quinta-feira, 8 de novembro de 2018


Ceará - Mirim: Cadê o dinheiro das casas?


No início da noite desta quinta-feira (08) encontrei um veterano construtor de casas de nossa cidade, que são vendidas dentro do projeto do governo federal, "Minha Casa, Minha Vida". Na oportunidade ele me dizia que a Caixa Econômica está sem dinheiro para financiamento desde o último dia 29 de outubro.

Procurando a superintendência da instituição financeira para obter alguns esclarecimentos sobre essa "falta de recursos", a mesma lhe informou que esse problema afeta todo Brasil, mas um remanejamento de dinheiro estaria sendo feito para tentar fechar o quarto bimestre 2018 e procurar suprir esta demanda de financiamento!

Interessante que todo final de ano a Caixa Econômica dificulta a vida de quem constrói e a vida de quem sonha em ter sua casa própria.

Seria falta de planejamento ou desvio de recursos por grupos que se perpetuam mamando nas tetas dos cofres públicos?

Futura ministra defende redução de 'indústria das multas'

Pedro Ladeira/Folhapress - 08.11.2018

Tereza Cristina diz que pasta 'caminha bem'

futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse na manhã desta quinta-feira (8) que a relação com o ministério do Meio Ambiente será "muito boa" e defendeu que é preciso "diminuir a indústria das multas". 

"[O presidente eleito] tem dito: acabar com indústria da multa, ter normas claras, ter um ambiente de negócios mais favorável", afirma. Tereza Cristina disse que o Brasil precisa "de produção sustentável", aliada a estas mudanças. 

Para ela, as licenças precisa ser mais ágeis e que alguns processos na agricultura e meio ambiente precisa ser muito modernizados.  

Segundo a futura ministra, o ministério da Agricultura é bem estruturado "que caminha bem, mas a gente precisa só imprimir a nossa cara ao ministério".

Tereza Cristina afirmou que precisa se interar melhor sobre os objetivos do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para a pasta e conversar com o atual ministro, Blairo Maggi, para falar com propriedade sobre as diretrizes que adotará quando assumir o cargo.  

Bolsonaro diz que vai abrir "caixa-preta" do BNDES


O presidente eleito Jair Bolsonaro reiterou hoje (8) a determinação de abrir os sigilos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tão logo assuma o governo em janeiro. Nas redes sociais, ele usou a expressão “abrir a caixa-preta”, que, segundo o presidente eleito, é um “anseio” dos brasileiros.

“Firmo o compromisso de iniciar o meu mandato determinado a abrir a caixa-preta do BNDES e revelar ao povo brasileiro o que foi feito com seu dinheiro nos últimos anos. Acredito que esse é um anseio de todos”, escreveu Bolsonaro, no Twitter.

“Vamos abrir todos os sigilos do BNDES, sem exceção", diz Bolsonaro   Antonio Cruz/Agência Brasil

Ontem (7), o presidente eleito afirmou que essa é uma prioridade para ele. “Vamos abrir todos os sigilos do BNDES, sem exceção. É o dinheiro do povo e nós temos que saber onde está sendo usado.”

O BNDES foi alvo de investigações da Polícia Federal, que indiciou os ex-ministros Guido Mantega e Antônio Palocci, o ex-presidente da instituição Luciano Coutinho, além do empresário Joesley Batista, da JBS, por suspeitas de operações ilícitas.

Boletos vencidos de todos os tipos serão pagos em qualquer banco ou correspondente a partir de sábado

A partir do próximo sábado (10), boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer banco ou correspondente e não apenas na instituição financeira em que foram emitidos.

Isso será possível com a conclusão da implementação da Nova Plataforma de Cobrança (NPC), sistema desenvolvido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em parceria com os bancos.

Segundo a Febraban, além da praticidade, a implementação da NPC torna o processo de pagamento via boleto mais seguro, sem risco de fraudes.

