terça-feira, 9 de outubro de 2018


Envolvido no furto do Banco Central terá pena reduzida sem ter sido preso


Um dos envolvidos no furto do Banco Central de Fortaleza, ocorrido em 2005, terá sua pena reduzida sem nunca ter sido capturado. A defesa de Antônio Artenho da Cruz, conhecido como o “Bode”, foi comunicada nesta segunda-feira (8) que a Justiça decidiu em favor dele pela extinção da punibilidade pelo crime de formação de quadrilha. Com isso, Artenho terá 3 anos a menos de tempo de prisão. O acusado, no entanto, permanece na condição de foragido pelos crimes de lavagem de dinheiro e furto qualificado.

Nascido em Boa Viagem, a cerca de 220Km de Fortaleza, ele é o único envolvido no furto que nunca foi preso. Apesar da decisão expedida pela 12ª Vara da Justiça Federal do Ceará, não há previsão de que ele se entregue.

“Esclarecemos que encontra-se em trâmite no Superior Tribunal de Justiça (STJ) habeas corpus requerendo a decretação da extinção da pena em relação ao delito de lavagem de dinheiro, por atipicidade da conduta”, disse a advogada Erbênia Rodrigues, que representa a defesa de ‘Bode’.

Há pouco mais de um ano, em junho de 2017, o STJ decidiu reduzir a pena de Artenho de 27 anos e sete meses para 13 anos de prisão. Agora, a previsão, é que mais três anos sejam descontados. A maior sentença contra ele foi proferida em decisão de janeiro de 2008.

Para a Justiça Federal, o acusado tem “personalidade desvirtuada e voltada para o crime, bem como suas condutas sociais reprováveis”. A Polícia Federal (PF) identificou que ele foi um dos escavadores do túnel, que chegou ao cofre do BC. Em pelo menos duas situações, a Polícia esteve perto de capturar Artenho, que costumava visitar o pai, em uma fazenda, em Boa Viagem.

Mais de R$ 164 milhões levados

O furto ao Banco Central de Fortaleza ocorreu após três meses de planejamento e escavações. A quadrilha conseguiu sair de uma residência, e chegar ao cofre da instituição e furtar mais de R$ 164 milhões, no dia 5 de agosto de 2005, por meio de um túnel.

Durante os dez primeiros anos, 133 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF), sendo 94 destes condenados.

G1

O CIRCO CHEGOU !!


Nesta sexta-feira (12), às 20h30h acontecerá a grande estreia do Circo Troller, Com grandes  espetáculos: palhaços, globo da morte e outras atrações. 

Venha se divertir no Circo Troller que por onde passa faz o maior sucesso. O circo está sendo montado em um terreno localizado ao lado da Mototec Honda, Bairro Boa Passagem na zona norte de Caicó.

Médica rasga receita de paciente após o mesmo dizer que não votaria em Bolsonaro, relata Sindsaúde-RN



BG - Uma médica, infectologista do hospital Giselda Trigueiro, rasgou a receita de um paciente após o mesmo responder que não votaria em Bolsonaro. A vítima é um aposentado da saúde, que já foi servidor da unidade. O relato abaixo é do Sindsaúde-RN.

Em nota, o Sindsaúde-RN diz que o aposentado de 72 anos é paciente de uma outra médica que não estava na unidade. De acordo com o texto, após saber que a mesma não estava o aposentado foi encaminhado para essa médica, para solicitar uma receita. A infectologista recebeu o idoso e pediu para que aguardasse. Ao retornar com a receita em mãos, perguntou em quem o senhor iria votar, em Haddad ou Bolsonaro. O mesmo respondeu que votaria em Haddad. Após sua resposta, a médica disse: “Então pronto, eu vou rasgar sua receita”, rasgou e saiu.

Segundo o Sindsaúde, após atitude da profissional com a presença de outros funcionários do hospital, o aposentado procurou o serviço social, que encaminhou para outro médico e assim recebeu a receita. O aposentado procurou o Sindsaúde muito aflito e relatou o caso na manhã desta terça (09).

O Sindsaúde já entrou em contato com a ouvidoria do hospital e já está tomando providência pela via jurídica. A vice coordenadora do Sindsaúde, Simone Dutra e a assessoria jurídica do sindicato acompanharam o aposentado para fazer um B.O na delegacia. ( o BO segue no corpo do email abaixo)

“A postura desta médica é inadmissível! Além de ser um desrespeito e um constrangimento ao aposentado, fica clara a utilização da sua profissão e do serviço público para coagir o voto no seu candidato. O Sindsaúde não tolerará atos como este e já está tomando todas as medidas jurídicas e políticas”, disse Simone.

Foto: Reprodução/Sidnsaúde-RN

Corpo é encontrado na zona rural de Caicó

Por volta 11:50 desta terça-feira, (09), o corpo de um idoso foi encontrado em uma barragem às margem da RN-118, próximo ao distrito de Laginhas na zona rural de Caicó.

