre risco de desabar. As paredes externas do prédio são bastante grossas, diz ele, e, embora antigas, resistiram ao fogo. “Algumas partes internas desabaram”, afirmou.

O comandante dos bombeiros contou também que os dois hidrantes existentes ao redor do imóvel não funcionaram. Por isso, o combate ao fogo começou com atraso. “Tivemos de acionar a Cedae (companhia estadual de água e esgoto), que nos forneceu água. Agora tenho a certeza de que não faltará água, mas no início realmente tivemos problema”, afirmou.

Segundo Robadey, o prédio não tinha um sistema adequado de proteção contra incêndios. A legislação que exige esse tipo de estrutura é de 1976, quando o prédio já tinha mais de cem anos. Conforme o comandante dos bombeiros, há cerca de um mês representantes do museu procuraram os bombeiros para tratar da instalação de um sistema de proteção contra incêndios.

“Não vai sobrar praticamente nada. Todo o prédio foi atingido. Um absurdo o descaso e abandono que estava esse museu icônico. É como se queimassem o Louvre ou o Museu de História Natural de Londres”, lamentou o vice-diretor do Museu Nacional, Luiz Fernando Dias Duarte. Ele disse acreditar que restarão apenas a biblioteca central e as coleções de botânica e zoologia vertebrada, que estavam em prédio anexo. Bombeiros informaram que uma parte do acervo chegou a ser retirada antes de ser atingida pelo fogo.

“Uma catástrofe. São 200 anos de patrimônio desse País, são 200 anos de memória, tudo se perdendo em fogo por falta de suporte dos governos brasileiros e de consciência da classe política”, afirmou Duarte.

VENDE-SE DOIS TERRENOS NO SERROTE BRANCO I


Vende-se dois terrenos no Serrote Branco I com as dimensões de 10x20m (cada terreno).

Valor promocional,  R$ 30 mil (cada terreno). Interessados podem entrar em contato com os seguintes números :  84 - 9.9613 - 3482 / 84 - 9.9905 - 0393.