sábado, 10 de novembro de 2018


Caicoense morre vítima de acidente de trânsito em Jardim de Piranhas

Na tarde deste sábado (10), o caicoense, Wesley Garcia de Medeiros, 19 anos, natural de Caicó, foi vítima de um grave acidente na Av. Rio Branco em Jardim de Piranhas. O mesmo perdeu o controle de sua motocicleta, vindo a cair e teve morte no local.

O corpo do caicoense foi levado para o ITEP em Caicó e em seguida será entregue aos familiares para sepultamento.



Assaltantes são baleados e presos após assalto em Jucurutu


Na tarde deste sábado (10), dois assaltantes foram baleados e presos por Policiais Militares após um assalto em um mercadinho no Bairro Cohab em Jucurutu.


Após o assalto os acusados fugiram e foram alcançado por uma guarnição da PM e tive início uma troca de tiros e os dois assaltantes terminaram baleados e foram socorridos para o Hospital de Jucurutu aonde encontra-se recebendo atendimento médicos.

Imagens via WhatsApp.

ASSINADO CONTRATO PARA CONSTRUÇÃO DE PRÉDIO PRÓPRIO DO CURSO DE MEDICINA EM CAICÓ


Foi assinado nesta sexta-feira(9) o contrato para a construção do prédio do curso de Medicina da Escola Multicampi de Ciências Médicas, no campus da
. A obra esta orçada em R$ 17.699.000,00(dezessete milhões seiscentos e noventa e nove mil) e prazo para conclusão em até 2 anos.
A empresa que venceu o processo licitatório e será responsável pela construção é a MULTCOMPE COMERCIO E SERVICOS EM GERAL EIRELI (12.805.036/0001-21).

Diário Seridoense

Porte de arma para advogados poderá ser liberado



O deputado federal Daniel Vilela,presidente da CCJ da Câmara, garantiu que estará na pauta da Comissão para o próximo dia 20 de novembro projeto acerca do porte de armas para advogados.

PL 704/15 de autoria do deputado Ronaldo Benedet, insere nos direitos dos advogados o porte de arma de fogo para defesa pessoal. Na justificativa, o deputado afirma que “não se pode olvidar que o exercício da profissão do Advogado possui os mesmos riscos daquela desenvolvida por Juízes de Direito e Promotores de Justiça, ainda que figurem em polos diversos nas demandas judiciais” e que “o porte de arma de fogo para defesa pessoal não é obrigação e sim faculdade, podendo o cidadão, no gozo de sua profissão advocatícia, fazer tal requerimento”.