Outra mudança diz respeito ao comprovante de pagamento, que será mais completo, apresentando todos os detalhes do boleto, (juros, multa, desconto, etc) e as informações do beneficiário e pagador.




Empresária é encontrada morta após ser levada por criminosos no interior do RN



Foi encontrado na madrugada desta quinta-feira (8) na zona rural do município de Pedro Velho, distante cerca de 90 quilômetros de Natal, o corpo de uma empresária dona de uma posto de combustíveis na cidade de Santo Antônio. 

Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos, e a filha dela foram vítimas de assaltantes na tarde anterior e levadas como reféns. A filha foi libertada pouco tempo depois. O carro da família e alguns pertences da empresária foram encontrados em Mamanguape, na Paraíba.

Segundo a família da empresária, Maria da Conceição e a filha estavam na estrada, saindo de Santo Antônio a caminho de Natal, quando o carro em que estavam, um Ônix, foi trancado por um Gol com três criminosos. Dois deles assumiram o controle do Ônix e partiram com mãe e filha.

Em direção a Brejinho, os bandidos entraram em uma estrada de terra que dá acesso ao município de Espírito Santo, onde o Gol foi incendiado. O assaltante que estava no carro se juntou aos outros dois e o Ônix com as reféns seguiu viagem. Mais adiante, a filha foi libertada e a mãe continuou em poder dos criminosos.

Parentes também revelaram ao G1 que os bandidos queriam o dinheiro do posto, exigindo que a empresária entregasse uma certa quantia. Maria da Conceição teria entregue um envelope com cerca de R$ 3 mil em dinheiro, dizendo que era tudo o que tinha com ela.

Já libertada, e com a ajuda de um morador da região, a filha conseguiu pedir socorro ao pai, que acionou a Polícia Militar, que fez buscas pelos criminosos. Já na madrugada, veio a notícia de que um corpo havia sido encontrado em uma estrada de terra entre Espírito Santo e Pedro Velho, próximo ao distrito de Coité.

Policiais militares e familiares da empresária foram ao local e a vítima foi reconhecida como sendo Maria da Conceição. De acordo com a PM, a mulher foi morta com um tiro de espingarda na cabeça.

G 1

Laboratório do Itep inicia exames de DNA com análise de adolescente desaparecida


O Instituto Técnico e Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep) inicia nesta quarta-feira, 7, a primeira análise de material genético no recém-inaugurado laboratório de DNA do órgão. O material analisado será o de um corpo encontrado no dia 17 de outubro na zona rural de Apodi, na região Oeste do Estado.

Os traços genéticos serão comparados com os de familiares de Maria Carla da Silva, de 12 anos, que aguardam a confirmação para realizar o sepultamento dos restos mortais. O exame de DNA se faz necessário em razão do avançado estado de decomposição do cadáver encontrado. Os legistas não conseguiram realizar identificação por meio das impressões digitais ou mesmo da arcada dentária, já que Maria Carla da Silva não tinha registros odontológicos.

A suspeita é de que Maria Carla foi assassinada pelo agricultor Paulo Batista de Souza, cunhado da adolescente, e que, inclusive, está preso preventivamente. Ele confessou também ter escondido o corpo da menor de idade. A investigação do crime é conduzida pela Delegacia de Polícia Civil de Apodi.

Segundo o diretor-geral do Itep, Marcos Brandão, o laboratório de DNA estadual foi inaugurado em julho passado, mas aguardava a instalação e a calibragem de equipamentos para iniciar os primeiros estudos. “Todo o ciclo do exame genético será feito no Rio Grande do Norte. A perspectiva é de que este primeiro resultado saia em até 30 dias”, detalha.

Marcos Brandão diz que, até dezembro, após o término das rotinas de trabalho, o Itep inicie novos estudos genéticos. O objetivo é reduzir a fila de procedimentos até o início de 2019. “Atualmente, nós temos 13 exames na fila aguardando a identificação”, aponta.

