sexta-feira, 19 de outubro de 2018


Homem é encontrado morto na zona oeste de Caicó

Na tarde desta sexta-feira (19) um homem conhecido por Avan, foi encontrado morto dentro de sua residência no Bairro Paulo Zona na zona Oeste da cidade de caicó.


Avan foi diagnosticado com uma doença que lhe causou problemas cardíacos. O que pode ter provocado sua morte.

WhatsApp investiga suposto disparo de mensagens contra Haddad

O aplicativo de mensagens WhatsApp informou nesta quinta-feira, 18, em nota, que investiga o suposto disparo em massa de mensagens contra o Partido dos Trabalhadores por empresários que apoiam o candidato Jair Bolsonaro (PSL). O caso foi revelado pelo jornal Folha de S.Paulo.

O aplicativo confirmou a abertura da investigação em nota enviada ao jornal O Estado de S. Paulo. O Whatsapp, ainda na nota, afirma que “tem proativamente banido centenas de contas durante o período das eleições brasileiras”.

“Temos tecnologia de ponta para detecção de spam que identifica contas com comportamento anormal ou automatizado, para que não possam ser usadas para espalhar spam ou desinformação”, diz a nota.

Segundo a Folha, os disparos de milhões de mensagens são comprados por empresas que apoiam o candidato por até R$ 12 milhões. A reportagem afirma que os preços variam de oito a doze centavos por mensagem para contatos de bases de dados fornecidas pelo candidato e das agências que prestam esse tipo de serviço.

Sobre o envio em massas de mensagens via o aplicativo, o WhatsApp afirmou que está comprometido em reforçar suas políticas para proteger a experiência do consumidor. “No mundo, o limite de membros para grupos é 256 pessoas. Para encaminhamento de mensagens, há um limite global de 20 mensagens (exceto na Índia, onde o limite são cinco mensagens)”, diz a nota.

Vazão de água da transposição que chega à Paraíba é insuficiente, diz Aesa


A vazão de água da transposição do Rio São Francisco que chega à Paraíba é insuficiente para atender a demanda hídrica do estado, segundo o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) da Paraíba, João Fernandes. O gestor afirmou na tarde desta quinta-feira (18) que o volume de água que chega a Monteiro, no Cariri, é de 250 litros por segundo e que a quantidade é baixa, já que a vazão no local já foi 6,8 mil litros por segundo.

De acordo com a Aesa, a atual vazão não garantiu que água chegasse ao Açude de Poções. O presidente da agência também esclareceu que não há a obrigação de aumentar a vazão, no momento, por causa das obras que foram feitas no local recentemente. Mas para que o sistema de distribuição seja bem testado, é necessário um grande volume de água.

Segundo João, o volume de água do Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, é 112 milhões de metros cúbicos e garante o abastecimento de Campina Grande e outras 18 cidades por dois anos.

Na tarde desta quinta, ele participa de uma reunião com o Comitê Gestor de Integração do Rio São Francisco, na oportunidade ele pretende cobrar o aumento da vazão, em Monteiro, para até 4 mil litros cúbicos de água por segundo.

O Ministério da Integração Nacional informou que o volume médio de água liberado por dia pelo bombeamento do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco é de 2 mil litros por segundo. E que a vazão foi solicitada pelo Ministério Público da Paraíba, que considera suficiente para o atendimento do estado.

Ainda segundo o ministério, o Governo Federal tem arcado financeiramente com todos os custos do sistema do Eixo Leste, que desde março de 2017 atende mais de um milhão de pessoas na Paraíba e em Pernambuco. O trecho possibilitou, por exemplo, o fim do racionamento na Região Metropolitana de Campina Grande e evitou o colapso hídrico das localidades. Os estados não tiveram, até o momento, nenhum ônus pelo recebimento das águas do Projeto, que está em fase de pré-operação.

G1