terça-feira, 27 de novembro de 2018


FAB compra radares por US$ 140 milhões

A Força Aérea Brasileira (FAB) vai adquirir três radares móveis para reforçar a fiscalização nas fronteiras, informou Agência Brasil.

O Ministério da Segurança Pública e a FAB assinaram nesta terça-feira um termo de parceria, no âmbito da qual a Aeronáutica receberá R$ 140 milhões para compra de três radares móveis.

DEFESA AÉRE & NAVAL / LUIZ PADILHA

O anúncio da parceria foi antecipado pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, em 29 de setembro. Jungmann anunciou que o convênio para a aquisição de radares aéreos de baixa altitude permitirá o reforço do combate à entrada de armas e drogas no país. 

Uma licitação será aberta e ainda não há prazo de entrega do equipamento.

"[Este repasse] Significa dizer que estamos fechando o espaço aéreo para o transporte criminoso […] Porque sabemos que cada centavo será utilizado e multiplicado em termos de garantias e de [proteção] à soberania nacional", disse Jungmann durante a assinatura do documento.

"Temos cinco países vizinhos que são ou grandes produtores ou refinadores ou passagem de drogas. Substâncias que, quando ingressam por nossas fronteiras, se transformam em violência, em tragédia", declarou o ministro.

Segundo o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, os três radares deverão "fechar áreas cegas da fronteira". 

"O uso desses radares nos auxiliará na missão de defender nosso território. Defender o espaço aéreo é importante. Até porque, como os acessos por via terrestre são difíceis, é mais fácil [para os criminosos] entrar com drogas no país por vias aéreas", disse Rossato, citado pela Agência Brasil.

Criminoso se arrepende de aplicar golpe em compra onlaine e devolve produto que seria roubado no RN

A jornalista Pryscilla Miranda foi surpreendida por uma notícia que lhe deixou preocupada. Havia sido vítima de um golpe: vendeu uma câmera fotográfica na internet e não receberia o valor da transação. No entanto, dias depois, ela teve uma nova surpresa: o criminoso se arrependeu e mandou a máquina de volta pelos Correios.

Essa história começou no início do mês, quando Pryscilla resolveu anunciar no Mercado Livre o produto que pretendia vender. A câmera que lhe acompanhou por alguns anos na vida profissional em Natal, cidade onde mora, agora serviria para ajudar financeiramente.

No dia seguinte ao que cadastrou a máquina fotográfica no site, um homem comentou na postagem que havia comprado o produto. Orientou que ela checasse o e-mail, que lá estariam as instruções para concretizar o negócio.

Pryscilla conta que, em seu e-mail, chegaram três mensagens com a logomarca do Mercado Livre, afirmando que o pagamento do comprador, identificado como Wagner da Silva Rodrigues, havia sido aprovado.

Chegou ainda um outro e-mail, este supostamente de Wagner da Silva, informando da compra. Ela agora precisava enviar a câmera fotográfica, para aí receber o dinheiro. Pryscilla Miranda respondeu e-mail ao homem, pedindo a ele o seu telefone, para que pudessem conversar pelo WhatsApp.

A jornalista disse ao comprador falso que demoraria um tempo para enviar o produto, porque não tinha o dinheiro para o frete, porém ia consegui-lo com amigos. Após juntar os R$ 150, Pryscilla foi aos Correios e enviou a câmera para o endereço indicado no e-mail fajuto, em São Paulo.

Depois disso, a jornalista mandou uma mensagem ao homem, contando que já havia mandado a encomenda. Ela disse também que só tinha colocado à venda porque estava precisando do dinheiro, e que esperava que ele fizesse bom proveito.

G1-RN

Após mais de 20 anos, TV Paraiba fecha escritório na Cidade de Patos/PB


Ao longo dos últimos 20 anos, a cidade de Patos e toda a região se viram através de matérias jornalísticas veiculadas pela TV Paraíba, afiliada Rede Globo. As notícias boas, ruins, ou mesmo de cunho de entretenimento e de informações úteis, eram produzidas com a marca TV Paraíba.

A cidade de Patos teve o prazer de dispor de escritório da TV Paraíba com um cinegrafista e um jornalista, no entanto, neste último sábado, dia 24, os profissionais receberam a notícia que a direção da emissora decidiu encerrar as atividades no Município alegando questões de ordem econômica e de reordenamento de despesas.

A jornalista Rafaela Gomes e o cinegrafista Hércules Barbosa fizeram as últimas matérias neste fim de semana. Rafaela comentou em sua rede social facebook em forma de despedida. “Um ciclo se fechou. Estou me despedindo da TV Paraíba. Mas quero agradecer por tudo! Fora três anos de muito aprendizado e aperfeiçoamento, desbravando o sertão, a minha terra que amo tanto...e um agradecimento especial a Hércules Barbosa. A gente dividiu muitas coisas juntos. Você é um grande profissional...”, relatou Rafaela.

A TV Paraíba deixou a cidade de Patos, porém, manteve o escritório em Sousa com um cinegrafista. A sociedade patoense espera que a “Morada do Sol” em pouco tempo posso ter novamente o escritório sendo reaberto com a equipe de profissionais que tanto contribuíram com a informação de qualidade.

Fonte: Josivan Antero-Patos Online

Novidades na LK MULTIMARCAS

Acabou de chegar short tactel estilo surfista de vários modelos da Rota do Mar.

Desconto especial 30% à vista e 20% pra parcelar no cartão.

Tamanhos do 36 ao 46 com modelos variado de acordo com tamanho.

LK MULTIMARCAS
84 - 9.9927-8030

LK MULTIMARCAS
endereço na Rua Renato Dantas 633 por trás do Banco do Nordeste. Fica colado na loja EDISOM

CAICÓ RN

84 - 9.9927-8030

Riachuelo pode criar Fintech maior que Nubank e Banco Inter

A rede varejista Riachuelo, estimulada pela grande popularização da tecnologia pretende transformar a sua financeira Midway em um banco, atendendo aos seus clientes através de uma grande plataforma digital. E realmente, há um grande potencial. Considerando que a Midway possui nada menos do que 30,5 milhões de cartões emitidos e 7,4 milhões de clientes ativos.

Riachuelo pode criar fintech maior que Nubank e Banco Inter

Na semana passada, alguns dias depois de serem anunciadas novas regras para a sua governança corporativa, a Guararapes, que é a holding controladora das Lojas Riachuelo informou que pretende transformar a sua financeira em um banco.

Entretanto, existem alguns riscos associados a essa estratégia. Ao ser ampliado seu portfólio de serviços e número de clientes, a Guararapes pode ter prejuízos em forma de inadimplência. Ou ainda ao mesmo tempo aumentar o seu custo e não conseguir sustentabilidade na operação.

Porém, a Guararapes possui uma larga experiência na concessão de crédito. Ou seja, a companhia sempre operacionalizou a Midway sozinha. Ademais, a Midway possui 30,5 milhões de cartões emitidos e ao mesmo tempo 7,4 milhões de clientes ativos. Além disso, a estimativa é que lucre R$ 200 milhões na Midway somente este ano, e R$ 300 milhões da operação de varejo.

Se compararmos com outros bancos digitais, a Midway já vai começar gigante. Isso porque será maior que o Banco Inter, Agibank e inclusive o Nubank, considerando o número de clientes e o tamanho da carteira de crédito.