Um dos próximos casos na fila é de um corpo carbonizado encontrado na cidade de Mossoró, na região Agreste, na última terça-feira, 6. A suspeita é de que os restos mortais sejam da adolescente Jeane de Melo Nogueira, de 14 anos, que está desaparecida desde o domingo, 4.

Antes da abertura de atividades do laboratório de DNA, os exames genéticos eram encaminhados para os estados do Ceará e Bahia. “Ainda estamos em processo de implantação, com elaboração de rotinas, mas chegou a hora de passarmos para os casos práticos. A ideia é reduzir o tempo de espera, que em alguns casos demoravam mais de seis meses pela confirmação”, finaliza Marcos Brandão.

Agora RN

PERDI A CHAVE DO CARRO, E AGORA ?



"Tenha sempre uma ou duas chaves reservas do seu veiculo, assim você evita dor de cabeça e principalmente dor no BOLSO!"

Em Caicó você tem a Caicó Auto Chaves.

Chaves codificadas para automóveis nacionais e importados.

Observação  !

Consertamos módulos de Air Bag e ABS !!
Consertamos buzina de toyota hilux e corola em geral !!

Contatos - 84 - 9. 9668-8485

WhatsApp - 84 - 9.9945-5859

Comandante da CIPAM de Caicó participa do curso estratégia de conservação da natureza no Mato Grosso do Sul


Imagem : Rafael Victor, Comandante da Polícia Ambiental de Caicó.



O Comandante-Geral de Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Coronel PM Waldir Ribeiro Acosta, juntamente com o Subcomandante da Polícia Militar Ambiental, tenente-coronel PM Eduardo Haddad Lane, recepcionaram na manhã do último sábado (03) de Novembro no quartel da Polícia Militar Ambiental, oficiais militares da Marinha, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal, que participarão do Curso de Estratégia de Conservação da Natureza que foi planejado pelo Departamento de Ensino Instrução e Pesquisa da PMMS –  DEIP, sob direção do coronel PM Alexandre Rosa Ferreira.

Este curso, com a parceria do Instituto Homem Pantaneiro e da Polícia Militar Ambiental sob o comando do tenente-coronel PM Jefferson Vila Maior, será realizado do dia 04 ao dia 14 de novembro de 2018 na cidade de Corumbá na Serra do Amolar, com a participação de 37 oficiais dos seguintes estados: RO, RJ, AP, ES, GO, RS, SP, MG, PR, AM, MA, PA, DF, PB, SC, MT e CE. Além, claro, de MS. 

O Comandante-Geral da PMMS, coronel PM Waldir, ressaltou sobre a importância do Curso de Estratégia de Conservação da Natureza, com instrutores devidamente capacitados na área da preservação do meio ambiente com experiências e o conhecimento técnico de forma ampla referente a fauna e a flora pantaneira, contribuindo também para a integração dos oficiais de segurança em prol das causas ambientais.

o ensejo, o major da PM do estado de Rondônia, Washington Soares Francisco, destacou a satisfação que é participar de um curso totalmente voltado para a preservação da natureza e a oportunidade da troca de experiências com os integrantes da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul junto às demais forças de segurança do país.


O Comandante da Polícia Ambiental de Caicó, Tenente Rafael Victor juntamente com o Comandante da Polícia Ambiental de Mossoró, Tenente Abrantes, estão participando do treinamento.



Assessoria de Comunicação Social da PMMS




Samsung mostra o aguardado celular dobrável pela primeira vez


Smartphone dobrável da Samsung se abre e revela telona na parte de dentro

Após quatro anos de desenvolvimento, a Samsung finalmente deu provas concretas do seu smartphone com tela dobrável. O celular, que promete ser a próxima tecnologia revolucionária do setor, apareceu no palco durante a conferência da empresa para desenvolvedores nesta quarta-feira (7) em San Francisco (Estados Unidos).

