sábado, 27 de outubro de 2018


R$ 5 milhões para Faustão : os maiores salários da TV brasileira

Faustão: bagatela de R$ 5 milhões no salário

A Rede Globo continua com sua campanha de demitir antigas estrelas com altos salários e contratar, sobretudo, novos talentos para trabalhos temporários. Alguns atores a apresentadores, no entanto, continuam imexíveis na folha de pagamentos da emissora, que paga alguns dos melhores salários não só da televisão, mas de todo o País. O apresentador Faustão, por exemplo, chega a receber até R$ 5 milhões por mês, quando tem somados ao salários ganhos com mershandising e publicidade. Confira a lista de alguns dos maiores salários da emissora:

A LISTA:

Deborah Secco: R$ 120 mil.

Alexandre Nero: R$ 170 mil, quando está no ar; R$ 130 mil, quando não está atuando.

Susana Vieira: cerca de R$ 300 mil por mês, fora as bonificações.

Miguel Falabela: cerca de R$ 650 mil por mês, pelo trabalho não apenas como ator, mas como diretor e roteirista.

Bruno Gagliasso: R$ 70 no contracheque, mas, empresário, é dono de seis negócios no país, incluindo restaurantes e uma pousada de luxo em Fernando de Noronha.

Marina Ruy Barbosa: cerca de R$ 80 mil mensais.

Marieta Severo: R$ 60 mil, quando não está no ar. E até R$ 110, quando está no ar. 

Regina Duarte: R$ 60 mil, quando não está no ar. E até R$ 110, quando está no ar. 

Fernanda Montenegro: entre R$ 300 mil e R$ 400 mil por mês.

Ana Maria Braga: R$ 800 mil mensais.

Rodrigo Lombardi: R$ 120 mil.

Luciano Huck: R$ 1,8 milhão por mês.

JC

Pesquisa Seta : Fatima 43% e Carlos Eduardo 37%



A candidata Fátima Bezerra tem 43% dos votos totais no segundo turno. É o que diz o números da pesquisa do Instituto Seta publicada hoje (27) contra 37% do concorrente Carlos Eduardo Alves.

Ninguém, brancos e nulos são 15% e 5%não souberam ou não quiseram responder.

A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 25 de outubro em todas as regiões do Estado e ouviu 1.300 eleitores. Com margem de erro de 3% e intervalo de confiança de 95%, o levantamento foi registrado sob os protocolos RN-07412/2018 e BR-00406/2018.

Contas de luz terão bandeira amarela em novembro, diz Aneel





A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que as contas de luz terão bandeira amarela no mês de novembro. Com a bandeira amarela, no mês que vem, a tarifa terá um adicional de R$ 1,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

A mudança para a bandeira amarela ocorre depois de cinco meses seguidos com bandeira vermelha no segundo patamar. Nesse nível, que vigorou de junho a outubro, as contas de luz cobram o adicional mais alto, de R$ 5,00 a cada 100 kWh consumidos.

De janeiro a abril, vigorou a bandeira verde, que não tem custo adicional. Em maio, foi adotada a bandeira amarela, que adicionava R$ 1,00 a cada 100 kWh consumidos.

De acordo com a Aneel, a bandeira amarela foi acionada devido ao início do período chuvoso, que levou à queda significativa do preço da energia no mercado à vista (PLD). Porém, os reservatórios das hidrelétricas ainda apresentam níveis reduzidos. Esses são os dois indicadores que determinam a cor da bandeira.

Escala

Na bandeira verde, não há cobrança de taxa extra. Na bandeira amarela, a taxa extra é de R$ 1,00 a cada 100 kWh consumidos. No primeiro nível da bandeira vermelha, o adicional é de R$ 3,00 a cada 100 kWh. E no segundo nível da bandeira vermelha, a cobrança é de R$ 5,00 a cada 100 kWh.

O sistema indica o custo da energia gerada para possibilitar o uso consciente de energia. Antes das bandeiras, o custo da energia era repassado às tarifas no reajuste anual de cada empresa, e tinha a incidência da taxa básica de juros.

A Aneel deve anunciar a bandeira tarifária que vai vigorar em dezembro no dia 30 de novembro.Por Estadão Conteúdo

Membro do PCC acusado de matar líder de facção se entrega, mas é solto por lei eleitoral

Gegê do Mangue - Divulgação

Com prisão preventiva decretada pelo assassinato de dois líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC), André Luis da Costa Lopes, se entregou à Polícia Civil na quinta-feira (25), no Guarujá (SP), mas não foi preso por força da lei eleitoral.

“Andrezinho da Baixada”, como é conhecido, foi indiciado por dois homicídios – o de Rogério Jeremias de Simone (Gegê do Mangue) e Fabiano Alves de Souza (Paca) – ocorridos em Aquiraz (CE) em fevereiro do ano passado.

Depois de apresentar ao 2º Distrito Policial da cidade litorânea, ele prestou depoimento e foi embora pela porta da frente, ao lado de seu advogado. A lei proíbe a prisão, exceto em flagrante, de cinco dias antes até 48 horas depois do pleito.

A Polícia Civil não divulgou o teor do depoimento. O criminoso, de 39 anos, estava desaparecido desde que o PCC havia determinado a morte dele e de seu comparsa nos assassinatos, Érick Machado dos Santos, de 34.

Em maio, quando a polícia acreditava que ele estava morto, Andrezinho pediu à Justiça do Ceará o relaxamento de sua prisão, que foi negado. Assim, acredita-se que a cúpula da facção já tenha perdoado o crime.

Além dos crimes, Andrezinho é apontado como dono de uma chácara em Bertioga(SP) avaliada em R$ 1 milhão. O imóvel foi bloqueado pela Justiça. Vizinhos chegaram a apontar que o suspeito realizava festas no local.

*Com informações do Estadão Conteúdo