O homem foi indentificado como Nicolau Vicente do Nascimento. O mesmo pode ter sido vítima de um ataque fulminante pois o mesmo tinha problemas de saúde.






Bolsonaro afirma que ele é quem manda e desautoriza o vice, General Mourão, no Jornal Nacional

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, desautorizou nesta segunda-feira (8) em entrevista ao Jornal Nacional o general Hamilton Mourão, candidato a vice em sua chapa.

Em entrevistas, o vice afirmou que a elaboração de uma nova Constituição não precisaria passar por eleitos, sugeriu uma constituinte de notáveis e cogitou, em caso de anarquia, um “autogolpe” por parte do presidente com apoio das Forças Armadas.

Após uma apresentação inicial de dois minutos, Bolsonaro respondeu à seguinte pergunta do jornalista William Bonner:

“No mês passado, durante uma palestra, o seu vice, general Hamilton Mourão, disse que a Constituição brasileira de 1988 foi um erro. A chamada Constituição cidadã, que é o que garante a nossa democracia e que acabou de completar apenas 30 anos. O general Mourão disse que a elaboração de uma Constituição nova ‘não precisa ser feita por eleitos pelo povo’, que poderia ser feita por um conselho de notáveis, nas palavras usadas pelo seu vice, e apenas referendada, depois, pelos eleitores. Juristas dizem que a nossa Constituição não permite a convocação de uma constituinte, não há previsão para isso. Existe uma previsão de reforma por emenda constitucional, que precisa da aprovação de 3/5 dos deputados e dos senadores. E essas emendas. o senhor sabe, não podem mudar cláusulas pétreas. Essas não podem ser alteradas de jeito nenhum. Também em setembro, em uma entrevista à GloboNews, o general Mourão admitiu a possibilidade de o presidente da República perpetrar o chamado autogolpe. O que o senhor diria aos seus críticos, que se preocupam com a democracia brasileira no caso de o senhor se eleger presidente?”

Ao responder, Bolsonaro declarou que Mourão foi “infeliz” ao dar essas declarações e que, apesar de o colega de chapa ser general e ele capitão, quem mandará no governo será o presidente.

“Ele é general, eu sou capitão. Mas eu sou o presidente. O desautorizei nesses dois momentos. Ele não poderia ir além daquilo que a Constituição permite. Jamais eu posso admitir uma nova constituinte, até por falta de poderes para tal. E a questão de autogolpe não sei, não entendi direito o que ele quis dizer naquele momento. Mas isso não existe”, disse o candidato do PSL.
(…)

LK MULTIMARCAS E EDISOM

As empresas Lk MULTIMARCAS e EDISOM, vem através desta nota comunicar que se encontra com seu prédio em reforma, brevemente estaremos reabrindo com grandes novidades e promoções, em um espaço que está sendo preparado especialmente para você "cliente".

Rua Renato Dantas, Centro de Caicó, Rio Grande do Norte.

Fátima Bezerra e Carlos Eduardo discutem aliancas para o segundo turno

Passada emoção do primeiro turno das eleições, os dois candidatos postulantes ao Governo do Estado, Fátima Bezerra (PT) e Carlos Eduardo (PDT), iniciaram a corrida por novos apoios e reforço das alianças partidárias.

A senadora Fátima Bezerra ainda não se pronunciou oficialmente sobre o que será feito para o segundo turno. Logo após a conclusão dos resultados da eleição do último domingo, 7, ela disse que o PT vai partir em busca dos partidos derrotados. “Vamos em busca dos eleitores dos demais candidatos que participaram das eleições”, disse. A candidata petista terminou o primeiro turno na liderança dos votos válidos. Ela obteve 748.150 dos votos, o que significa 46,17% do eleitorado.

O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, que ficou em segundo lugar nas urnas, com 525.933 votos, está em Brasília. Ele viajou nesta segunda-feira, 8, para uma reunião com a executiva nacional do PDT. O encontro vai definir as estratégias da legenda para o segundo turno.

A tendência é de que o encontro permita que as executivas estaduais fiquem liberadas para formar alianças locais, mesmo que difiram do posicionamento na disputa à Presidência da República. Além do Rio Grande do Norte, os pedetistas estão no segundo turno nos estados do Amapá, Amazonas e Mato Grosso do Sul.

Derrotados ainda não definiram apoios 

O atual governador Robinson Faria (PSD), candidato à reeleição, ainda não definiu o apoio para o segundo. Ele obteve 11,85% dos votos.

O Solidariedade (SD), do candidato Brenno Queiroga, que atingiu 6,56% dos votos, vai definir nesta terça-feira, 8, qual o caminho seguir para o segundo turno. A mesma situação será do partido Rede, do candidato Freitas Júnior, cuja legenda definirá nesta terça o apoio político.

O PSTU, do candidato Dário Barbosa, deverá marcar uma reunião da executiva estadual esta semana para definir a posição para o segundo turno.