terça-feira, 6 de novembro de 2018


Guerra de facções teria matado bebê de 1 ano e adolescente de 12 em Mossoró


A guerra de facções destruiu duas famílias em Mossoró, região Oeste do estado, no início desta semana após a morte de uma criança de um ano e dois meses e uma adolescente de 12 anos durante uma disputa entre o Sindicato do Crime do RN e o Primeiro Comando da Capital (PCC/RN).

Tudo começou em agosto quando um irmão dos suspeitos de 21 e 23 anos foi morto à tiros. A morte teria relação direta com o atentado desse domingo (4) que vitimou o pequeno Anthony Calleb Bezerra da Silva, de um ano e dois meses, que foi baleado na cabeça enquanto saía da casa de parentes com os pais.

O menino foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Alto de São Manoel, mas não resistiu e morreu. O pai do menino, segundo os suspeitos, era o verdadeiro alvo dos tiros, pois é membro do PCC/RN e teria participação na morte do outro irmão.

Em represália, o Sindicato do Crime teria sequestrado Jeane de Melo Nogueira, 12 anos, logo após o assassinato da criança no domingo. Ela é irmã dos suspeitos de matar o bebê. No final da manhã desta terça-feira (6) foi encontrado um corpo em um matagal no bairro das Malvinas que seria da adolescente.

Segundo informações da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil em Mossoró, o pai do menino está internado e não sofre risco de morte, já a mãe da criança segue internada em estado grave e não teria participação nos crimes. A investigação prossegue.

CASA DURVAL PAIVA, DO RN, É ESCOLHIDA A MELHOR ONG DO BRASIL

 

Fonte: G1

A Casa Durval Paiva, em Natal – instituição que há 23 anos atende crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas crônicas e seus familiares durante e após o tratamento – foi escolhida como a melhor Ong do Brasil durante a 2ª edição do Guia Melhores Ongs, realizada no início do mês no Museu de Arte Moderna, em São Paulo.

A iniciativa da premiação é do Instituto Doar e da Rede Filantropia, que receberam mais de 2.500 inscrições de todo o país. Em 2017, a Durval Paiva já havia sido contemplada como a melhor Ong do Nordeste, ficando também entre as 100 melhores do país.

“A premiação é resultado do trabalho de muitos que abraçaram a causa e ajudam na busca da cura dos pacientes e transformação da realidade social de centenas de famílias assistidas”, destacou Rilder Campos, presidente da instituição.

Rio Grande do Norte não tem dinheiro para o 13° salário dos servidores


Pelo terceiro ano consecutivo, ao menos 1,5 milhão de servidores estaduais correm o risco de não receber o 13.º salário até o fim do ano.

Os governos de Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte ainda não têm dinheiro em caixa para o pagamento dos funcionários, embora afirmem estar tentando arrumar verbas para cumprir o compromisso.

O Rio Grande do Norte ainda não conseguiu pagar o 13.º de 2017 para quem ganha acima de R$ 5 mil. Para quem recebe menos, a remuneração foi paga ao longo do ano até setembro. Sobre o pagamento de 2018, não há nenhuma posição do governo estadual.

Estadão.