quarta-feira, 12 de setembro de 2018


'Esse troço já deu o que tinha que dar', diz vice de Bolsonaro sobre 'vitimização' após atentado contra o candidato


O general Hamilton Mourão, candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), avaliou nesta terça-feira (11) que "esse troço já deu o que tinha que dar" ao se referir ao episódio em que Bolsonaro levou uma facada em Juiz de Fora (MG). Para Mourão, é preciso "acabar com a vitimização".

Filiado ao PRTB, o candidato deu as declarações após participar de uma reunião em Brasília com correligionários.

Na semana passada, Bolsonaro foi atacado enquanto participava de um ato de campanha na cidade mineira. Inicialmente levado para a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, o candidato está internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo.

"Esse troço já deu o que tinha que dar. É uma exposição que eu julgo que já cumpriu sua tarefa. Ele [Bolsonaro] vai gravar vídeo do hospital, mas não naquela situação, não propaganda. Vamos acabar com a vitimização, chega", afirmou Mourão.


Na última sexta-feira (7), Mourão afirmou em entrevista à GloboNews que a campanha divulgaria pequenos vídeos nas redes sociais sobre o assunto e faria contato com os apoiadores de Bolsonaro nos estados para repassar a "palavra de ordem".

"[A palavra de ordem é] reduzir as tensões. Não adianta haver confronto neste momento, não faz bem para ninguém e é péssimo para o país", declarou.


Matéria no G1

Crimes violentos no RN registraram aumento total de 30,8% entre 2015 e 2018

Em parceria com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o Observatório da Violência do RN – Instituto Marcos Dionísio Medeiros Caldas (Obvio) divulgou a relação de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) ocorridos no Rio Grande do Norte entre 1º de janeiro e 10 de setembro de 2018. Crimes como homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte e latrocínio registraram aumento total de 30,8% entre os anos de 2015 e 2018.

Apenas os casos de feminicídio ficaram com índices negativos (-4%). Mesmo assim, o número de assassinatos de mulheres cometidos em razão de gênero ainda é destaque. Neste ano, 23 mulheres já foram mortas no RN.

O Obvio funciona na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Natal. De acordo com o termo de cooperação firmado na atual gestão do MPRN, o Obvio fornece ao Ministério Público amplo acesso aos relatórios produzidos e aos dados sobre instauração de inquéritos policiais relativos aos crimes violentos letais intencionais. Em contrapartida, o Ministério Público disponibiliza a ferramenta “Matilha”, que permite cruzamento de informações na área criminal.

“Os números revelam, desde há muito tempo, que a segurança pública deve ser uma prioridade. O MPRN vem buscando atuar de forma ostensiva no combate à criminalidade e somente com a junção de esforços poderemos encontrar soluções viáveis para o problema. Os dados levantados pelo Obvio comprovam que é preciso agir”, declarou o procurador-geral de Justiça do RN, Eudo Rodrigues Leite.

Vende-se terrenos no serrote Branco I

Vende-se terrenos no Serrote Branco I com as dimensões de 10x20m (cada terreno).

Valor promocional,  R$ 30 mil (cada terreno). Interessados podem entrar em contato com os seguintes números :  84 - 9.9613 - 3482 / 84 - 9.9905 - 0393.