Golpe no WhatsApp promete benefício do PIS/Pasep

08:50:00

Um golpe volta ao WhatsApp com mensagens sobre o sétimo lote do abono do PIS/Pasep, prometendo acesso fácil para o usuário saber se tem ou não direito ao benefício. O método de ataque é semelhante ao de outros, com links maliciosos que levam a pessoa para páginas que lucram com publicidade e pedem que o endereço seja compartilhado com outros.

De acordo com uma publicação do dfndr lab, da PSafe, foram registradas 200 mil detecções de acessos e compartilhamentos das mensagens em aproximadamente 24 horas, todas com o mesmo chamariz sobre o pagamento do abono. Ao clicar no link recebido, a página diz que a “Caixa Econômica libera o PIS salarial pra quem trabalhou entre 2005 à 2018 no valor de R$ 1.223,20”.

Um questionário curto é exibido e pede que o usuário responda questões para saber se tem, ou não, direito ao pagamento. Ao final da lista de perguntas, independente das respostas dadas, o site pede que o usuário compartilhe o link com mais 30 pessoas.

Segundo Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, a página utiliza publicidade velada para gerar receita para quem criou o golpe. Além do lado financeiro, a página desinforma o usuário e faz acreditar que o pagamento está vinculado com o compartilhamento da mensagem para outras pessoas.

Recentemente o WhatsApp tomou algumas medidas para evitar que mensagens falsas ganhem velocidade no mensageiro. A empresa está limitando ainda mais o número de encaminhamentos para brasileiros, que agora podem enviar uma mensagem para até cinco destinatários diferentes por vez – o que atrapalha o envio para os 30 solicitados, obrigando a pessoa a enviar seis vezes para atingir a meta do golpe.

Leia Também...

0 comentários