Protesto contra Bolsonaro fecha cruzamento de avenidas da capital potiguar


Um protesto convocado pelo movimento “Mulheres contra Bolsonaro” interditou o trânsito no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, na zona Leste de Natal, na tarde deste sábado, 29. Os manifestantes se concentraram na lateral do shopping Midway Mall e entoaram gritos e cantos contra o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro. Nem os manifestantes nem a Polícia Militar divulgaram estimativas de participantes.

A manifestação – denominada “#EleNão” – foi marcada pelas redes sociais e aconteceu simultaneamente em outras cidades potiguares e no País afora. Pela manhã, houve registros de atos em Mossoró (RN), Juiz de Fora (MG), Londrina (PR), além de cidades do exterior, como Lisboa (Portugal), Paris (França) e Genebra (Suíça).

Por volta das 17h30 deste sábado, os manifestantes começaram a se dispersar, mas o trecho continuava interditado.

Uma das administradoras do grupo “Mulheres contra Bolsonaro”, que ganhou força nas redes sociais contra o presidenciável, a baiana Ludimilla Teixeira conta que a ideia de criar o movimento nasceu de uma conversa com uma amiga numa noite em que se questionavam sobre o que fazer para alertar a população sobre as ideias de Bolsonaro, que ela considera “fascistas e machistas”.

Depois que o grupo começou a crescer, representantes de candidatos a procuraram, mas, segundo ela, não houve conversa porque “os partidos não queriam dialogar com o grupo e, sim, meu apoio individual”. “Agradecemos a menção e o apoio de todas as frentes, mas nossa proposta é suprapartidária”, disse ela, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo.

Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede), adversários de Bolsonaro na corrida presidencial, usaram a hashtag em suas propagandas eleitorais e políticos de vários partidos participaram do ato deste sábado.

Agora RN

Nova pesquisa Datafolha para presidente: Bolsonaro, 28%; Haddad, 22%; Ciro, 11%


Jair Bolsonaro (PSL): 28%

Fernando Haddad (PT): 22%

Ciro Gomes (PDT): 11%

Geraldo Alckmin (PSDB): 10%

Marina Silva (Rede): 5%

João Amoêdo (Novo): 3%

Henrique Meirelles (MDB): 2%

Alvaro Dias (Podemos): 2%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

Vera Lúcia (PSTU): 1%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

Branco/nulos: 10%

Não sabe/não respondeu: 5%

LK MULTIMARCAS

Novas T-shirts POLO VIP
100% algodão menegoth o melhor algodão do Brasil.

Valor 4x R$ 9,90 no cartão
Ou R$ 29,90 a vista

LK MULTIMARCAS

WhatsApp - 9.9927-8030

Av. Renato Dantas, no prédio da Edisom Importados, por trás do Banco do Nordeste.

Anatel determina ligações gratuitas em orelhões da Oi no RN e em mais 10 Estados




As ligações locais e de longa distância nacional feitas a partir de orelhões da Oi permanecerão gratuitas até 31 de março de 2019 em 11 estados do país. A determinação é da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em razão do não cumprimento de obrigações por parte da concessionária.

A medida vale para oito estados da Região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte) e três da Região Norte (Pará, Amazonas e Amapá). A punição é uma extensão de pena aplicada a Oi pela Anatel em outubro do ano passado.