Mas calma. O novo aparelho, que é esperado desde 2015, ainda não foi lançado oficialmente pela empresa – isso deve ocorrer no primeiro semestre do ano que vem. O que foi mostrado foi um teaser e mais detalhes de como funciona, com uma mensagem: chega em breve. E sim, o dispositivo foi oficialmente mostrado no palco pela primeira vez - existiam dúvidas se isso de fato ocorreria.


O celular tem uma tela normal na frente, mas pode ser aberto "de dentro para fora" pela lateral do dispositivo, revelando uma tela por dentro do tamanho de um tablet. 


Para o Android rodar em celulares que se dobram sem parecer algo improvisado, o Google criou um recurso chamado de "continuidade de tela". É ele que fará o conteúdo mostrado no display ser ampliado ou reduzido, conforme o aparelho é dobrado ou desdobrado, sem que haja interrupções. O exemplo dado por Burke é o de vídeos.


Moro inicia transição e defende aprovação da MP das loterias


Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O juiz federal Sérgio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça em janeiro, e o atual ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, reuniram-se nesta quarta-feira (7) para tratar da transição de governo. As duas pastas serão fundidas e formarão um superministério, que deverá absorver ainda parte da estrutura do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão subordinado ao Ministério da Fazenda e especializado na investigação de crimes como lavagem de dinheiro.

Na declaração conjunta que fez com Jungmann após a reunião, Moro não quis responder a perguntas de jornalistas, mas elogiou as realizações do ministro da Segurança, incluindo o aumento da participação do governo federal no desenvolvimento de políticas públicas para o setor, como a criação do Sistema Único de Segurança Pública (Susp).

Moro citou também a reestruturação financeira da área, com a edição da Medida Provisória (MP) 841/2018, que estipula o repasse de recursos das loterias para o Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). O futuro ministro recomendou a aprovação da iniciativa, que tramita no Congresso Nacional, e amplia em R$ 800 milhões os recursos para a área este ano e em R$ 1,7 bilhão para 2019.

“Sem recursos não é possível desenvolver projetos, desenvolver políticas públicas. Então, todas essas medidas são absolutamente louváveis, essa consolidação financeira do ministério. Parece que tem uma medida provisória para aprovar hoje. É muito importante que ela seja aprovada, e acredito que o Congresso vai ter essa sensibilidade de aprovar”, afirmou o juiz.

Moro afirmou que conhece Raul Jungmann “já há algum tempo” e que ambos mantêm uma relação “bastante cordial”, o que está facilitando a transição de governo. Ele comparou esse processo a “trocar um pneu com o carro em movimento” e disse que a máquina pública não pode parar.

Durante as quase três horas de reunião, Moro e Jungmann ficaram a sós durante uma hora e meia. Em seguida, houve uma reunião ampliada, que incluiu a presença de dirigentes das polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF), da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

“Foi feita uma exposição rápida e setorial para o doutor Moro. A ele entregamos todos os documentos que nós julgamos que seria do interesse dele, colocamos toda a primeira linha do ministério à sua inteira exposição”, detalhou Jungmann.

Ontem (6), em Curitiba, Moro informou que pretende aprovar, nos seis primeiros meses do futuro governo, um conjunto de projetos de lei para combater a corrupção e enfrentar o crime organizado. Além disso, ele quer levar para o Ministério da Justiça e Segurança Pública a experiência de realização de forças-tarefa no combate às facções criminosas, nos moldes do que tem sido a Operação Lava Jato.

Transição e equipe

Sergio Moro disse que ainda não definiu a dinâmica da transição, mas informou que nas próximas semanas deverá se revezar entre Brasília e Curitiba, além de outras cidades, para articular “paulatinamente” a montagem da equipe e o planejamento das prioridades para a pasta.

Ele não quis adiantar nomes dos futuros auxiliares, mas destacou que é “possível” que indique integrantes para compor a equipe de transição de governo que trabalha sob a coordenação do ministro extraordinário Onyx Lorenzoni.

Moro não informou sua agenda de compromissos em Brasília, mas deve permanecer na cidade até amanhã (8) e então retornar a Curitiba.

Agência Brasil